The Ellen DeGeneres Show

Disambig grey.svg Nota: Este artigo é sobre o talk show "The Ellen Degeneres Show". Para a sitcom "Ellen" também produzida por Ellen DeGeneres entre 1994-1998, veja Ellen.
The Ellen DeGeneres Show
Logotipo do talk show
Informação geral
Também conhecido(a) como Ellen
Formato talk show
Gênero Comédia, Entrevistas
Duração 38 - 42 minutos
País de origem  Estados Unidos
Idioma original inglês
Produção
Produtor(es) Ellen DeGeneres
Apresentador(es) Ellen DeGeneres
Tema de abertura "Ellen" de Sharlotte Gibson (Temporadas 1-3)
"Let's Have a Little Fun" de Sharlote Gibson (Temporadas 4-12)
"Today's the Day" de Pink (Temporadas 13-presente)
Tema de encerramento "Today's the Day" - Pink
Localização Burbank, Califórnia
Exibição
Emissora original Estados Unidos Sindicação[1]
Formato de exibição 480i (SDTV 2003-2008)
1080i (HDTV 2008-presente)
Transmissão original 8 de outubro de 2003 -— presente
Temporadas 18
Episódios 3012 (em 9 de julho de 2020)
Cronologia
Programas relacionados Ellen
Ligações externas
Site oficial

The Ellen DeGeneres Show, muitas vezes abreviado como "Ellen" e estilizado apenas em letras minúsculas, é um talk-show e programa de variedades apresentado pela atriz e comediante Ellen DeGeneres. Com estréia em 8 de setembro de 2003, o show é produzido pela Telepictures, uma subsidiária da Warner Bros e exibido por meio de sindicação. Nos Estados Unidos é transmitido pela maioria das emissoras locais de propriedade e controle da NBC em conjunto com o grupo Hearst Television.[2] Durante as primeiras cinco temporadas, o programa foi gravado no Estúdio 11 do complexo de gravações NBC Studios em Burbank, Califórnia. A partir da sexta temporada, o show passou a ser gravado em Stage 1, em uma propriedade da Warner Bros.[3] Passando também, a ser transmitido em alta-definição desde então.[4]

O show recebeu 171 indicações ao Daytime Emmy Awards,[5] e em 2020 o número de estatuetas recebidas do prêmio era de 61, incluindo quatro na categoria de Melhor Talk Show e sete por Melhor Programa de Entretenimento, ultrapassando o recorde anterior pertencente ao The Oprah Winfrey Show, que ao todo, foi vencedor de nove.[5] O programa também ganhou dezessete People's Choice Awards[5], e seu canal no YouTube atingiu a marca de mais de 37 milhões de inscritos em todo o mundo, sendo um dos maiores canais dos Estados Unidos na plataforma.[6] Em consequência, o show foi renovado para continuar em exibição até o ano de 2022.[7][8][9]

ConceitoEditar

O programa combina comédia, celebridades, jogos, histórias de interesse público e atrações musicais. A plateia é uma parte importante do show, sendo eles os participantes da maioria dos jogos com premiação realizados ocasionalmente. O programa também apresenta eventualmente câmeras escondidas e um monólogo diário de Ellen DeGeneres sobre as notícias de alto interesse na época de exibição.[10]

Todo programa conta com entrevistas de duas ou mais celebridades, e quase sempre conta com entrevistas de pessoas não-famosas que fizeram algo para a comunidade em que vivem ou tiveram suas histórias mostradas no show. Algumas edições também incluem vídeos virais em um segmento chamado "A Short Video While Twitch Catches/Looses His Breath".[11]

Durante épocas festivas, o programa faz referencias e traz atrações especiais que sejam relacionadas com a data, como por exemplo, o especial anual "12 Days of Giveaways", no qual nos 12 dias que antecedem o Natal, o programa presenteia membros da plateia com prêmios como eletrodomésticos, cartões presentes, viagens, entre outras coisas.[12]

