Tel Hazor

Tel Hazor ou Hatzor (em hebraico: תל חצור) é uma tel acima do sítio da antiga cidade Hazor, cujas ruínas são as maiores e as mais ricas de Israel. Hazor era uma antiga cidade na Galileia, a norte do Mar da Galileia, entre Rama e Cades, numa colina. Atualmente o sítio já foi escavado várias vezes, tendo começado em 1955 com James Armand de Rothschild. Em 2005, foi declarada Patrimônio Mundial da Humanidade, juntamente com Megido e Bersebá.

Pix.gif Teis Bíblicas - Megido, Hazor, Bersebá *
Welterbe.svg
Património Mundial da UNESCO

Tel hatzor.JPG
Vista aérea de Hazor
País Israel
Critérios (ii)(iii)(iv)(vi)
Referência 1108 en fr es
Coordenadas 33° 01′ 00″ N, 35° 34′ 01″ L(Galileia, Israel)
Histórico de inscrição
Inscrição 2005  (? sessão)
* Nome como inscrito na lista do Património Mundial.

ArqueologiaEditar

De acordo com alguns arqueólogos, as escavações de uma escada em Tel Hazor foram feitas na parte norte do palácio, de frente para baixa cidade, e está posto num palácio administrativo. A escada já existia até hoje 3.500 anos, quando o líder hebreu Josué invadiu e destruiu a cidade de Hazor.[1] Ela continha 4,5 metros de largura e era feita as lajes de basalto.[2]

A cidade HazorEditar

Na Antiguidade, Hazor era a maior cidade fortificada do país e uma das mais importantes do Crescente Fértil. Manteve relações comerciais com a Babilônia e a Síria e importou grandes quantidades de estanho para a indústria do bronze. Dois reis mais importantes de Hazor era Jabim I, pela qual lutou com Josué na Batalha das Águas de Merom, e Jabim II, que escravizou os hebreus e sendo titulado "rei de Canaã".

Ver tambémEditar

Referências

  1. Josué 11:10-13
  2. Cafetorah, Diretor do (24 de julho de 2019). «Descoberta excepcional em Hazor, a cidade que foi conquistada por Josué». Notícias de Israel - Cafetorah. Consultado em 3 de outubro de 2020 
 
Um baluarte em Hazor
  Este artigo sobre Geografia de Israel é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.