Abrir menu principal
Thiago Pereira Swimming pictogram.svg
Swimming pictogram.svg Natação Swimming pictogram.svg
Nome completo Thiago Machado Vilela Pereira
Estilo medley
Nascimento 26 de janeiro de 1986 (33 anos)
Volta Redonda,  Rio de Janeiro
Nacionalidade brasileira
Compleição Peso: 77 kg Altura: 1,86 m

Thiago Machado Vilela Pereira (Volta Redonda, 26 de janeiro de 1986) é um nadador brasileiro, maior medalhista de todos os tempos dos Jogos Pan-Americanos, ex-recordista mundial dos 200 metros medley em piscina curta e medalhista olímpico em Londres 2012. [1]

Em dezembro de 2016, o nadador foi homenageado em sua cidade natal, Volta Redonda, com uma estátua no Parque Aquático Municipal. A escultura foi confeccionada pela artista plástica Dilma Carvalho e tem 1,85 metros, a mesma altura do atleta.[2]

Trajetória esportivaEditar

Filho de Maurício Pereira e Rose Vilela, Thiago começou a nadar e desenvolver as técnicas com a professora Vanessa Lemos no Clube dos Funcionários da Companhia Siderúrgica Nacional (CSN), começando a se destacar aos doze anos. Seu sucesso despertou a atenção e o interesse do Minas Tênis Clube de Belo Horizonte em contratá-lo.[3]

2002–04Editar

Aos 16 anos, Pereira disputou os Jogos Sul-Americanos de 2002 em Belém, onde conquistou uma medalha de ouro nos 200m peito.[4]

Thiago competiu no Campeonato Mundial de Esportes Aquáticos de 2003 em Barcelona, ​​onde terminou em 18º lugar nos 200m medley [5], 24º nos 400m medley [6], e 25º nos 200m peito[7]. Nos 200m medley, ele quebrou o recorde sul-americano pela primeira vez, com um tempo de 2m02s67.[8]

Nos Jogos Pan-Americanos de Santo Domingo em 2003, conquistou a medalha de prata nos 200m medley, e um bronze nos 400m medley. [9] Nos 200m medley, quebrou o recorde sul-americano com o tempo de 2m02s31. [10]

Em setembro de 2003, quebrou o recorde sul-americano de Marcelo Tomazini nos 200m peito, com o tempo de 2m15s63.[11]

Em dezembro de 2003, Thiago venceu a 3a prova dos 400 m medley da Copa do Mundo FINA de 2003-2004, em Durban, na África do Sul, batendo o recorde sul-americano do colombiano Alejandro Bermudez que se mantinha desde 1998 (4m16s74), com o tempo de 4m10s93.[12]

Em fevereiro de 2004, no último evento da Copa do Mundo FINA de 2003-2004, no Rio de Janeiro, ele quebrou seu recorde sul-americano de 55s41 nos 100m medley, com um tempo de 54s95, e também quebrou o recorde dos 200m medley, com o tempo de 1m58s16.[13][14]

Em março de 2004, no 37º Campeonato Sul-Americano de Natação em Maldonado, Pereira conquistou a medalha de ouro nos 200 metros medley, superando o recorde sul-americano com o tempo de 2m00s19 e ganhando uma classificação "A" na classificação olímpica brasileira.se tornou o 12º nadador mais rápido no ranking de todos os tempos da prova.[15][16]

No Troféu Brasil disputado no Rio de Janeiro no mês de maio, bateu o lendário recorde sul-americano dos 400 metros medley que pertencia a Ricardo Prado desde os Jogos Olímpicos de 1984, com 4m17s62. Também conseguiu nadar abaixo de dois minutos nos 200 metros medley (1m59s92) e se firmou como a principal esperança brasileira de medalha na natação na Olimpíada de Atenas. Abaixou ainda mais seu tempo para 1m59s48 em junho, no Evento Teste Olímpico, realizado na piscina que abrigaria as provas de natação na Olimpíada, tornando-se o segundo no ranking mundial.[17][18]

Jogos Olímpicos de 2004Editar

Na Olimpíada de Atenas, terminou em 5º nos 200m medley, e 17º nos 400m medley. Nos 400m medley, seu primeiro evento olímpico, Thiago estava tão ansioso que sentiu náuseas. Seu tempo foi de 4m22s06, quase cinco segundos mais lento que seu recorde sul-americano. Ele deixou a piscina, ofegante e incapaz de falar, e depois vomitou no vestiário. Ele não chegou à final e depois disse: "Eu me sinto muito mal".[19] Nos 200m medley, ele nadou perto de seu melhor tempo, mas não bateu seu recorde pessoal. A concorrência na prova era muito forte: Thiago teria que quebrar seu recorde pessoal em cerca de 0,7 segundos para ganhar a medalha de bronze. Os quatro primeiros colocados nadaram abaixo do recorde olímpico. Thiago Pereira terminou na quinta posição, com o tempo de 2m00s11.[20]