SegmentosEditar

O show apresenta alguns segmentos recorrentes em suas exibições diárias, alguns deles são:

  • Know or Go: Um jogo de perguntas com a plateia sobre eventos atuais e casualidades, no qual três participantes competem por um prêmio previamente apresentado. Caso algum jogador erre por três rodadas, ele recebe uma espécie de castigo que vária de programa para programa, entre eles: jatos de tinta ou água lançados e um alçapão falso abaixo do participante que se abre quando a resposta está incorreta. Atualmente este quadro faz parte do programa Ellen's Game of Games, também comandado pela comediante.[13]
  • The Masked Dancer: Uma paródia do programa "The Masked Singer" da FOX, onde Ellen e seu DJ Twitch tentam adivinhar quem é o dançarino misterioso por trás de uma fantasia. Em Janeiro de 2020 foi anunciado que a Warner e a Fox produziriam o programa de forma independente como um spin-off do original com DeGeneres como produtora executiva.[14]
  • Average Andy: Um quadro onde Ellen tenta ensinar a seu produtor Andy Lassner habilidades das pessoas "mais talentosas do mundo".[15]
  • 5 Second Rule: Um jogo onde os participantes geralmente são duas celebridades que competem para falar três palavras relacionadas com uma categoria sorteada no tempo máximo de 5 segundos.[16]
  • Burning Questions: Um quadro no qual famosos precisam responder perguntas com conteúdo pessoal ou dilemas. Geralmente é apresentado uma vez na semana.[17]
  • Danger Word: Um jogo de associação de palavras no qual os participantes precisam fazer sua dupla adivinhar uma palavra, porém sem dizer outras palavras diretamente conectadas a ela. Se a pessoa adivinha a palavra, o oponente é atingido com um spray de tinta em forma de canhão e vice-versa.[18]
  • Dança: Todo programa se inicia com um monólogo seguido por um segmento de dança. Geralmente, esse segmento é realizado pelo DJ Twitch, membro do elenco do show, mas em ocasiões especiais, pessoas da plateia ou outros convidados são os responsáveis por demonstrar seus passos de dança so comando de DeGeneres.[19]
  • Monólogo: Durante a introdução de seu programa, Ellen apresenta as notícias relevantes para o dia/semana em forma de monólogo humorístico, chamando a atenção para detalhes incomuns ou engraçados de cada tópico apresentado.[20]

ProduçãoEditar

Local de GravaçãoEditar

Entre 2003 e 2008, o programa foi gravado no complexo da NBC Studios, em Burbank, Califórnia. A partir de 2008, com a migração para a transmissão do programa em alta-definição, o programa passou por um processo de revitalização de equipamentos e locações, e foi transferido para uma propriedade da Warner Bros., utilizando o estúdio chamado de "Stage 1". Em 2015, após a realização do episódio de número 2000, o local foi oficialmente renomeado para "The Ellen Stage" como uma forma de homenagem ao programa.[4][21]

EquipeEditar

Produção e RoteiroEditar

O programa foi criado por Ellen DeGeneres, que também faz parte da equipe de produtores executivos em conjunto com Mary Connelly e Andy Lassner. Os roteiristas são Alisson Ballin, Gil Rief, Troy Thomas, Adam Yenser, Lauren Pomerantz, Bente Englesoft e diversos outros, que se revesam nos episódios em uma equipe liderada até a temporada de número 17 por Kevin A. Leman II[22], que foi demitido junto com outros dois produtores em agosto de 2020 após denúncias de "conduta sexual inapropriada".[23]

DJEditar

Ao contrário da maioria dos talk shows tradicionais, o programa não utiliza uma banda oficial para oferecer as músicas durante seu curso, ao invés disso, utilizam um disc jockey (DJ) para fazer esse papel. Inicialmente, o posto foi oferecido ao DJ Scott K de Los Angeles, que se juntou ao programa em 2003, porém participou de apenas 16 episódios antes de ser substituído por Tony Okungbowa[24], que ficou no show até a terceira temporada, em 2006, quando saiu para se dedicar a sua carreira de ator. Ele, contudo, continuou a fazer participações no programa até 2014.[25] Em 2007, como substituto fixo de Okungbowa, foi contratado o ator e músico Jon Abrahams, que iniciou seu trabalho na estréia da quarta temporada. Devido a sua carreira como ator estar em ascensão na época, ele também deixou o show após uma temporada.[26]

