Abrir menu principal

Terra Pura é uma forma de budismo, também conhecida como amidismo devido à sua característica de devoção ao Amitaba, o Buda da Luz Infinita, principalmente pela recitação do nenbutsu. A escola original foi trazida para o Japão por Honen Shonin (1133-1212)[1][2], em japonês, chama-se Jōdo-shū.

O budismo da Terra Pura é um ramo amplo do Budismo Mahayana e uma das tradições mais amplamente praticadas do budismo no leste da Ásia. Terra Pura é uma tradição de ensinamentos budistas que são focados no Buda Amitābha. Os três textos primários da tradição, conhecidos como os "Três Sutras da Terra Pura", são o Sutra Sukhāvatīvyūha (Sutra da Vida Infinita), o Sutra Amitayurdhyana (Sutra da Contemplação) e o Sutra Sukhāvatīvyūha (Sutra Amitabha).[3]

Como muitas outras escolas budistas, a Terra Pura dividiu-se em várias. No Brasil a mais conhecida é a Verdadeira Escola da Terra Pura (em japonês: 浄土真宗, Jodo Shinshu), criada por Shinran Shonin (1173-1262), discípulo de Honen Shonin. Os ramos do Jodo Shinshu presentes no Brasil são o ramo Hongwanji (Nishi) e o ramo Otani (Higashi).

As Escolas Terra Pura fazem parte do movimento ou veículo Mahayana dentro do Budismo, e são particularmente devocionais para os padrões budistas. Talvez por isso mesmo são também das mais numerosas em adeptos.

Referências

  1. «Pure Land Buddhism». BBC - Religions 
  2. «Terra Pura». Infopédia 
  3. Pure Land Buddhism - Britannica.com
  Este artigo sobre budismo é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.
  A Wikipédia possui o
Portal do budismo