Abrir menu principal
Text document with red question mark.svg
Este artigo ou secção contém fontes no fim do texto, mas que não são citadas no corpo do artigo, o que compromete a confiabilidade das informações (desde abril de 2013). Ajude a melhorar este artigo inserindo fontes.
Telescópio anglo-australiano
Anglo-Australian telescope at Siding Springs Observatory.jpg
Informações gerais
Observatório
Administrador
Tipo de telescópio
Óptico (en), Cassegrain (en)Visualizar e editar dados no Wikidata
Período de construção
Até Visualizar e editar dados no Wikidata
Website
Dados técnicos
Diâmetro
3,9 mVisualizar e editar dados no Wikidata
Distância focal
12,7 mVisualizar e editar dados no Wikidata
Base da montagem
Cobertura
Spherical dome (d)Visualizar e editar dados no Wikidata
Área de alcance
12 m2Visualizar e editar dados no Wikidata
Geografia
Altitude
1 100 mVisualizar e editar dados no Wikidata
Endereço
Coordenadas

O telescópio anglo-australiano (TAA ou AAT) é um telescópio de 3,9m de montagem equatorial operado pelo Observatório Anglo-Australiano e situado no Observatório de Siding Spring, Austrália, a uma altitude aproximada de 1100m. É financiado pelo Reino Unido e Austrália, estando o seu tempo de observação à disponibilidade da comunidade científica mundial.

Está equipado com vários instrumentos, entre os quais se encontram as instalações do Two Degree Field (2dF), um posicionador robótico de fibra óptica destinado à obtenção de espectroscopias simultâneas de cerca de 400 objectos ao longo de um campo de visão de 2º; o Espectrógrafo Échelle da University College de Londres (UCLES), um espectrógrafo óptico de alta-resolução, utilizado na descoberta de planetas extra-solares; e o IRIS2, uma câmara de infra-vermelhos de lente grande angular e espectrógrafo.

O telescópio entrou em funcionamento em 1974 com o objectivo de permitir observações de alta qualidade do céu do hemisfério sul, uma vez que no anos 70, a maioria dos telescópios localizavam-se no Norte.

O TAA foi um dos últimos grandes telescópios a ser construído com recurso a uma montagem equatorial. Os grandes aparelhos mais recentes adoptaram, por sua vez, a mais compacta e mecanicamente estável montagem altazimutal. O TAA foi, no entanto, um dos primeiros telescópios completamente controlados por computador, estabelecendo novos estandardes em termos de mira e seguimento de astros.

Ligações externasEditar

  Este artigo sobre astronomia é um esboço relacionado ao Projeto Astronomia. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.