Em 2008, Ted Stryker, o apresentador da rádio "KORQ" de Pasadena (Califórnia), foi contratado como DJ para a quinta temporada. Após esse período Okungbowa estava novamente disponível, e substituiu Stryker no ano seguinte. Seu retorno durou até a temporada de número 11, em 2013, quando saiu definitivamente do programa. Em seu lugar, durante a temporada, diversas celebridades, músicos e DJs fizeram participações no programa, incluindo Stephen "tWitch" Boss, do programa So You Think You Can Dance. Com seu sucesso, se tornou o DJ oficial do programa, cargo no qual continua até os dias de hoje.[27]

Greve dos Roteiristas de 2007Editar

DeGeneres, como membro da Writers Guild of America, apoiou a Greve dos roteiristas dos Estados Unidos de 2007–2008. Entretanto, em 9 de novembro de 2007, ao invés do tradicional monólogo de abertura de seu programa, ela declarou:[28]

"Me foi explicado que nenhum outro programa exibido no período diurno paralisou sua produção. Eu tenho 135 funcionários que dependem de mim para receber seus salários, porém vir até esse estúdio tem sido a coisa mais difícil do mundo."
Original (em inglês): "It was explained to me that no other daytime shows have shut down. I've got 135 employees that rely on me for a paycheck. But it's been the hardest thing in the world driving onto this lot."
— Ellen DeGeneres "Television: Tears, strike aside, DeGeneres shows go on". Minneapolis St. Paul Star Tribune. (em inglês)

DeGeneres se absteve de fazer monólogos em seus programas (que eram normalmente escritos por membros da WGA) durante a greve.[29]O programa continuou com sua produção normal, com exceção desse bloco, o que causou grande controvérsia entre a guilda dos escritores, que declarou que Ellen DeGeneres "não era mais bem-vinda em Nova Iorque"[30]Os representantes da comediante afirmaram que ela não havia quebrado nenhuma das regras do acordo de greve da organização, e que o programa estava em forte competição com outros programas diurnos, como Live with Kelly and Regis e Dr. Phil, durante o período de renovação de contratos, e que a apresentadora deveria cumprir suas obrigações como apresentadora e produtora, a fim de não perder seu horário na programação.[31] Em adição, uma declaração de defesa a DeGeneres foi feita pela "AFTRA, a Federação Americana de Artistas de Rádio e Televisão" , apontando que ela também estava sujeita a seu acordo de não participar de movimentos grevistas. Em resposta, a WGA declarou que como membro da guilda, tudo o que DeGeneres escrevesse durante o período de greve para seu programa, seria uma forma de "fura-greve", o que não era permitido pela associação.[32]

Impactos da Pandemia de COVID-19 no ProgramaEditar


Com a chegada da pandemia do vírus SARS-CoV-2, a equipe e a apresentadora tomaram medidas para que a produção não fosse completamente afetada.

No dia 12 de março de 2020 foi anunciado que o programa começaria a gravar sem a presença de uma plateia ao vivo, ao contrário do que sempre acontecia desde sua estreia, em uma medida semelhante a utilizada por muitos programas do mesmo gênero pelo país,[33]porém no dia seguinte, com a expansão rápida da pandemia, a produção foi totalmente interrompida, exibindo no lugar de novos programas, reprises dos melhores momentos da temporada.[34]

Em 6 de abril de 2020, foi anunciado que a produção do programa seria transferida para a casa de DeGeneres, e que as entrevistas seriam feitas via Skype. Com a medida, Ellen disse esperar "que o programa servisse como uma forma de distração durante a pandemia".[35]O show seguiu a ser apresentado direto da casa da comediante pelo restante da temporada 17, que encerrou seus episódios inéditos em 9 de julho de 2020.[36]

