Teodoro Matos Santana

futebolista brasileiro

Teodoro Matos Santana, mais conhecido como Teodoro (Santos, 22 de outubro de 1946São Paulo, 12 de junho de 2013[1]), foi um futebolista brasileiro que atuava como volante.

Revelado pela Ferroviária,[2] conseguiu destaque na Ponte Preta, no time que ficou com o vice-campeonato paulista de 1970, e foi contratado pelo São Paulo, no ano seguinte, ao lado do lateral Nélson e do zagueiro Samuel.[3] Chegou a assumir a posição que era de Édson Cegonha, mas uma contusão, em 1972, atrapalhou um pouco sua carreira.[3] Mesmo assim, ficou no São Paulo por vários anos (excetuando quando esteve emprestado ao Santos, em 1975) e foi titular durante a maioria dos jogos do time na campanha que culminou com o título brasileiro, em 1977.[3]

Também fez parte do elenco que conquistou o Campeonato Paulista de 1980, embora tenha deixado o clube no meio da campanha, ao ter seu passe negociado com o Dallas Tornado, dos Estados Unidos.[4] "Foi muito bom, porque [no São Paulo] ganho oiitenta mil [cruzeiros] mensais, e lá ganharei aproximadamente 270 mil por mês", explicou o jogador. "Fico triste em deixar o São Paulo depois de quase dez anos, mas ao mesmo tempo estou satisfeito, já que vou ganhar excelente quantia em pouco tempo."[4]

Após aposentar-se, abriu um escolinha de futebol em Dallas, nos Estados Unidos.[2] Sua morte, após luta contra um câncer pancreático, foi comunicada em uma nota oficial do São Paulo.[1]

Referências

  1. a b «Morre ex-volante Teodoro, campeão brasileiro pelo São Paulo em 1977». Lancenet. 12 de junho de 2013. Consultado em 20 de julho de 2013 
  2. a b «Morreu Teodoro, campeão brasileiro de 1977 pelo São Paulo». Terra Magazine. 12 de junho de 2013. Consultado em 20 de julho de 2013 
  3. a b c Bene Turco (12 de junho de 2013). «A bonita história de Teodoro no São Paulo e na Ponte Preta». GazetaEsportiva.net. Consultado em 20 de julho de 2013 
  4. a b «São Paulo sonha e Almir deve estrear». Folha de S. Paulo (18 731). São Paulo: Empresa Folha da Manhã. 15 de julho de 1980. 22 páginas. ISSN 1414-5723. Consultado em 22 de janeiro de 2017