The Girl in the Red Velvet Swing

filme de 1955 dirigido por Richard Fleischer

The Girl in the Red Velvet Swing (br.: O escândalo do século[1] / pt.: A Rapariga do Baloiço Vermelho) é um filme de drama estadunidense de 1955, dirigido por Richard Fleischer para a 20th Century Fox. O roteiro de Walter Reisch e Charles Brackett dramatiza um caso real, o do assassinato do renomado arquiteto Stanford White devido ao seu envolvimento com a modelo e artista de vaudeville Evelyn Nesbit em 1906 (citada na narração inicial como tendo dado entrevistas para a história mostrada). Farley Granger, que interpreta o assassino Harry Kendall Thaw, em 1948 já fizera o mesmo em outra dramatização para cinema, no filme Rope sobre o caso Leopold e Loeb. O assassinato do arquiteto voltaria a ser encenado no filme Ragtime,[1] de 1981.

The Girl in the Red Velvet Swing
A Rapariga do Baloiço Vermelho (PRT)
O escândalo do século (BRA)
Joan Collins e Ray Milland em foto promocional do filme
 Estados Unidos
1955 •  cor •  109 min 
Direção Richard Fleischer
Produção Charles Brackett
Roteiro Walter Reisch
Charles Brackett
Elenco Ray Milland
Joan Collins
Farley Granger
Gênero drama
Música Leigh Harline
Idioma inglês

ElencoEditar

SinopseEditar

Em 1901, o arquiteto Stanford White é famoso e frequenta os mais requintados círculos sociais de Nova Iorque, para despeito do jovem e desequilibrado mental milionário Harry Kendall Thaw que não aceita não ser tratado com o mesmo respeito que o outro. Quando os dois se interessam pela mesma mulher, a modelo Evelyn Nesbit, a rivalidade entre os dois homens aumenta grandemente de proporção. Evelyn se apaixona por Stanford mas sofre quando ele se nega a deixar a esposa. Não podendo se casar com o arquiteto, Evelyn acaba cedendo ao assédio de Harry, sem saber que essa decisão causará uma tragédia.

Referências

Ligações externasEditar

 
O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre The Girl in the Red Velvet Swing