Abrir menu principal

The Statement

filme de 2003 dirigido por Norman Jewison
The Statement
A Declaração (PRT)
A Confissão (BRA)
Pôster promocional
 Canadá  França  Reino Unido
2003 •  cor •  120 min 
Direção Norman Jewison
Produção Norman Jewison
Robert Lantos
Roteiro Ronald Harwood
Baseado em The Statement de Brian Moore
Elenco Michael Caine
Tilda Swinton
Jeremy Northam
Gênero drama
suspense
Cinematografia Kevin Jewison
Edição Andrew S. Eisen
Stephen E. Rivkin
Distribuição Sony Pictures Classics
Lançamento 2003
Idioma inglês
Receita US$765,637[1]
Site oficial

The Statement (br: A Confissão / pt: A Declaração) é um filme produzido em 2003, dirigido por Norman Jewison e estrelado por Michael Caine.

O roteiro do drama e suspense é inspirado na história verdadeira de Paul Touvier, um policial da França de Vichy, que foi acusado de crimes contra a humanidade cometidos durante a Segunda Guerra Mundial.

Em 1944, como policial integrante da Milícia Francesa e colaborador dos nazistas que ocupavam a França, Touvier capturou e ordenou a execução de sete judeus em retaliação ao assassinato de um ministro do governo de Vichy pelo Maquis, a resistência francesa. Durante décadas após a guerra, ele conseguiu escapar da prisão e do julgamento graças a uma intrincada teia de proteção feita por altos membros da Igreja Católica. Foi finalmente preso em 1989, dentro de um priorado em Nice, sul da França, e condenado a prisão perpétua em 1994. Morreu na prisão em 1996.[2]

Este foi o último filme do ator Alan Bates e do diretor Norman Jewison, que dirigiu filmes aclamados como No Calor da Noite. Logo em seu início é mostrado um homem procurando o personagem de Michael Caine, com sua fotografia em mãos. Quem está ao lado de Caine na foto é o diretor Norman Jewison, caracterizado como um padre.

Índice

SinopseEditar

Pierre Brossard (Michael Caine), um policial colaborador dos nazistas, prende e fuzila sete judeus franceses numa pequena cidade do interior da França, em junho de 1944, durante a II Guerra Mundial. Após a guerra e a libertação do país, condenado à morte in absentia e escondido durante décadas, por um teia de proteção da Igreja e de altos integrantes do escalão governamental ex-colaboracionistas como ele, ele começa a sofrer tentativas de assassinato, em princípio imputados a grupos judeus de caçadores de nazistas.

A juíza Levy (Tilda Swinton) e o coronel Roux (Jeremy Northam) da inteligência do exército francês, tentam encontrá-lo antes que seja assassinado, pois acreditam que na verdade os atentados são praticados a mando de integrantes do alto escalão do governo, de passado comprometedor durante a guerrra, que pretendem silenciá-lo.[3]

Elenco principalEditar

Recepção da críticaEditar

The Statement tem recepção mista por parte da crítica especializada. Com tomatometer de 24% em base de 106 críticas, o Rotten Tomatoes publicou um consenso: “O filme entedia, apesar de uma excelente performance de Michael Caine.”. Tem 36% de aprovação por parte da audiência, usada para calcular a recepção do público a partir de votos dos usuários do site.[4] Por comparação no Metacritic tem 45% de metascore em base de 32 avaliações avaliações.[5]

Referências

  1. http://www.boxofficemojo.com/movies/?id=statement.htm
  2. The NYTimes, L'affaire Touvier: opening old wounds
  3. «The Statement». Filmow. Consultado em 3 de abril de 2014 
  4. «The Statement» (em inglês). Rotten Tomatoes. Consultado em 3 de abril de 2014 
  5. «The Statement» (em inglês). Metacritic. Consultado em 3 de abril de 2014 

Ligações externasEditar