2004–08Editar

Em setembro de 2004, no Troféu José Finkel, ele quebrou o recorde sul-americano dos 100 m medley com um tempo de 53s72 [21], e o recorde dos 400m medley com um tempo de 4m09s10.[22]

Em outubro, no Campeonato Mundial de Piscina Curta (25 metros) disputado em Indianápolis, nos Estados Unidos, foi campeão dos 200 metros medley com o tempo de 1m55s78, derrotando Ryan Lochte e quebrando o recorde sul-americano[23]. Foi o primeiro ouro em um mundial de curta para o Brasil desde 1997. Também foi bronze nos 100 metros medley[24], e ajudou os revezamentos 4x100 metros livre e 4x200 metros livre a conquistarem medalhas de prata[25] e bronze[26], respectivamente. No 4x200m livre, o Brasil bateu o recorde sul-americano com um tempo de 7m06s64 [27]. No final do ano, foi agraciado pelo Comitê Olímpico Brasileiro com o Prêmio Brasil Olímpico de melhor nadador do país em 2004.[28]

No início de 2005 mudou-se para os Estados Unidos, para uma temporada de treinamentos em Coral Springs. No entanto, em maio, logo após o Troféu Brasil, sofreu uma contusão no joelho que o impediu de disputar o Campeonato Mundial em Montreal, no Canadá.[29] Não se adaptou aos Estados Unidos e retornou a Belo Horizonte.

Na Copa do Mundo de Natação da FINA de 2005-2006, em fevereiro de 2006, Pereira quebrou o recorde sul-americano em piscina curta dos 100m medley, com um tempo de 53s49.[30]

No Campeonato Mundial de Natação em Piscina Curta de 2006 em Xangai, Pereira terminou em quinto lugar nos 4 × 200 m livre, junto com César Cielo,Lucas Salatta e Rodrigo Castro, batendo o recorde sul-americano com o tempo de 7m06s09.[31][32]Ele também terminou em 15º nos 200m medley[33], e 17º nos 200m livre.[34]

No Campeonato Pan-Pacífico em Victoria, no Canadá, Pereira teve a maior conquista do ano, ganhando uma medalha de bronze nos 400 metros medley.[35] Nas eliminatórias, ele quebrou seu próprio recorde sul-americano com um tempo de 4m16s86.[36] Ele também terminou em 21º nos 200m livres [37] e se classificou para a final de 200m medley em 8º lugar, mas não nadou na final.[38]

Em setembro de 2006, no Troféu Brasil, ele quebrou seu recorde sul-americano nos 200m peito, com o tempo de 2m14s64.[39]

Em dezembro de 2006, no Torneio Open de Vitória, ele bateu em mais de 2 segundos seu recorde sul-americano dos 400m medley, com um tempo de 4m14s67.[40]

No Campeonato Mundial de 2007 em Melbourne, na Austrália, Pereira terminou em 4º lugar nos 200m medley,[41] em 8º nos 4 × 100m livre,[42] em 9º nos 4 × 100m medley,[43] 11º nos 4 × 200m livre,[44], 12º nos 100m costas [45] e foi desclassificado nos 400m medley.[46] Ele quebrou o recorde sul-americano nos 4 × 100m livres, juntamente com César Cielo, Nicolas Oliveira e Rodrigo Castro, com um tempo de 3m17s03,[47] e no 4 × 200m livres, com o tempo de 7m20s00, junto com Rodrigo Castro, Nicolas Oliveira e Armando Negreiros.[48]

Pereira quebrou 3 vezes o recorde sul-americano nos 200m medley em três meses, com tempos de 1m59s19 em fevereiro, 1m58s65 em março (eliminatórias de Melbourne) e 1m58s64 em maio. [49][50]

Em maio de 2007, ele quebrou dois recordes sul-americanos de piscina longa: o dos 400m medley com o tempo de 4m11s91, e o dos 200m medley, com o tempo de 2m12s67, em ambos obtendo o índice olímpico.[51]