Em 21 de setembro de 2020, junto da estréia de sua temporada de número 18, o programa voltou aos estúdios de Burbank (Califórnia) e passou a contar com uma plateia virtual, onde pessoas de todas as partes do mundo podem se inscrever para participar de uma videoconferência, da qual a apresentadora, os entrevistados e o público podem interagir. No estúdio, onde ficavam as cadeiras para os membros da audiência, monitores de vídeo foram acrescentados, para que o rosto do público fique evidente durante a exibição do show.[37]

Acusações de "Ambiente Tóxico de Trabalho"Editar

Em março de 2020, o comediante Kevin T. Porter publicou em sua conta oficial do Twitter que "Agora nós todos precisamos de um pouco de gentileza. Vocês sabem, como a Ellen DeGeneres sempre fala! "Sejam gentis uns com os outros". Ela também é notoriamente uma das pessoas mais cruéis vivas. Responda com as histórias mais insanas que ouviu sobre a Ellen sendo cruel e para cada uma, doarei $2 para @LAFoodBank". Milhares de respostas surgiram com possíveis acusações contra a apresentadora dentro e fora dos estúdios.[38]

Em sequência a essas acusações, no dia 16 de julho de 2020, o portal de notícias de propriedade do BuzzFeed, o BuzzFeedNews, publicou uma reportagem onde 10 funcionários em estado de anonimato acusaram a apresentadora e o programa de contribuírem para um "ambiente de trabalho tóxico". As acusações incluíam demissão após retorno de afastamento por licença médica e funerária de familiares, e comportamento racista por parte de membros da produção.[39]

Em 27 de julho de 2020, foi anunciado que o grupo WarnerMedia iniciaria uma investigação interna sobre o ambiente do programa e as alegações.[40]

Em 3 de agosto de 2020, uma antiga produtora Hedda Muskat declarou em uma entrevista ao portal The Wrap, que foi testemunha de um incidente onde "o produtor Ed Glavin gritando com um membro da equipe", e acusou DeGeneres de não agir de maneira compatível com o tamanho do incidente. Muskat expressou sua descrença em que o ambiente por traz das câmeras iria mudar por causa da postura 'condescendente' de Ellen sobre a situação.[41]

No dia 4 de agosto de 2020, o antigo DJ do programa, Tony Okungbowa se pronunciou sobre as acusações, dizendo em uma publicação em sua conta oficial do Instagram "Ainda que eu seja grato pela oportunidade que me foi dada, eu experimentei e senti a toxicidade do ambiente, e eu me coloco ao lado de meus antigos colegas em sua missão de criarem um ambiente mais saudável e inclusivo conforme o show continua."[42]

Portia de Rossi, Ever Carradine, Katy Perry, Octavia Spencer, Diane Keaton, Tyrese Gibson, Nigel Lythgoe, Ashton Kutcher, Kevin Hart, Jerry O'Connell, Alec Baldwin e Jay Leno expressaram suporte à Ellen dizendo que todos tiveram experiencias positivas com ela, o que resultou em repercussões negativas para eles.[43]

Acusações de Má Conduta e Assédio Sexual (2020)Editar

Em 31 de julho de 2020, o portal BuzzFeed publicou um segundo artigo, onde 36 ex-funcionários acusaram os produtores executivos Kevin Leman e Ed Glavin e o co-produtor executivo Jonathan Norman de conduta sexual inapropriada e de assédio sexual. Alguns desses funcionários acusam DeGeneres de saber sobre os fatos mas não querer lidar com o assunto. Um deles que preferiu o anonimato declarou que: "ela sabe o que de sujo acontece, mas ela não quer ouvir falar sobre isso".[44]

