Abrir menu principal

The Serpent's Egg

filme de 1977 dirigido por Ingmar Bergman
Disambig grey.svg Nota: Para o álbum da banda Dead Can Dance, veja The Serpent's Egg (álbum).
Ormens ägg / Das Schlangenei / The Serpent's Egg
O ovo da serpente (BRA)
 Alemanha /  Estados Unidos
1977 •  cor •  120 min 
Direção Ingmar Bergman
Roteiro Ingmar Bergman
Elenco Liv Ullmann
David Carradine
Gert Fröbe
Heinz Bennent
Género drama
Idioma alemão / inglês

O ovo da serpente (Das Schlangenei Alemanha /The Serpent's Egg Estados Unidos) é um filme estadunidense e alemão de 1977, produzido por Dino De Laurentiis, dirigido por Ingmar Bergman, editado por Petra von Oelffen, trilha sonora de Rolf A. Wilhelm, direção de arte de Werner Achmann, fotografia de Sven Nykvist, e estrelando David Carradine como Abel Rosenberg. É ambientado na Berlim dos anos 20.

Este foi o único filme hollywoodiano de Bergman. O título foi retirado de uma linha falada por Brutus na obra de Shakespeare Julius Caesar:

And therefore think him as a serpent's egg
Which hatch'd, would, as his kind grow mischievous;
And kill him in the shell.

ElencoEditar

SinopseEditar

Em Berlim, novembro de 1923, os habitantes nativos estão oprimidos pela hiperinflação e temendo pelo futuro com a crise política. O trapezista judeu de circo norte-americano, Abel Rosenberg, chega à pensão onde mora e encontra seu irmão, o também artista Max, morto. Ele havia se suicidado com um tiro na boca. Os dois haviam brigado e não estavam mais trabalhando e Abel começara a beber sem parar. Ele vai a polícia e é ouvido pelo Inspetor Bauer e depois procura por Manuela, ex-esposa de Max e também artista. Ele se surpreende ao encontrá-la se apresentando em um bordel. Os dois procuram se ajudar e vão morar juntos, mas Abel se irrita quando Manuela lhe conta sobre seu relacionamento com Vergérus, um antigo conhecido detestado por ele. Despejados de onde estavam, Manuela acaba aceitando um quarto oferecido por Vergérus, e Abel fica com ela, apesar de contrariado, concordando também com um emprego de arquivista na clínica onde Vergérus trabalha. O inspetor chama Abel e lhe mostra vários cadáveres no necrotério, de pessoas conhecidas do rapaz. Abel pensa que é suspeito e tenta fugir desesperadamente mas é detido pelos policiais. Porém, é solto logo depois, sem explicações. Enquanto isso, Manuela parece cada vez mais doente.

Ligações externasEditar