 
Thiago Pereira nos 200m medley no Pan de 2007

Nos Jogos Pan-Americanos de 2007 no Rio de Janeiro, conquistou oito medalhas (seis de ouro, uma de prata e uma de bronze) e se tornou o maior ganhador individual de medalhas em uma edição dos jogos, igualando a nadadora costa-riquenha Silvia Poll (oito medalhas nos Jogos de Indianápolis, em 1987). Pereira também superou as cinco medalhas de ouro de Mark Spitz, dos Jogos Pan-Americanos de 1967 em Winnipeg. Pereira conquistou a medalha de ouro nos 200m medley, 400m medley, 200m costas, 200m peito, 4x200m livres, e nos 4x100m livres por participar da eliminatória da prova. Ele também ganhou a prata no 4 × 100m medley e bronze nos 100m costas. Ele quebrou o recorde sul-americano em todas as provas em que competiu, exceto nos 200m peito: nos 200m medley com o tempo de 1m57s79, nos 400m medley com o tempo de 4m11s14, nos 200m costas com o tempo de 1m58s42, nos 100m costas com o tempo de 54s75, no 4 × 200m livres com o tempo de 7m12s27, e no 4 × 100m medley com o tempo de 3m35s81.[52][53]

Na Copa do Mundo de Natação da FINA de 2007, Pereira fez história. Na etapa de Estocolmo, ele quebrou o recorde sul-americano nos 100m medley, com o tempo de 52s97 (seu recorde anterior foi de 53s49, de 2006); o dos 200m medley, com 1m55s08 (seu antigo recorde era 1m55.78 de 2004) e o dos 400m medley com 4m06s30 (seu antigo recorde era 4m09s10 de 2004). Poucos dias depois, em Berlim, Pereira quebrou o recorde das Américas nos 100m medley em 52s42. Nos 400m medley, ele quebrou o recorde das Américas e o recorde do campeonato, fazendo 4m00s63, a apenas 26 centésimos do recorde mundial de László Cseh (4m00s37). Nos 200m medley, Pereira ganhou uma medalha de ouro com o tempo de 1m53s14, estabelecendo um novo recorde mundial, que duraria até 13 de dezembro de 2007, quando foi superado pelo húngaro László Cseh.[54]

Em dezembro de 2007 foi eleito pelo Comitê Olímpico Brasileiro o melhor atleta brasileiro do ano, recebendo o Prêmio Brasil Olímpico.[55]

Jogos Olímpicos de 2008Editar

 
Phelps, Lochte e Cseh com as medalhas em 2008. O referido trio teve sua carreira praticamente toda em paralelo com Thiago Pereira, bloqueando o acesso do brasileiro à medalhas em Olimpíadas e Mundiais, ao exercer um longo e quase invencível domínio nas provas de medley

Na Olimpíada de Pequim em 2008, novamente teve lugar de destaque entre os melhores nadadores do mundo. Terminou em 4º nos 200m medley, 8º nos 400m medley, e 19º nos 200m peito. [56]Nos 400m medley, se classificou para a final com um tempo de 4m11s74, quase batendo seu recorde sul-americano. Mas na final, seu tempo foi 4 segundos mais lento; Pereira disse que se sentia cansado na mudança do nado borboleta para o nado de costas, não alcançando a mesma eficiência que nas eliminatórias.[57]Depois disso, Pereira deixou de nadar na prova dos 4×200m livres para competir nos 200m peito. Ele quebrou o recorde sul-americano com um tempo de 2m11s40, mas não foi suficiente para avançar para as semifinais. Nos 200m medley, ele teve resultados muito semelhantes nas eliminatórias, semifinais e finais, todos perto de 1m58 - não conseguindo bater seu recorde nos Jogos Pan-Americanos de 2007. Michael Phelps ganhou o ouro com o tempo de 1m54s23, estabelecendo o recorde mundial. László Cseh (com recorde europeu) e Ryan Lochte nadaram na casa de 1m56, ganhando prata e bronze. Thiago Pereira terminou em quarto lugar com o tempo de 1m58s14, atrás dos mesmos rivais do mundial de 2007.[58]

2008-12Editar

Em março de 2009, Pereira quebrou um osso na mão esquerda, o que o fez desistir da Travessia dos Fortes e comprometeu seu treinamento para o Campeonato Mundial daquele ano em Roma.[59] Mesmo assim, melhorou bem seus tempos no Campeonato Mundial em Roma, na Itália, onde terminou em 4º lugar nos 200m medley [60], 4º nos 400m medley[61], e 10º nos 4 × 200 m livres[62]. Pereira quebrou 3 vezes o recorde sul-americano dos 200 m medley, nas eliminatórias (1m57s66), semifinal (1m57s35) e final (1m55s55), ficando a apenas 19 centésimos de segundo de conquistar uma medalha de bronze e a 31 centésimos de ganhar uma medalha de prata [63][64]. Nos 400m medley, Pereira quebrou seu recorde sul-americano em mais de 2 segundos, com um tempo de 4m08s86, mas ainda ficou um segundo atrás dos medalhistas[65]. No revezamento 4 × 200 m livre, quebrou o recorde sul-americano na prova dos 200m livres com o tempo de 1m46s57, na abertura do revezamento, e o recorde do próprio revezamento, com o tempo de 7m09s71.[66]

