Abrir menu principal
Brilho causado pelo flash da máquina fotográfica em um Lepilemuridae.
Mesmo efeito causado em um gato.

O tapetum lucidum (latim: tapete brilhante) é a membrana posicionada dentro do globo ocular (fundo do olho) de certos animais vertebrados capaz de refletir a luz que entra nos olhos e melhorar a visão do animal em condições de baixa luminosidade. Essa membrana, situada imediatamente atrás da retina, é um retrorefletor; reflete a luz visível através da retina, aumentando a luz disponível para os fotorreceptores. O tapetum lucidum contribui para a visão noturna superior de alguns animais.[1]

Essa camada de células reflexivas é a responsável pelo brilho dos olhos de alguns animais, como gatos e cães, refletidos na luz no escuro.[2]

O tapetum lucidum geralmente não está presente nos animais cuja visão é predominantemente diurna. O olho humano não possui, nem a maioria dos primatas, pássaros, porcos e esquilos.[3] Por outro lado, é encontrado no olho de animais carnívoros, como gatos, que caçam à noite e necessitam de uma boa visão em condições de pouca luz. Também está presente em cães, morcegos, cavalos, cetáceos, crocodilos e bovídeos.[2]


Referências

  1. «What Animals Have a Tapetum Lucidum?». Sciencing 
  2. a b Comparative morphology of the tapetum lucidum. American College of Veterinary Ophthalmologists. Veterinary Ophthalmology (2004) 7, 1, 11–22.
  3. Ollivier FJ, Samuelson DA, Brooks DE, Lewis PA, Kallberg ME, Komáromy AM (2004). «Comparative morphology of the tapetum lucidum (among selected species)». Vet Ophthalmol. 7 (1): 11–22. PMID 14738502. doi:10.1111/j.1463-5224.2004.00318.x. Arquivado do original em 19 de janeiro de 2013 
  Este artigo sobre Biologia é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.