O portal BuzzFeed publicou em 4 de agosto de 2020 um terceiro artigo com denúncias, desta vez de, funcionários atuais que afirmaram em entrevista que Ellen "não apenas finge que não vê mas também promove o encorajamento de mau tratamento, racismo e assédio".[45]

Após todas as acusações, a Warner Bros. Television anunciou em 17 de agosto de 2020 a demissão de Leman, Glavin e Norman.[23]

Em 21 de setembro de 2020, Ellen DeGeneres anunciou durante a gravação de seu monólogo para o episódio de estreia da temporada de número 18, que após as demissões dos antigos produtores, o DJ do programa, Stephen "tWitch" Boss, se tornaria também a partir daquela data, produtor executivo do show, com as funções de auxiliar na escolha do conteúdo que vai ao ar, e também tratar de assuntos concernentes ao ambiente por detrás das câmeras.[46]

ElencoEditar

Formação Atual
Ellen DeGeneres Apresentadora Titular 2003-presente[22]
Stephen "tWitch" Boss DJ/Apresentador Eventual 2011-presente[22]
Andy Lassner Produtor/Participações 2009-presente[22]
Mary Connelly Produtora/Participações 2009-presente[22]
Antigos Membros
Scott K. DJ/Apresentador Eventual 2003 Temporada 1

(16 episódios)

Tony Okungbowa DJ do Programa 2003-2006/2009-2011 Temporadas 1-3; 6-10
Jon Abrahams DJ do Programa 2006-2007 Temporada 4
Tom Stryker DJ do Programa 2007-2008 Temporada 5

ExibiçãoEditar

Estados UnidosEditar

O programa é exibido nos Estados Unidos de segunda a sexta-feira, em diversos horários dependendo da localidade por meio da prática de syndication. Em grande parte dos maiores mercados televisivos é exibido por emissoras próprias da rede NBC. As afiliadas tem a liberdade de escolher a faixa horária na qual desejam exibir o programa, porém, a maior parte opta por exibir na faixa da tarde, antes de telejornais locais.[2]

InternacionalEditar

BrasilEditar

No Brasil, o programa estreou pela primeira vez, por meio do canal de TV por assinatura Warner Channel em 23 de Junho de 2008, durante a quinta temporada. O show era exibido de segunda a sexta-feira na faixa das 17 horas.[47] Eventualmente eram exibidas reprises no horário da madrugada ou início da manhã, e teve diversas mudanças de faixa até sair definitivamente do ar.

Em 2011, o canal GNT adquiriu os direitos de exibição do programa, e o colocou como substituto ao programa de Oprah Winfrey, que havia se aposentado naquela temporada. O programa inicialmente estreou na faixa noturna das 23h, porém foi posteriormente movido para a tarde.[48] Em 2014, a emissora não entrou em um acordo com a detentora dos direitos originais, e a o show deixou de ser exibido no país.[49]

Em 2020, o programa segue sem exibição oficial no Brasil.

PortugalEditar

Em Portugal, o programa é exibido por meio do canal SIC Caras, de segunda a quinta feira, na faixa das 21h. [50]

Demais PaísesEditar

País Emissora Dia de Exibição Horário de Exibição
  Austrália Gem Network Segunda a Sexta 8:00 AM (UTC+10)[2]
  Nova Zelândia TVNZ 4:25 PM (UTC+12)[2]
  Canadá CTV 4:00 PM - Horário Local[2]
CTV 2 10:00 AM - Horário Local[2]
  China Sohu Streaming Streaming[2]
  Índia RomedyNOW Segunda a Sexta 7:00 PM (Horário Padrão da Índia)[2]
  Filipinas Avenue 7:00 AM e 7:00 PM (UTC+8)[2]
  Singapura CH5 11:00 AM (UTC+8)[2]
  Finlândia Nelonen A Ser Determinado[2]
  França Elle Girl 8:05 AM (Horário da Europa Central)[2]
  Grécia Intervision A Ser Determinado[2]
  Noruega TV2 12:45 PM (UTC+2)[2]
  Suécia SBS 12:50 PM (UTC+2)[2]
  Reino Unido ITV2 1:50 PM (GMT)[2]
Médio Oriente OSN 1:00 PM (UTC+3)[2]
Ásia-Pacífico Lifetime 5:00 PM (UTC+8)[2]
  África do Sul VUZU 3:00 PM (UTC+2)[2]