Em setembro de 2009, no Troféu José Finkel, quebrou o recorde brasileiro nos 200m costas com o tempo de 1m58s36.[67]

Após um período de férias, foi para Los Angeles, para treinar ao lado dos campeões olímpicos Kosuke Kitajima e Oussama Mellouli.[68]

Em agosto de 2010, no Campeonato Pan-Pacífico de Natação em Irvine, Thiago obteve o bronze nas provas de 200 metros medley e 400 metros medley.[69]

Em 2010, Thiago Pereira obteve o título de Rei da Copa do Mundo de Natação de Piscina Curta. Ele venceu, em todos os estágios, a prova dos 400 metros medley. Ele foi o primeiro brasileiro a chegar ao topo da competição, e foi o nadador que ganhou mais provas na mesma temporada na história do circuito. Na última etapa da Copa, em Estocolmo, o brasileiro venceu os 400 metros medley e ficou com a prata nos 100 metros medley, chegando a 22 medalhas no total (19 de ouro e três de prata).[70] Durante o torneio, ele quebrou o recorde sul-americano dos 100 metros medley, com um tempo de 52s35, e dos 200 metros medley, com o tempo de 1m52s72.[71]

Em maio de 2011, no Troféu Maria Lenk, quebrou o recorde brasileiro nos 200m costas com o tempo de 1m58s07.[72]

No Campeonato Mundial de Esportes Aquáticos de 2011, em Xangai, ele terminou em 6º nos 200m medley [73], 18º nos 100m costas[74], e desistiu de nadar os 400m medley.[75]

Em 2011, nos Jogos Pan-Americanos de Guadalajara, Thiago conquistou seis medalhas de ouro, uma medalha de prata e uma medalha de bronze. Com essas conquistas, Thiago chegou a doze medalhas de ouro, tornando-se o brasileiro com maior número de medalhas de ouro em toda a história dos Jogos Pan-Americanos, superando o então recordista, Hugo Hoyama. Thiago tornou-se também o segundo brasileiro em número total de medalhas em Pans, atrás apenas do ex-nadador Gustavo Borges, dono de 19 medalhas.Pereira conquistou o ouro nos 200 m medley, 400m medley, 100m costas, 200m costas, e nos revezamentos 4x100m livre e 4x100m medley por participar das eliminatórias. Ele também ganhou a prata nos 4 × 200m livre, e o bronze nos 200m peito. Nesta competição, ele quebrou o recorde brasileiro e da competição nos 200m costas com o tempo de 1m57s19.[76][77]

Jogos Olímpicos de 2012Editar

 
Ryan Lochte e Thiago Pereira, rivais durante toda a carreira

Nos Jogos Olímpicos de Londres 2012, Thiago Pereira obteve uma histórica medalha de prata nos 400 metros medley, derrotando Michael Phelps e igualando o recorde sul-americano obtido com super trajes em 2009, com o tempo de 4m08s86. Com isto, repetiu o feito de Ricardo Prado nos Jogos Olímpicos de Los Angeles 1984.[78][79] Participou logo depois da prova dos 200 metros medley, onde se esperava que Thiago conseguisse mais uma medalha; porém ele forçou muito a parte inicial da prova, não conseguindo guardar energia suficiente para o final. Embora tenha feito o melhor tempo de sua vida sem os super trajes (1m56s74), foi ultrapassado nos últimos 25 metros pelo húngaro László Cseh. Com isso, repetiram-se os mesmos três medalhistas de Pequim 2008 na prova dos 200 metros medley (Phelps, Lochte e Cseh), quase a mesma configuração de medalhistas de Atenas 2004: Phelps, Lochte e Bovell, com Cseh em quarto e Thiago Pereira em quinto.[80]

2012-16Editar

 
Thiago Pereira na prova dos 400m medley no Pan 2015

Em agosto de 2012, no Troféu José Finkel, ele quebrou o recorde sul-americano de piscina curta nos 200m medley, com o tempo de 1m52s30.[81]

