The Tuxedo

filme de 2002 dirigido por Kevin Donovan

The Tuxedo (br: O Terno de 2 Bilhões de Dólares; pt: Vestido a Rigor) é um filme estadunidense de 2002 dos gêneros aventura, ação, fantasia e comédia de espionagem, dirigido por Kevin Donovan e estrelado por Jackie Chan e Jennifer Love Hewitt. O filme é uma paródia aos filmes de James Bond e à série The Six Million Dollar Man e envolve um smoking especial que concede habilidades especiais ao usuário e um terrorista corporativo que ameaça envenenar o suprimento de água doce dos Estados Unidos com bactérias que derramam eletrólitos no sangue e desidratam totalmente o hospedeiro e assim a dominar o mercado mundial de água engarrafada.[5] Os insetos mostrados no filme são da família Gerridae.

The Tuxedo
Vestido a Rigor[1] (PRT)
O Terno de 2 Bilhões de Dólares[2] (BRA)
 Estados Unidos
2002 •  cor •  98 min 
Direção Kevin Donovan
Produção Adam Schroeder
John H. Williams
Roteiro Michael J. Wilson
Michael J. Leeson
História Phil Hay
Matt Manfredi
Michael J. Wilson
Elenco Jackie Chan
Jennifer Love Hewitt
Jason Isaacs
Debi Mazar
Ritchie Coster
Peter Stormare
Gênero aventura
espionagem
ação
comédia
fantasia
Música Christophe Beck
John Debney
Cinematografia Stephen F. Windon
Edição Craig Herring
Companhia(s) produtora(s) Blue Train Productions
DreamWorks SKG
Parkes/MacDonald Productions
Vanguard Films (sem créditos)
Distribuição DreamWorks Pictures
Lançamento Estados Unidos 27 de setembro de 2002[3]
Idioma inglês
cantonês
Orçamento US$ 60 milhões[4]
Receita US$ 104,391,623[4]

O filme recebeu críticas negativas dos críticos de cinema. O filme faturou um total de US$104,3 milhões em bilheteria mundial.

SinopseEditar

Graças a sua fama de rápido, o atrapalhado taxista Jimmy Tong (Jackie Chan) é contratado para trabalhar como motorista pessoal do misterioso bilionário Clark Devlin. Apesar de não saber direito o que seu novo patrão faz, Jimmy e ele logo se tornam grandes amigos. Certa noite, enquanto voltavam pra casa, Jimmy e Devlin sofrem um atentado, que acaba deixando o bilionário no hospital.

Seguindo suas instruções, Jimmy volta a mansão e veste o valioso terno do patrão, que controlado por um relógio gadget, dá superpoderes incomuns e habilidades especiais (como artes marciais, velocidade, habilidades em danças e acrobacias) para quem o estiver vestindo. A partir daí, Jimmy descobre que Devlin é um agente secreto e espião dos EUA, que estava investigando uma organização criminosa que pretende assumir o suprimento global de água potável, começando com o envenenamento dos principais reservatórios do país por meio de insetos geneticamente modificados, com vírus mortais transmissíveis. Trajando o poderoso terno, Jimmy entra para a missão, sendo auxiliado pela agente Del Blaine (Jeniffer Love Hevitt), uma bela e esperta cientista, que acha que ele é o verdadeiro Clark Devlin.

ElencoEditar

RecepçãoEditar

Jackie Chan não tinha certeza sobre o projeto de adicionar efeitos especiais junto com acrobacias, mas estava interessado em trabalhar com a DreamWorks pela chance de conhecer Steven Spielberg.[5]

Durante as filmagens em Toronto, Chan e Love Hewitt apareceram na webcam e interagiram com os fãs.[6]

Chan trabalhou em The Tuxedo entre as filmagens de The Medallion, que começou antes e terminou as filmagens mais tarde.[7]

Trilha sonoraEditar

Inicialmente composta por Christophe Beck, John Debney foi contratado para cômpor a trilha do filme (utilizado o material criado por Beck). Ambos, os compositores tiveram créditos incluídos na versão final.

A Varèse Sarabande lançou um álbum de trilha sonora em 1 de outubro de 2002, incluindo diferentes partituras escritas pelos compositores para as mesmas cenas. As sugestões de Debney estão em itálico, enquanto as de Beck estão em negrito.

