Abrir menu principal

Theatro Carlos Gomes (Vitória)

teatro de Vitória
Question book-4.svg
Esta página cita fontes confiáveis e independentes, mas que não cobrem todo o conteúdo (desde dezembro de 2017). Ajude a inserir referências. Conteúdo não verificável poderá ser removido.—Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
Question book.svg
Este artigo ou secção necessita de referências de fontes secundárias fiáveis e independentes (desde dezembro de 2017). Fontes primárias, ou com conflitos de interesse, não são adequadas para verbetes enciclopédicos. Ajude a incluir referências.—Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
Fachada do Theatro Carlos Gomes

O Theatro Carlos Gomes[1] é um teatro localizado na Praça Costa Pereira, no centro da cidade de Vitória, no estado do Espírito Santo, no Brasil. Foi inaugurado em 5 de janeiro de 1927.

Foi inspirado no Teatro Scala, de Milão, e projetado pelo arquiteto italiano André Carloni. Apresenta uma mistura de estilos em que predomina o neoclássico. A pintura atual do teto é de Homero Massena.

O Theatro Carlos Gomes foi edificado numa época em que Vitória passava por importantes transformações urbanas. Em 1923, o único teatro da cidade, o Melpômen, que sofrera um princípio de incêndio, tinha sido demolido para a abertura da Rua Sete de Setembro e alargamento da Praça da Independência – atual Praça Costa Pereira. Por utilizar a área do antigo teatro para ampliação da praça, a administração estadual assumiu o compromisso com o Município de erguer um novo teatro. O projeto do Theatro Carlos Gomes é do arquiteto André Carloni, que adotou um estilo arquitetônico eclético. A construção utilizou recursos privados e aproveitou as colunas de ferro fundido do antigo Melpômene, que servem até hoje como sustentação dos balcões e galerias. A obra foi inaugurada em janeiro de 1927. Pouco tempo depois, o teatro foi comprado pelo Governo estadual, que passou a administrá-lo. Com a crise do café, em 1929, foi arrendado a uma firma particular e passou a funcionar também como cinema.

Em 1970, retomado pelo Estado, passa por uma ampla restauração, recuperando sua importância no cenário cultural de Vitória. Em 1983 foi tombado pelo Conselho Estadual de Cultura.

Ligações externasEditar

  1. Secult. «Theatro Carlos Gomes». Consultado em 1º de outubro de 2016. Arquivado do original em 2 de outubro de 2016