RecepçãoEditar

AudiênciaEditar

O show tem uma média de audiência de em média dois milhões de espectadores diários pela escala Nielsen, sendo o programa diurno mais visto desde o fim do The Oprah Winfrey Show, entretanto, após os escândalos sexuais envolvendo os bastidores, e durante a pandemia de COVID-19, os indices de audiência obtiveram quedas.[51][52]

PremiaçõesEditar

O programa ganhou um total de 61 prêmios Daytime Emmy até 2019, incluindo o de Melhor Talk Show (2004, 2005, 2006 e 2007) e como Melhor Programa de Entretenimento (2010, 2013, 2014, 2015, 2017, 2019). Suas primeiras quatorze temporadas ultrapassaram o recorde anterior pertencente ao "The Oprah Winfrey Show" que recebera 47 até o fim de sua inclusão em premiações a pedido da apresentadora em 2000.DeGeneres ganhou 14 People's Choice como Melhor Apresentadora por estar a frente do show, a tornando a pessoa que mais recebeu prêmios na história desta premiação.[53]

Referências

  1. Ellen TV - About the show
  2. a b c d e f g h i j k l m n o p q r s «Ellen Degeneres - When It's On» (em inglês). Ellentube. 2020. Consultado em 26 de agosto de 2020. Cópia arquivada em 15 de julho de 2020 
  3. «Ellen's Movin' on Up!» (em inglês). "Ellen TV". 19 de maio de 2008. Consultado em 26 de agosto de 2020. Cópia arquivada em 17 de outubro de 2013 
  4. a b Albiniak, Paige (7 de maio de 2008). «Ellen to Go HD this Fall». "Broadcasting+Cable". Consultado em 26 de agosto de 2020. Cópia arquivada em 26 de agosto de 2020 
  5. a b c «Ellen DeGeneres Show - Awards» (em inglês). IMDb. Consultado em 26 de agosto de 2020 
  6. «The Ellen Show - Social Blade Stats» (em inglês). "Social Blade". Agosto de 2020. Consultado em 26 de agosto de 2020. Cópia arquivada em 26 de agosto de 2020 
  7. DeGeneres, Ellen (21 de maio de 2019). «Ellen's Huge Renewal Announcement» (em inglês). YouTube. Consultado em 26 de agosto de 2020 
  8. «Ellen DeGeneres Extends Daytime Talk Show Run Through 2022» (em inglês). Variety. 21 de maio de 2019. Consultado em 26 de agosto de 2020 
  9. Piester, Lauren (21 de maio de 2019). «Ellen Degeneres Announces 3 More Years of The Ellen Show» (em inglês). "E! Online". Consultado em 26 de agosto de 2020 
  10. «The Ellen DeGeneres Show - Official Site on Warner Bros.» (em inglês). Warner Bros. Television. Consultado em 26 de agosto de 2020 
  11. «A Short Video While Twitch Looses His Breath - 2018» (em inglês). "Ellentube". 2018. Consultado em 26 de agosto de 2020 
  12. «12 Days» (em inglês). "Ellentube". 2019. Consultado em 26 de agosto de 2020 
  13. DeGeneres, Ellen (12 de fevereiro de 2018). «The Best of Know or Go» (em inglês). "Ellentube via YouTube". Consultado em 26 de agosto de 2020 
  14. White, Peter (7 de janeiro de 2020). «'The Masked Dancer': Fox Partners With Ellen DeGeneres On 'The Masked Singer' Spinoff – TCA» (em inglês). "Deadline". Consultado em 26 de agosto de 2020 
  15. DeGeneres, Ellen (6 de fevereiro de 2018). «'Average Andy' with the Cast of Cirque du Soleil's LUZIA» (em inglês). "Ellentube via YouTube". Consultado em 26 de agosto de 2020 