  1. Jimmy's Tux (2:50)
  2. Skateboard Chase (2:00)
  3. Mad Bike Messenger (1:04)
  4. Jimmy's Dream (0:49)
  5. Main Title - "The Tuxedo" (3:01)
  6. First Mission (2:54)
  7. Swallow The Queen (2:25)
  8. Demolition (1:20)
  9. Putting on Tux (1:59)
  10. Demolition Program (1:02)
  11. Rope Fight (2:58)
  12. Rope Fight (2:14)
  13. Superhuman (1:39)
  14. Walter Strider (1:21)
  15. High Noon (0:49)
  16. Banning Opens The Pods (2:29)
  17. Banning Swallows Queen (0:50)
  18. Jimmy Saves Blaine (1:50)
  19. Get Up (I Feel Like Being a) Sex Machine - James Brown (3:19)

RecepçãoEditar

BilheteriaEditar

Em um orçamento relatado de US$ 60 milhões, o filme arrecadou US$ 50,5 milhões nos Estados Unidos. No fim de semana de estréia, The Tuxedo arrecadou US$ 15 milhões de 3,022 cinemas. O total mundial do filme é de US$ 104,3 milhões.[4]

Resposta da críticaEditar

No Rotten Tomatoes, o filme possui uma taxa de aprovação de 22% com base em 139 avaliações e uma classificação média de 4,3 / 10. O consenso crítico do site disse: "Chan é mais charmoso do que nunca, mas seus talentos são desperdiçados por efeitos especiais e roteiro ruim".[8][9] No Metacritic, o filme tem uma pontuação de 30 em 100 com base em 27 críticos, indicando "avaliações geralmente desfavoráveis".[10] Os público pesquisado ​​pelo CinemaScore deram ao filme uma nota média de "B" na escala A+ a F.[11]

Roger Ebert, do Chicago Sun-Times, comentou que "o filme é tolo além da compreensão, e mesmo que não fosse tolo, ainda estaria além da compreensão", mas comenta que o filme tem bons momentos. Ele deu ao filme uma estrela e meia em quatro.[12] Robert Koehler da Variety diz que o problema central dos filmes é a mistura de truques e efeitos reais de Chan, que jogam contra toda a carreira de Chan e o compromisso duro de fazer todos os seus truques que desafiam o corpo. Ele observa que Hewitt "exibiu uma doçura semelhante a Chan em papéis passados" e está decepcionado por sua personagem ser "uma megera barulhenta e tensa que repele instantaneamente", em vez de uma companheira divertida como Chan em outros filmes de Hollywood. Koehler também critica a "direção pálida" e "a trama praticamente incompreensível".[13] Wheeler Winston Dixon descreveu a comédia de ação como tendo uma "dupla improvável" de Jennifer Love Hewitt com Chan, e observou que Chan está fazendo suas próprias acrobacias, mesmo na meia-idade, acrescentou um "toque bem-vindo de verossimilhança à infinita sucessão de duplas que normalmente habitam esses filmes".[14]

RomantizaçãoEditar

Uma romantização do filme foi lançada pela editora Price Stern Sloan, adaptada por Ellen Weiss.[15]

Referências

  1. Vestido a Rigor no Fnac (Portugal)
  2. O Terno de 2 Bilhões de Dólares no AdoroCinema (Brasil)
  3. Reuters (28 de setembro de 2002). «Jackie Chan fará filme com Jennifer Love Hewitt». Folha Online. Consultado em 24 de abril de 2019 
  4. a b c «The Tuxedo». Box Office Mojo. Consultado em 11 de outubro de 2017 
  5. a b Hart, Hugh (8 de setembro de 2002). «His Career Is No Stunt». Los Angeles Times. Consultado em 23 de outubro de 2010 
  6. «Jackie Chan, Jennifer Love Hewitt visit the Bagel Cam». YouTube. Consultado em 16 de abril de 2015 
  7. «Wacky Jackie». The Irish Times. 8 de setembro de 2001. Cópia arquivada em 8 de agosto de 2019 
  8. «The Tuxedo (2002)». Rotten Tomatoes 
  9. Reuters (12 de dezembro de 2002). «"O Terno" ofusca o brilho e o talento de Jackie Chan». Folha Online. Consultado em 24 de abril de 2019 
  10. «The Tuxedo Reviews». Metacritic 
  11. «Cinemascore». CinemaScore. Cópia arquivada em 20 de dezembro de 2018 
  12. Ebert, Roger (27 de setembro de 2002). «The Tuxedo Movie Review & Film Summary (2002)». www.rogerebert.com 
  13. Robert Koehler (26 de setembro de 2002). «The Tuxedo». Variety 
  14. Wheeler Winston Dixon, 2003, Wallflower Press, London and New York, Visions of the Apocalypse: Spectacles of Destruction in American Cinema, Retrieved November 28, 2014, ISBN 1-903364-74-4 (paperback) ISBN 1-903364-38-8 (hardcover), see page 18, lines 15-20
  15. https://archive.org/details/tuxedo00weis

Ligações externasEditar

 
O Wikiquote possui citações de ou sobre: The Tuxedo
  A Wikipédia tem os portais: