Abrir menu principal

Théodore de Banville

poeta, dramaturgo e crítico francês
Théodore de Banville
Nascimento 14 de março de 1823
Moulins
Morte 13 de março de 1891 (67 anos)
Paris
Sepultamento Cemitério do Montparnasse
Cidadania França
Alma mater Lycée Condorcet
Ocupação poeta, dramaturgo, jornalista, crítico literário, escritor
Empregador Le Charivari
Movimento estético romantismo
Assinatura
Signature Théodore de Banville.jpg

Étienne-Claude-Jean-Baptiste-Théodore-Faullain de Banville, melhor conhecido apenas como Théodore de Banville, foi um poeta francês de meados do século XIX, discípulo tardio dos românticos, líder do movimento parnasiano, colaborador de muitas das críticas literárias do seu tempo e influência nos simbolistas Seu primeiro livro do verso, As Cariátides (1842), deveu muito ao estilo e à maneira de Victor Hugo. Seu Pequeno Tratado sobre a Poesia Francesa (1872) mostra seu interesse pelos detalhes técnicos da versificação, dos quais se tornou mestre. Considerou a rima como o elemento mais importante no verso francês. Seguindo o exemplo do crítico Charles Sainte-Beuve, que ressuscitou o interesse pelo soneto, experimentou várias formas fixas negligenciadas desde meados do século XVI - por exemplo, a balada e o rondó. A principal característica de sua poesia é seu virtuosismo técnico, mas os coetâneos também admiravam sua delicada inteligência e fantasia. Sua coleção mais conhecida é Odes Fantásticas de 1857).[1]

Referências

BibliografiaEditar

  Este artigo sobre um(a) escritor(a) é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.