No Campeonato Mundial de Esportes Aquáticos de 2013 em Barcelona, Thiago ganhou sua primeira medalha em mundiais, a medalha de bronze nos 200 metros medley, com o tempo de 1m56s30, sua melhor marca sem os super-trajes. Ele ficou a um centésimo de ganhar a medalha de prata.[82] Também nadou, pela primeira vez em mundiais, os 100 metros borboleta, terminando em 15º lugar.[83] Pereira havia desistido de nadar os 400 metros medley, apesar de ter índice para disputar a prova, mas depois mudou de ideia e entrou na disputa. Embora ele não tenha treinado especificamente para esta prova, classificou-se para a final em oitavo lugar, e por poucos centésimos não ficou de fora. Na final, ele ganhou a medalha de bronze, sua segunda medalha em campeonatos mundiais.[84]

No Campeonato Pan-Pacífico de Natação de 2014, em Gold Coast, Queensland, Austrália, Pereira terminou em 4º lugar no revezamento 4x100 metros medley, juntamente com Guilherme Guido, Felipe França e Marcelo Chierighini, 4º nos 200m medley, 5º nos 100m borboleta e 7º nos 100m costas.[85]

 
Thiago Pereira com a prata dos 200m medley em Kazan 2015

Nos Jogos Pan-Americanos de 2015 em Toronto, no Canadá, tornou-se o maior medalhista da história dos Jogos Pan-Americanos, ao conquistar cinco medalhas, perfazendo um total de 23 medalhas em Pans, superando em uma o ginasta cubano Erick Lopez.[86] Thiago ganhou o ouro no revezamento 4x200 metros livre, onde quebrou o recorde do Pan, com o tempo de 7m11s15, junto com Luiz Altamir Melo, João de Lucca e Nicolas Oliveira.[87][88] Ele também ganhou mais duas medalhas de ouro nos revezamentos, por participar das eliminatórias das provas, nos 4x100 metros livre[89][90] e nos 4x100 metros medley.[91][92][93] Também ganhou uma medalha de prata nos 200 metros medley[94][95][96] e um bronze nos 200 metros peito. Nos 400 metros medley, inicialmente venceu a prova, o que seria um tricampeonato seguido na prova e o recorde da 22ª medalha no Pan, mas os juízes o desclassificaram por um toque irregular na borda da piscina.[97]

No Campeonato Mundial de Esportes Aquáticos de 2015, ele fez sua melhor participação em campeonatos mundiais, ganhando a medalha de prata nos 200 metros medley, com o tempo de 1m56s65, perto do seu recorde pessoal.[98][99] Também terminou em 15º lugar nos 4x200 metros livre, junto com João de Lucca, Luiz Altamir Melo e Nicolas Oliveira.[100][101]

Jogos Olímpicos de 2016Editar

Thiago Pereira participou das Olimpíadas de 2016 no Rio, onde fez a sua quarta final olímpica consecutiva nos 200m medley, terminando em 7º lugar.[102]

AposentadoriaEditar

Thiago Pereira se aposentou da natação profissonal em março de 2017, aos 31 anos de idade.[103]

RecordesEditar

Thiago Pereira é o atual detentor dos seguintes recordes [104]:

Prova Marca Data Recorde Tipo de piscina
200 metros medley 1m55s55 30 de julho de 2009 sul-americano longa
400 metros medley 4m08s86 2 de agosto de 2009 sul-americano longa
4x200 metros livre 7m09s71 31 de julho de 2009 sul-americano longa
400 metros medley 4m00s63 17 de novembro de 2007 sul-americano curta

Thiago Pereira também é ex-recordista das seguintes provas:

Prova Marca Data Recorde Tipo de piscina
200 metros livre 1m46s57 31 de julho de 2009 sul-americano longa
200 metros peito[105] 2m11s40 12 de agosto de 2008 sul-americano longa
100 metros costas[106] 54s75 2007 sul-americano longa
200 metros costas[106] 1m58s42 19 de julho de 2007 sul-americano longa
200 metros costas 1m57s19 21 de outubro de 2011 brasileiro longa
4x100 metros livre[106] 3m17s03 2007 sul-americano longa
4x100 metros medley[106] 3m35s81 2007 sul-americano longa
100 metros medley 52s35 11 de setembro de 2010 sul-americano curta
200 metros medley[107] 1m53s14 18 de novembro de 2007 mundial curta
200 metros medley 1m52s72 12 de setembro de 2010 sul-americano curta
4x200 metros livre 7m06s09 6 de abril de 2006 sul-americano curta

