Abrir menu principal
Question book.svg
Este artigo ou secção não cita fontes confiáveis e independentes (desde abril de 2019). Ajude a inserir referências.
O conteúdo não verificável pode ser removido.—Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
Thomas Stafford
Nome completo Thomas Patten Stafford
Nascimento 17 de setembro de 1930 (88 anos)
Weatherford, Estados Unidos
Nacionalidade Estados Unidos norte-americano
Progenitores Mãe: Mary Ellen Patten
Pai: Thomas Sabert Stafford
Cônjuge Faye Shoemaker (1953–1985)
Linda Ann Dishman (1988–presente)
Filho(s)
  • Dionne
  • Karin
  • Michael
  • Stanislav
Alma mater Academia Naval dos Estados Unidos em Annapolis
Ocupação
Serviço militar
Serviço Força Aérea dos Estados Unidos
Anos de serviço 1952–1979
Patente tenente-general
Condecorações Cruz de Voo Distinto
e outras
Carreira espacial
Astronauta da NASA
Tempo no espaço 21d 03h 42min
Seleção Grupo 2 da NASA 1962
Missões
Insígnia da missão Gemini 6A patch.png Ge09Patch orig.png Apollo-10-LOGO.png ASTP-patch.png
Aposentadoria 1º de novembro de 1975
Prêmios Medalha Presidencial
da Liberdade

Medalha de Honra
Espacial do Congresso

Medalha de Serviço
Distinto da NASA

Thomas Patten Stafford (Weatherford, 17 de setembro de 1930) é um ex-astronauta norte-americano e tenente-general da Força Aérea dos Estados Unidos.

Formou-se na Academia Naval em Annapolis em 1952 e graduou-se como segundo-tenente da Força Aérea. Nos anos 1950, foi designado para servir nas forças americanas estacionadas na Alemanha Ocidental, como líder de esquadrão de pilotos de caça.

Stafford foi selecionado para o grupo de astronautas da NASA de 1962, e integrado aos programas Gemini e Apollo. Em dezembro de 1965 ele subiu ao espaço como piloto da Gemini VI, que realizou o primeiro encontro em órbita entre duas naves espaciais com a Gemini VII, e no ano seguinte comandou a Gemini IX.

Em maio de 1969, Tom Stafford foi o comandante da missão Apollo 10, que realizou todo o ensaio de procedimentos para o pouso lunar, à exceção da alunissagem propriamente dita, reservada para a missão seguinte, a que entraria para a história. Nesta missão, a tripulação também realizou o trabalho de mapeamento e avaliação de locais de pouso para a Apollo 11. Na viagem de volta, a Apollo 10 quebrou o recorde mundial de velocidade atingida pelo homem, atingindo cerca de 40 mil km/h no espaço, segundo o Livro Guinness de Recordes.

ML Charlie Brown da Apollo 10 em órbita da Lua

Após sua jornada à Lua, Stafford foi escolhido pela NASA como chefe da equipe de astronautas, responsável pela escolha das tripulações das futuras missões Apollo e Skylab, incrementando os processos de treinamento, coordenação e controle de todas as atividades envolvendo o grupo de astronautas.

Seu quarto e último voo espacial ocorreu em 1975, como comandante do lado norte-americano da missão conjunta Apollo-Soyuz, que culminou com o histórico primeiro encontro de americanos e soviéticos, comandado por Alexei Leonov, primeiro homem a caminhar no espaço em 1965, em órbita.

Após uma brilhante carreira na Aeronáutica que o levou ao posto de tenente-brigadeiro, Stafford, um dos mais respeitados astronautas por seus próprios companheiros e pela direção da NASA e do governo americano — foi assessor especial dos projetos espaciais para base na Lua e uma missão para exploração de Marte do presidente George H. W. Bush, em 1990 — aposentou-se e vive hoje na cidade de Oklahoma City, em seu estado natal.