Abrir menu principal

O Escritor Fantasma

filme de 2010 dirigido por Roman Polanski
(Redirecionado de The Ghost Writer)
Question book-4.svg
Esta página cita fontes confiáveis e independentes, mas que não cobrem todo o conteúdo (desde abril de 2013). Ajude a inserir referências. Conteúdo não verificável poderá ser removido.—Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
O Escritor Fantasma
The Ghost Writer
 Reino Unido ·
 Alemanha ·  França

2010 •  cor •  128 min 
Direção Roman Polanski
Roteiro Roman Polanski
Baseado em The Ghost, de Robert Harris
Elenco Ewan McGregor
Pierce Brosnan
Olivia Williams
Kim Cattrall
com Tom Wilkinson
Timothy Hutton
Jim Belushi
Eli Wallach
Gênero suspense
drama
Idioma inglês
Site oficial

The Ghost Writer (bra/prt: O Escritor Fantasma[1][2]) é um filme franco[1]-germano[1]-britânico[1] de 2010, dos gêneros drama e suspense, dirigido por Roman Polański para a Summit Entertainment, com roteiro baseado no romance The Ghost, de Robert Harris, coautor do roteiro (com Polański).

The Ghost Writer recebeu diversos prêmios, incluindo o de melhor diretor no Festival de Berlim[3]

Índice

ElencoEditar

SinopseEditar

Quando um escritor fantasma britânico de sucesso concorda em completar as memórias do ex-primeiro-ministro britânico Adam Lang, seu agente lhe assegura que é a oportunidade de uma vida. Mas o projeto parece condenado desde o início - até porque o seu antecessor, o assessor de Lang de longa data Michael "Mike" McAra, morreu em um infeliz acidente em Massachusetts. Ressonante com temas da atualidade, este atmosférico e político suspense é uma história de enganos e traição em todos os níveis – sexual, político e literário. Em um mundo em que nada e ninguém são o que parece, o escritor fantasma logo descobre que o passado pode ser fatal – e que a história é decidida por quem permanece vivo para escrevê-la.

AlusõesEditar

Pierce Brosnan interpreta o personagem Adam Lang, que traz semelhanças com o ex-primeiro ministro britânico Tony Blair. O personagem se envolveu com a Invasão do Iraque de 2003, a Guerra ao Terror e uma relação próxima com os Estados Unidos. O autor do livro que baseou o filme disse que foi inspirado em parte pelo descontentamento com as políticas de Blair[4]

Referências