Principais resultadosEditar

Ano Torneio Local Prova Resultado Marca Recorde
2003 Jogos Pan-Americanos Santo Domingo, República Dominicana 200 metros medley 2:02.31
2003 Jogos Pan-Americanos Santo Domingo, República Dominicana 400 metros medley 4:19.89
2004 Jogos Olímpicos Atenas, Grécia 200 metros medley 2:00.31
2004 Campeonato Mundial em Piscina Curta Indianápolis, EUA 200 metros medley 1:55.78
2004 Campeonato Mundial em Piscina Curta Indianápolis, EUA 4x100 metros livre 3:12.73
2004 Campeonato Mundial em Piscina Curta Indianápolis, EUA 4x200 metros livre 7:06.64
2004 Campeonato Mundial em Piscina Curta Indianápolis, EUA 100 metros medley 53.75
2006 Pan-Pacífico Victoria, Canadá 400 metros medley 4:18.44
2007 Jogos Pan-Americanos Rio de Janeiro, Brasil 200 metros costas 1:58.42    
2007 Jogos Pan-Americanos Rio de Janeiro, Brasil 200 metros peito 2:13.51
2007 Jogos Pan-Americanos Rio de Janeiro, Brasil 200 metros medley 1:57.79    
2007 Jogos Pan-Americanos Rio de Janeiro, Brasil 400 metros medley 4:11.14    
2007 Jogos Pan-Americanos Rio de Janeiro, Brasil 4x100 metros livre 3:15.90    
2007 Jogos Pan-Americanos Rio de Janeiro, Brasil 4x200 metros livre 7:12.27    
2007 Jogos Pan-Americanos Rio de Janeiro, Brasil 4x100 metros medley 3:35.81  
2007 Jogos Pan-Americanos Rio de Janeiro, Brasil 100 metros costas 54.75  
2008 Jogos Olímpicos Pequim, China 200 metros medley 1:58.14
2009 Campeonato Mundial Roma, Itália 200 metros medley 1:55.55  
2009 Campeonato Mundial Roma, Itália 400 metros medley 4:08.86  
2010 Pan-Pacífico Irvine, EUA 200 metros medley 1:57.83
2010 Pan-Pacífico Irvine, EUA 400 metros medley 4:12.09
2011 Jogos Pan-Americanos Guadalajara, México 100 metros costas 54.56
2011 Jogos Pan-Americanos Guadalajara, México 200 metros costas 1:57.19    
2011 Jogos Pan-Americanos Guadalajara, México 200 metros medley 1:58.07
2011 Jogos Pan-Americanos Guadalajara, México 400 metros medley 4:16.68
2011 Jogos Pan-Americanos Guadalajara, México 4x100 metros livre 3:14.65  
2011 Jogos Pan-Americanos Guadalajara, México 4x100 metros medley 3:34.58
2011 Jogos Pan-Americanos Guadalajara, México 4x200 metros livre 7:21.96
2011 Jogos Pan-Americanos Guadalajara, México 200 metros peito 2:13.58
2012 Jogos Olímpicos Londres, Reino Unido 400 metros medley 4:08.86  
2012 Jogos Olímpicos Londres, Reino Unido 200 metros medley 1:56.74
2013 Campeonato Mundial Barcelona, Espanha 200 metros medley 1:56.30
2013 Campeonato Mundial Barcelona, Espanha 400 metros medley 4:09.48
2015 Jogos Pan-Americanos Toronto, Canadá 4x100 metros livre 3:13.66  
2015 Jogos Pan-Americanos Toronto, Canadá 4x200 metros livre 7:11.15  
2015 Jogos Pan-Americanos Toronto, Canadá 4x100 metros medley 3:32.68  
2015 Jogos Pan-Americanos Toronto, Canadá 200 metros medley 1:57.42
2015 Jogos Pan-Americanos Toronto, Canadá 200 metros peito 2:11.93
2015 Campeonato Mundial Kazan, Rússia 200 metros medley 1:56.65
2016 Jogos Olímpicos Rio de Janeiro, Brasil 200 metros medley 1:58.02

