Abrir menu principal

Things You Can Tell Just by Looking at Her

Broom icon.svg
As referências deste artigo necessitam de formatação (desde março de 2018). Por favor, utilize fontes apropriadas contendo referência ao título, autor, data e fonte de publicação do trabalho para que o artigo permaneça verificável no futuro.
Question book-4.svg
Esta página cita fontes confiáveis e independentes, mas que não cobrem todo o conteúdo (desde março de 2018). Ajude a inserir referências. Conteúdo não verificável poderá ser removido.—Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
Things You Can Tell Just by Looking at Her
O que Direi Olhando para Ti[1] (PRT)
Coisas Que Você Pode Dizer Só de Olhar Para Ela (BRA)
 Estados Unidos
2000 •  cor •  109 min 
Direção Rodrigo García
Roteiro Rodrigo Garcia
Elenco Glenn Close
Cameron Diaz
Calista Flockhart
Kathy Baker
Amy Brenneman
Valeria Golino
Holly Hunter
Matt Craven
Gregory Hines
Miguel Sandoval
Género drama
romance
Idioma inglês
Página no IMDb (em inglês)

Things You Can Tell Just by Looking at Her (no Brasil, Coisas Que Você Pode Dizer Só de Olhar Para Ela / pt: O que Direi Olhando para Ti) é um filme de drama estadunidense lançado em 2000 e dirigido pelo cineasta colombiano Rodrigo García. Conta, no elenco, com Glenn Close, Cameron Diaz e Holly Hunter.

SinopseEditar

O filme se passa em Los Angeles e é dividido em cinco capítulos que contam as histórias de mulheres diferentes, mas todas de certa forma solitárias e com problemas em suas vidas amorosas. A primeira história a ser contada é a da doutora Keener (Glenn Close), uma médica que aparenta ser feliz mas na verdade é muito solitária. A segunda é sobre Rebecca (Holly Hunter), uma gerente de banco que tem um caso com um homem casado, mas é solitária e, por causa dessa união instável, é levada a fazer um aborto. A terceira é sobre Rose (Kathy Baker), mãe de um adolescente de quinze anos, igualmente solitária, que se vê atraída por um anão. A quarta é sobre Christine (Calista Flockhart), uma garota homossexual que está passando por um momento difícil ao ter que cuidar de sua parceira que está com câncer. A quinta é a história de Kathy (Amy Brenneman), detetive solitária porque acha que tem o dever de cuidar da irmã Carol (Cameron Diaz), que é cega.

Referências

  Este artigo sobre um filme estadunidense é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.