Abrir menu principal

Sismo na Itália de agosto de 2016

sismo de magnitude 6.2 em 23 de agosto de 2016
Sismo na Itália de agosto de 2016
Mapa mostrando o epicentro do sismo
Sismo na Itália de agosto de 2016 está localizado em: Itália
Epicentro 42° 44' 27.6" N 13° 10' 19.2" E
Profundidade 10 km
Magnitude 6,2 MW
Tipo normal[1]
Data 24 de agosto de 2016
Zonas atingidas Itália
Vítimas 299 mortos[2][3][4]

Um sismo de magnitude 6,6 atingiu a região central da Itália em 24 de agosto de 2016 às 3h36min CEST (1h36min UTC), próximo ao município de Nórcia, 75 km a sudeste de Perúgia e 45 km ao norte de Áquila, em uma área de tríplice fronteira entre as regiões da Úmbria, do Lácio e das Marcas. A defesa civil italiana confirmou ao menos 299 mortos[5] (só em Amatrice foram encontrados 224 corpos)[6] e cerca de 368 feridos.[4][3][2]

O sismo inicial foi seguido de ao menos 200 tremores secundários, um dos quais com magnitude 5,5.[7] Minutos depois do primeiro tremor, outro sismo de magnitude 4,6 atingiu Rieti, na mesma região.[3] O Serviço Geológico dos Estados Unidos (USGS) informou inicialmente que o sismo teria ocorrido a uma profundidade de 10 km, com magnitude 6,4.[1][8] A magnitude foi posteriormente corrigida pelo USGS para 6,6[9], enquanto que o Centro Sismológico Euro-Mediterrânico informou a magnitude 6,1.[9][10]

Os primeiros relatórios indicavam graves danos no povoado de Amatrice próxima ao epicentro[7], e em Accumoli e Pescara del Tronto. O maior tremor e suas réplicas foram percebidos em grande parte da região central da Itália, incluindo Roma, Nápoles e Florença.[11] Esse foi o maior sismo desde 2009[12], quando um sismo próximo a Áquila, na região dos Abruzos, deixou mais de 300 mortos e desalojou cerca de 65 mil pessoas.

O prefeito de Amatrice, Sergio Pirozzi, afirmou que "Amatrice já não está aqui, metade da cidade está destruída."[13][14] Fotografias da destruição mostravam um enorme amontoado de escombros no centro da cidade, restando em pé apenas algumas estruturas na periferia.[15] Estimativas oficiais do governo italiano calcularam os prejuízos em cerca de 7 bilhões de euros, mas esse valor pode ser ainda maior, pois não leva em conta os estragos causados pelos sismos de outubro.[16]

Sismos não são raros na Itália, pois o país está localizado na junção da placa eurasiática com a sub-placa do Mar Adriático. Foi dessa junção que surgiram os Montes Apeninos. [17][18]

TremoresEditar

Data / hora

(UTC)

Magnitude Tipo Profundidade
Hipocentro
Epicentro
Localização Latitude Longitude
2016-08-24   01:36:32 6.0 Mw 8.1 km Rieti 42.6983 13.2335
2016-08-24   01:37:26 4.5 ML 9.0 km Rieti 42.7123 13.2533
2016-08-24   02:33:28 5.4 Mw 8.0 km Perugia 42.7922 13.1507
2016-08-24   11:50:30 4.5 ML 9.8 km Perugia 42.8197 13.1602
Fonte: Istituto Nazionale di Geofisica e Vulcanologia[19]

Ver tambémEditar

Referências

  1. a b «M6.2 - 10km SE of Norcia, Italy» (em inglês). Serviço Geológico dos Estados Unidos. 24 de agosto de 2016. Consultado em 24 de agosto de 2016 
  2. a b Lopez, Oscar; Henley, Jon (24 de agosto de 2016). «'This used to be my home': Italians in shock after devastating earthquake» (em inglês). The Guardian. Consultado em 24 de agosto de 2016 
  3. a b c «Forte terremoto atinge região central da Itália e deixa mortos». G1. 23 de agosto de 2016. Consultado em 24 de agosto de 2016 
  4. a b «Terremoto atinge centro da Itália e causa danos e mortos». UOL. 24 de agosto de 2016. Consultado em 24 de agosto de 2016 
  5. «Número de mortos por terremoto na Itália sobe para 299». Agência Brasil 
  6. «Em meio a pequenos tremores, Itália se despede de quase 300 mortos em terremoto - Notícias - UOL Notícias». Consultado em 27 de agosto de 2016 
  7. a b Povoledo, Elisabetta (24 de agosto de 2016). «Powerful Earthquake in Italy Kills Dozens and Shatters Towns» (em inglês). The New York Times. Consultado em 24 de agosto de 2016 
  8. Scherer, Steve (24 de agosto de 2016). «'Voices under the rubble' after quake hits Italy; at least 73 dead» (em inglês). Reuters. Consultado em 24 de agosto de 2016 
  9. a b Nadeau, Barbie Latza; Hume, Tim; Cotovio, Vasco (24 de agosto de 2016). «Italy earthquake leaves 73 dead, rescuers racing against time» (em inglês). CNN. Consultado em 24 de agosto de 2016 
  10. Santalucia, Paolo; D'Emilio, Frances; Winfield, Nicole (24 de agosto de 2016). «Death toll from Italy quake rises to 73» (em inglês). The Boston Globe. Consultado em 24 de agosto de 2016 
  11. Palazzo, Chiara (24 de agosto de 2016). «Italy earthquake: 'At least 73 dead including many children' as 'apocalyptic' 6.2 magnitude quake leaves towns in ruins» (em inglês). The Daily Telegraph. Consultado em 24 de agosto de 2016 
  12. «Dozens Dead in Italy After 6.2 Magnitude Earthquake Levels Entire Towns» (em inglês). The Weather Channel. 24 de agosto de 2016. Consultado em 24 de agosto de 2016 
  13. Chrisafis, Angelique (24 de agosto de 2016). «Mayor of Amatrice: 'the town isn't here any more' after strong earthquake» (em inglês). The Guardian. Consultado em 24 de agosto de 2016 
  14. Lorenzi, Rossella (24 de agosto de 2016). «Italy Quake: Famous Village 'Isn't Here Any More'» (em inglês). Seeker. Consultado em 24 de agosto de 2016 
  15. «Terremoto ad Amatrice, la distruzione vista dall'alto» (em italiano). Corriere della Sera. 24 de agosto de 2016. Consultado em 24 de agosto de 2016 
  16. «Agora MS - O Enderaço da Notícia». AGORAMS. Consultado em 16 de novembro de 2016 
  17. «Por que a Itália é tão suscetível a terremotos? - 24/08/2016 - Mundo - Folha de S.Paulo». www1.folha.uol.com.br. Consultado em 26 de agosto de 2016 
  18. «Porque treme Itália?». Observador. Consultado em 26 de agosto de 2016 
  19. «Eventos». Istituto Nazionale di Geofisica e Vulcanologia. Consultado em 2 de Novembro de 2016