Referências

  1. «Com dobradinha brasileira, Thiago Pereira consegue 22ª medalha e iguala recorde histórico». Consultado em 19 de julho de 2015 
  2. Resultados, AM4 - A Internet de. «A Voz da Cidade». avozdacidade.com. Consultado em 19 de dezembro de 2016 
  3. Website oficial de Thiago Pereira
  4. Thiago Pereira bate recorde nos 200m peito
  5. Resultado dos 200m medley no Mundial de Barcelona 2003
  6. Resultado dos 400m medley no Mundial de Barcelona 2003
  7. Resultado dos 200m peito no Mundial de Barcelona 2003
  8. Monique, Mariana, Carol e Paulinha classificam 4x200m nas Olimpíadas
  9. Medalhas do Brasil no Pan de 2003
  10. Diogo, novo recorde sul-americano e índice olímpico
  11. Após bater recorde sul-americano dos 200 m peito, Thiago Pereira perde os 400 m medley no José Finkel
  12. Thiago, o menino dourado, detona o recorde sul-americano
  13. Thiago Pereira bate recorde sul-americano dos 200 m medley
  14. Thiago Pereira reaches new South American record
  15. Thiago é o 12o do mundo e...
  16. Thiago Pereira garante vaga em Atenas
  17. Thiago Pereira faz o 2º melhor tempo do ano nos 200 m medley em Atenas
  18. Thiago, ouro e recorde
  19. Ansiedade causa mal estar em Thiago Pereira
  20. Thiago Pereira é quinto no medley individual de 200 metros, Phelps é ouro
  21. Thiago Pereira bate recorde sul-americano nos 100 m medley
  22. Recordes, índices e novos nomes na piscina brasileira
  23. Resultados dos 200m medley no Mundial de Indianapolis 2004
  24. Resultados dos 100m medley no Mundial de Indianapolis 2004
  25. Resultados dos 4x100m livre no Mundial de Indianapolis 2004
  26. Resultados dos 4x200m livre no Mundial de Indianapolis 2004
  27. Kaio Márcio é ouro nos 100m borboleta
  28. COB anuncia indicados ao Melhor Atleta do Ano
  29. Lesão no joelho pode tirar maior estrela brasileira do Mundial
  30. Thiago bate recorde e ganha prata
  31. Resultado dos 4x200m livre no Mundial de Xangai 2006
  32. Kaio Márcio é ouro nos 100m borboleta
  33. Resultado dos 200m medley no Mundial de Xangai 2006
  34. Resultado dos 200m livre no Mundial de Xangai 2006
  35. Resultado dos 400m medley no Pan Pacífico de 2006
  36. Thiago e Cielo conseguem melhores tempos da carreira
  37. Resultado dos 200m livres no Pan Pacífico de 2006
  38. Resultado dos 200m medley no Pan Pacífico de 2006
  39. Thiago Pereira quebra marca sul-americana nos 200m peito
  40. Thiago e Felipe melhoram seus recordes sul-americanos
  41. Resultado dos 200m medley no Mundial de Melbourne 2007
  42. Resultado dos 4x100m livre no Mundial de Melbourne 2007
  43. Resultado dos 4x100m medley no Mundial de Melbourne 2007
  44. Resultado dos 4x200m livre no Mundial de Melbourne 2007
  45. Resultado dos 100m costas no Mundial de Melbourne 2007
  46. Resultado dos 400m medley no Mundial de Melbourne 2007
  47. Brasil supera recorde sul-americano do Pan/99
  48. Cielo entra na semifinal. Reveza entra na Olimpíada
  49. Cielo e Thiago na final. Thiago e Fabíola batem recordes
  50. Natação brasileira define equipe para o Pan
  51. Thiago Pereira consegue seu terceiro índice olímpico
  52. Recordes
  53. Com pescoço pesado, Thiago termina show
  54. Laszlo Cseh quebra o recorde mundial de Thiago Pereira
  55. Thiago Pereira e Jade Barbosa são eleitos atletas do ano pelo COB
  56. Perfil no Sports Reference
  57. Thiago Pereira diz que sentiu cansaço
  58. Thiago Pereira é quarto nos 200m medley, e Phelps leva a sexta medalha de ouro
  59. Thiago Pereira fratura a mão e está fora da Travessia dos Fortes
  60. Resultados dos 200m medley em Roma 2009
  61. Resultados dos 400m medley em Roma 2009
  62. Resultados dos 4x200m livres em Roma 2009
  63. Brasil coloca mais 4 nadadores em finais
  64. Cesar impera nos 100m livre
  65. Últimas provas deram mais dois quartos lugares para o Brasil
  66. Cielo começa escalada dos 50m com recorde de campeonato
  67. Nicholas bate recorde sul-americano com tempo que seria bronze em Roma
  68. Thiago é 4º nos 400m medley e já faz malas para treinar com campeões olímpicos