  16. «Bradley Cooper Plays '5 Second Rule'» (em inglês). "Ellentube via YouTube. 25 de abril de 2019. Consultado em 26 de agosto de 2020 
  17. «Mark Wahlberg Answers Ellen's 'Burning Questions'» (em inglês). "Ellentube via YouTube". 26 de fevereiro de 2020. Consultado em 26 de agosto de 2020 
  18. «Chris Pratt Gets Fans Messy in 'Danger Word'» (em inglês). "Ellentube via YouTube". 2 de março de 2020. Consultado em 26 de agosto de 2020 
  19. «tWitch's Incredible Dance for Ellen's Birthday!» (em inglês). "Ellentube via YouTube. 1 de fevereiro de 2019. Consultado em 26 de agosto de 2020 
  20. DeGeneres, Ellen (5 de junho de 2014). «Memorable Monologue: Small Talk» (em inglês). "Ellentube via YouTube". Consultado em 26 de agosto de 2020 
  21. «GETTING TICKETS TO ELLEN DEGENERES» (em inglês). "Visit Burbank". 2019. Consultado em 26 de agosto de 2020 
  22. a b c d e «The Ellen DeGeneres Show - Full Crew and Cast» (em inglês). IMDb. Consultado em 26 de agosto de 2020 
  23. a b «'The Ellen DeGeneres Show' Ousts Three Top Producers (EXCLUSIVE)» (em inglês). Variety. 17 de agosto de 2020. Consultado em 26 de agosto de 2020 
  24. «Scott Icenogle - IMDb» (em inglês). IMDb. Consultado em 26 de agosto de 2020 
  25. «Anthony Okungbowa - The Ellen DeGeneres Show» (em inglês). IMDb. Consultado em 26 de agosto de 2020 
  26. «John Abrahams - The Ellen DeGeneres Show» (em inglês). IMDb. Consultado em 26 de agosto de 2020 
  27. «Stephen Boss - The Ellen DeGeneres Show» (em inglês). IMDb. Consultado em 26 de agosto de 2020 
  28. Neal, Justin (16 de novembro de 2007). «"Television: Tears, strike aside, DeGeneres shows go on"». Minneapolis St. Paul Star Tribune. Consultado em 21 de dezembro de 2007. Cópia arquivada em 16 de dezembro de 2007 
  29. «Ellen DeGeneres Speaks Only In Exotic Birdcalls As A Gesture Of Writer Solidarity». gawker.com. 9 de novembro de 2007. Consultado em 26 de agosto de 2020. Cópia arquivada em 2007 
  30. Finke, Nikki (9 de novembro de 2007). «WGAE States Ellen "Not Welcome In NY"» (em inglês). Deadline. Consultado em 26 de agosto de 2020 
  31. Finke, Nikki (9 de novembro de 2007). «URGENT! AFTRA Defends Ellen; Rep Says She "Has Done Nothing" To Violate WGA» (em inglês). Deadline. Consultado em 26 de agosto de 2020 
  32. Finke, Nikki (10 de novembro de 2007). «WGAE Replies To AFTRA About Ellen Mess» (em inglês). Deadline. Consultado em 26 de agosto de 2020 
  33. «Ellen and Jimmy Fallon among US chat shows to film without audience». BBC. 12 de março de 2020. Consultado em 26 de agosto de 2020. Cópia arquivada em 26 de agosto de 2020 
  34. Petski, Denise (13 de março de 2020). «'The Ellen DeGeneres Show' Shuts Down Production Over Coronavirus» (em inglês). Deadline. Consultado em 26 de agosto de 2020. Cópia arquivada em 26 de agosto de 2020 
  35. Schaffstall, Katherine (6 de abril de 2020). «Ellen DeGeneres Hopes Her Show Can Serve as a "Distraction" Amid Coronavirus Pandemic» (em inglês). The Hollywood Reporter. Consultado em 26 de agosto de 2020. Cópia arquivada em 26 de agosto de 2020 
