Teoria de Kummer

Em matemática, na teoria dos números e na álgebra abstrata, a teoria de Kummer fornece a descrição de certos tipos de extensões de corpo envolvendo a adjunção de raízes n-ésimas de elementos do corpo base. A teoria foi desenvolvida originalmente por Ernst Eduard Kummer na década de 1840, no seu trabalho pioneiros sobre o último teorema de Fermat.

As afirmações principais não dependem da natureza do corpo, além de sua característica, que não deve dividir o inteiro n, e portanto pertencem à álgebra abstrata. A teoria das extensões cíclicas de um corpo K quando a característica de K não divide n é chamada teoria de Artin-Schreier.

Uma extensão de Kummer é uma extensão de corpos L/K, na qual para algum inteiro n > 1 temos

Por exemplo, tomando n = 2, a primeira condição é sempre verdadeira se K tem característica diferente de 2. As extensões de Kummer neste caso, incluem as extensões quadráticas L= K(a), onde a é uma raiz quadrada primitiva de um elemento em K.

Como a extensão de Kummer L/K é um corpo de decomposição para o polinômio Xn-a, para algum a em K, temos que ela é uma extensão normal.

ReferênciasEditar