  69. Thiago é bronze no Pan-Pacífico
  70. Thiago Pereira rei das Piscinas Curtas
  71. Recordes sul-americanos encerram etapa Rio
  72. Thiago bate recorde brasileiro e lista para Xangai aumenta para 13
  73. Resultados dos 200m medley no Mundial de Xangai 2011
  74. Resultados dos 100m costas no Mundial de Xangai 2011
  75. Resultados dos 400m medley no Mundial de Xangai 2011
  76. Pan 2011 – Resumo de Resultados
  77. Thiago bate recorde de ouros, reveza repete 99 e Gracielle é prata
  78. Thiago é prata nos 400m medley; Lochte vence, e Phelps é quarto
  79. Thiago prata olímpica
  80. Para Romero, Thiago Pereira errou ao não repetir estratégia dos 400m
  81. Thiago Pereira vence 200 m medley, quebra recorde sul-americano e atinge índice para Mundial
  82. Por 1 centésimo, Thiago vê prata escapar nos 200m medley
  83. Thiago força mas não avança para decisão dos 100m borboleta
  84. Em prova de 'última hora', Thiago Pereira leva bronze nos 400m medley
  85. Fratus é ouro nos 50m livre com recorde do Pan-Pacífico
  86. «Thiago Pereira se torna o maior ganhador de medalhas da história do Pan, com 23 no total». O Globo. Consultado em 19 de julho de 2015 
  87. «Brasil ganha 6 medalhas, mais 3 ouros no segundo dia de Pan». Best Swimming. 16 de julho de 2015. Consultado em 27 de julho de 2015. Arquivado do original em 21 de julho de 2015 
  88. «Thiago Pereira quebra marca em dia de ouro do xará e do 4x200m livre». Globoesporte. 15 de julho de 2015. Consultado em 27 de julho de 2015 
  89. «Brasil é ouro no 4x100m livre, e Thiago Pereira abre contagem rumo a recorde». Globoesporte. 14 de julho de 2015. Consultado em 27 de julho de 2015 
  90. «Primeiro dia de 5 medalhas e 2 ouros para o Brasil, mas a festa foi canadense». Best Swimming. 15 de julho de 2015. Consultado em 27 de julho de 2015. Arquivado do original em 21 de julho de 2015 
  91. «Eliminatórias do último dia em Toronto». Best Swimming. 18 de julho de 2015. Consultado em 27 de julho de 2015. Arquivado do original em 21 de julho de 2015 
  92. «Como foi o último dia em Toronto». Best Swimming. 19 de julho de 2015. Consultado em 27 de julho de 2015. Arquivado do original em 21 de julho de 2015 
  93. «Sem Thiago Pereira, revezamento brasileiro fecha natação com ouro». O Estado de S.Paulo. 18 de julho de 2015. Consultado em 27 de julho de 2015 
  94. «Sem Thiago Pereira, revezamento brasileiro fecha natação com ouro». O Estado de S.Paulo. 18 de julho de 2015. Consultado em 27 de julho de 2015 
  95. «Peso do ouro: Yane domina pentatlo, e nadadores vencem de braçada». Globoesporte. 19 de julho de 2015. Consultado em 27 de julho de 2015 
  96. «Como foi o último dia em Toronto». Best Swimming. 19 de julho de 2015. Consultado em 27 de julho de 2015. Arquivado do original em 21 de julho de 2015 
  97. «Um dia para celebrar e esquecer». Best Swimming. 17 de julho de 2015. Consultado em 27 de julho de 2015. Arquivado do original em 21 de julho de 2015 
  98. «Resultado dos 200m medley no Mundial de Kazan 2015». OmegaTiming. 6 de agosto de 2015. Consultado em 28 de agosto de 2015 
  99. «Embalado pelo Pan, Thiago Pereira é prata nos 200m medley no Mundial». Globoesporte. 6 de agosto de 2015. Consultado em 28 de agosto de 2015 
  100. «Resultado dos 4x200m livres no Mundial de Kazan 2015». OmegaTiming. 7 de agosto de 2015. Consultado em 28 de agosto de 2015 
  101. «Bruno Fratus e Daynara nas semifinais e revezamento 4×200 decepciona». Best Swimming. 7 de agosto de 2015. Consultado em 28 de agosto de 2015. Arquivado do original em 23 de setembro de 2015 
  102. Globo Esporte - Thiago Pereira se despede do Rio, mas deixa em aberto Tóquio 2020 (12/08/2016) Acessado em 21 de fevereiro de 2017
  103. Thiago Pereira confirma a aposentadoria: "Decisão mais acertada da vida"
  104. «Recordes atuais de Thiago Pereira». Consultado em 13 de outubro de 2010. Arquivado do original em 6 de março de 2009 
  105. Thiago bate recorde dos 200 peito
  106. a b c d Recordes de 2007
  107. Pereira é recordista do mundo

Ligações externasEditar