  36. «Season 17 - Episode 190 - Best Moments #2» (em inglês). IMDb. Consultado em 26 de agosto de 2020 
  37. Hill, Michael P. (23 de setembro de 2020). «'Ellen' returns with virtual audience created using large video panels» (em inglês). NewsCast Studio. Consultado em 12 de outubro de 2020 
  38. Tenbarge, Kat (12 de agosto de 2020). «A comedian asked for stories of Ellen being mean and got 2,000 replies. Now, her show is mired in controversy.» (em inglês). "Insider". Consultado em 26 de agosto de 2020 
  39. «Former Employees Say Ellen's "Be Kind" Talk Show Mantra Masks A Toxic Work Culture» (em inglês). "BuzzFeed News". 16 de julho de 2020. Consultado em 26 de agosto de 2020 
  40. «'Ellen DeGeneres Show' Workplace Under Investigation by WarnerMedia» (em inglês). Variety. 27 de julho de 2020. Consultado em 26 de agosto de 2020 
  41. Hauntman, Nicholas (3 de agosto de 2020). «Former 'Ellen DeGeneres Show' Producer Speaks Out Against 'Toxic Host': 'She Is Who She Is'». US Weekly (em inglês). Consultado em 26 de agosto de 2020 
  42. Yang, Rachel (4 de agosto de 2020). «Former Ellen DeGeneres Show DJ Tony Okungbowa says he felt 'toxicity' on set». Entertainment Weekly (em inglês). Consultado em 26 de agosto de 2020 
  43. Rao, Sonia (5 de agosto de 2020). «Celebrities defending Ellen DeGeneres are facing a backlash of their own». The Washington Post (em inglês). Consultado em 26 de agosto de 2020 
  44. Yandoli, Krystie Lee (31 de julho de 2020). «Dozens Of Former "Ellen Show" Employees Say Executive Producers Engaged In Rampant Sexual Misconduct And Harassment» (em inglês). "BuzzFeed News". Consultado em 26 de agosto de 2020 
  45. Yandali, Krystie Lee (4 de agosto de 2020). «"Ellen Show" Executives Are Vowing Change After Misconduct Allegations, But Employees Remain Skeptical» (em inglês). "BuzzFeed News". Consultado em 26 de agosto de 2020 
  46. «The Ellen Show: DJ Stephen 'tWitch' Boss is the show's new producer». BBC: Newsround (em inglês). BBC. 20 de agosto de 2020. Consultado em 12 de outubro de 2020 
  47. «WARNER EXIBE THE ELLEN DEGENERES SHOW E TMZ». "TeleSeries". 26 de maio de 2008. Consultado em 26 de agosto de 2020 
  48. «GNT estreia Ellen DeGeneres nesta segunda no lugar de talk show de Oprah». "Donna via GaúchaZH. 3 de outubro de 2011. Consultado em 26 de agosto de 2020 
  49. Padiglioni, Cristina (10 de janeiro de 2018). «Sem acordo com NBC, GNT deixa de exibir talk show de Jimmy Fallon». Folha. Consultado em 26 de agosto de 2020 
  50. «SIC Caras - Ellen». SIC Caras. 3 de março de 2020. Consultado em 26 de agosto de 2020 
  51. «WEEKLY SYNDICATION RATINGS ROUNDUP» (em inglês). "TV News Check". 5 de maio de 2020. Consultado em 26 de agosto de 2020 
  52. «'Family Feud' Shines In Middle Of July» (em inglês). "TVNews Check Home". 28 de julho de 2020. Consultado em 26 de agosto de 2020 
  53. Bradley, Bill (17 de janeiro de 2020). «Watch Ellen DeGeneres Win More People's Choice Awards Than Anyone» (em inglês). "Huffpost". Consultado em 26 de agosto de 2020