The Legend of Zelda (série animada)

Série de TV de 1989

The Legend of Zelda (chamado apenas de Zelda no Brasil) foi uma série de desenho animado produzido pela DIC Entertainment em 1989 baseada na série de jogos The Legend of Zelda da Nintendo. Diferente dos canons atuais da franquia esta série foi originalmente baseada nos jogos The Legend of Zelda e Zelda II: The Adventure of Link.

The Legend of Zelda
Zelda (BR)
Informação geral
Formato série de desenho animado
Duração aprox. 15-16 minutos
Criador(es) Shigeru Miyamoto (personagens originais)
País de origem  Estados Unidos
Idioma original inglês
Produção
Produtor(es) DiC Entertainment
Sei Young Animation
Nintendo
Exibição
Emissora original Estados Unidos Syndication
Brasil Rede Globo
Transmissão original 8 de Setembro de 19891 de Dezembro de 1989
Temporadas 1
Episódios 13
Logotipo da série de TV "The Legend of Zelda"

Durou apenas uma temporada de 13 episódios sendo originalmente parte do desenho animado Super Mario Bros. Super Show!.

No Brasil, a estreia ocorreu em abril de 1992 pelo Xou da Xuxa da Globo. O desenho se passa em Hyrule onde Link precisa impedir que Ganon obtenha o poder das Triforces (chamadas de Força Tripla na dublagem brasileira, e referidas como pirâmides pelos personagens) para conquistar Hyrule.[1][2][3]

PersonagensEditar

  • Link, o principal protagonista do desenho. Um rapaz hylian contratado por Zelda para defender a Força Tripla da Sabedoria e Hyrule de Ganon e seu exército de monstros. Nesta série é caracterizado como um herói arrogante que frequentemente irrita Zelda com suas brincadeiras, mas no fundo ama ela. Seu principal bordão é "Desculpa, sim, Princesa?!", dito toda vez que discute com Zelda. É equipado com uma espada capaz de atirar rajadas de energia. Ao contrário dos jogos ele não possui a Triforce da Coragem (que também não existe no desenho).
  • Zelda, a princesa de Hyrule que detém a Força Tripla da Sabedoria. Ao contrário de Link é sempre séria e centrada nas missões e mostra capacidade para lutar e enfrentar o exército de Ganon (antecedendo esse papel nos jogos lançados posteriormente). Normalmente anda é equipada com um arco e flecha, embora seja também capaz de invocar poder de sua "pirâmide". Uma piada recorrente envolvendo ela e Link é que Link nunca consegue a beijá-la, sendo sempre impedido por alguma coisa, porém é revelado que no fundo ela ama ele.
  • Ganon, o vilão do desenho. Um gerudo transformado em um javali demoníaco que detém a Força Tripla do Poder e almeja obter a da Sabedoria para dominar Hyrule. É capaz de usar magia e sempre comanda um exército de monstros para atacar Hyrule e tentar roubar a "pirâmide" de Zelda. Vive num covil subterrâneo onde possui uma jarra gigante conhecida como a Jarra do Mal da qual usa para invocar seus lacaios, toda vez que ele ou um de seus monstros são derrotados eles são teleportados para dentro dessa jarra. Ao contrário dos primeiros jogos ele tem a pele bege em vez de azul.
  • Fada (Spryte), a principal aliada de Link e Zelda.
  • Rei Harkinian, o pai de Zelda e rei de Hyrule.

RecepçãoEditar

A série é notável por sua recepção negativa. IGN classificou o lançamento do DVD da série como 3.0, ou "Ruim", citando mal roteiro, enredos repetidos e atuação exagerada.[4] O bordão de Link, "Desculpa, sim Princesa!" (Well excuse me, Princess!, no original) é um meme da internet comumente usado como piada por jogadores de vídeo-game, especialmente fãs de Zelda, isso é dito por Link 29 vezes ao longo de 13 episódios.[4]

James Rolfe do Cinemassacre mostrou uma resposta mais positiva à série. Apesar de reconhecer que os defeitos nos diálogos, ele favoreceu as caracterizações de Link e Zelda e achou a ação satisfatória. Ele descreveu "O Cavaleiro Branco" como o melhor episódio para mostrar a natureza heróica de Link contra a mais pomposa e vaidosa de Principe Facade, mas descreveu o seguinte episódio "O Beijo" como o menos favorito pelo comportamento de Link constantemente reclamar.[5]

Referências

  1. Erickson, Hal (2005). Television Cartoon Shows: An Illustrated Encyclopedia, 1949 Through 2003 2nd ed. [S.l.]: McFarland & Co. pp. 805–806. ISBN 978-1476665993 
  2. IGN Staff (4 de Dezembro de 2002). «Miyamoto and Aonuma on Zelda». IGN 
  3. Legend of Zelda: Complete Animated Series. «Legend of Zelda: Complete Animated Series: Cynthia Preston, Jonathan Potts, Tabitha St. Germain, Len Carlson, Colin Fox, Elizabeth Hanna, Allen Stewart-Coates, Don Francks, Marvin Goldhar, Christopher Ward, J Bizel, John Grusd, Bob Forward, Dennis O'Flaherty, Eve Forward, Marsha Forward, Phil Harnage: Movies & TV». Amazon.com. Consultado em 13 de fevereiro de 2013 
  4. a b Michael S. Drucker (30 de setembro de 2005). «The Legend of Zelda: The Complete Animated Series». IGN. Consultado em 6 de abril de 2008. Cópia arquivada em 6 de outubro de 2006 
  5. «Zelda animated TV series review». YouTube. Cinemassacre. 1 de Dezembro de 2017. Consultado em 1 de Dezembro de 2017. Cópia arquivada em 27 de Setembro de 2018 

Ligações externasEditar