Abrir menu principal
Tomás Wolsey
Cardeal da Igreja Católica
Arcebispo de Iorque
Primeiro-Ministro do Reino da Inglaterra
Legado Pontíficio na Inglaterra
Atividade Eclesiástica
Diocese Diocese de Iorque
Nomeação 15 de setembro de 1514
Predecessor Dom Christopher Bainbridge
Sucessor Dom Edward Lee
Mandato 1514 - 1530
Ordenação e nomeação
Ordenação presbiteral 10 de março de 1498
por Dom John Blythe
Nomeação episcopal 6 de fevereiro de 1514
Ordenação episcopal 26 de março de 1514
por Dom William Warham
Nomeado arcebispo 15 de setembro de 1514
Cardinalato
Criação 10 de setembro de 1515
por Papa Leão X
Ordem Cardeal-presbítero
Título Santa Cecília
Brasão
Coat of arms of Thomas Wolsey.svg
Dados pessoais
Nascimento Ipswich, Suffolk
março de 1471
Morte Leicester
29 de novembro de 1530 (59 anos)
Nacionalidade inglês
dados em catholic-hierarchy.org
Cardeais
Categoria:Hierarquia católica
Projeto Catolicismo

Tomás Wolsey (Ipswich, Suffolk, março de 1471Leicester, 29 de novembro de 1530) foi um poderoso estadista, Cardeal da Igreja Católica e Lord Chancellor da Inglaterra ao tempo de Henrique VIII.

Em 26 de março de 1514 foi ordenado bispo de Lincoln e em 1515 tornou-se cardeal da Igreja Católica e arcebispo de Iorque. Contra o magistério da Igreja e a sua doutrina sabida, inutilmente tentou obter junto ao Papa o divórcio do rei. Não teve sucesso, e caiu em desgraça perante o soberano. Foi sucedido na chancelaria por Sir Thomas More.

O Cardeal Thomas Wolsey conheceu o rei Henrique VIII de Inglaterra quando trabalhava como capelão pessoal ao governador de Calais, depois se tornou capelão do rei e mais tarde decano de Lincoln. Quando o Henrique subiu ao trono, o seu poder cresceu e, ao ser nomeado cardeal, organizou o Campo do Manto do Senhor (perto de Calais), tentando fazer as pazes com a França cerca de cinco anos depois, e em 1523 foi designado bispo-príncipe de Durham e teve um extraordinário poder que não servia aos nobres da corte.

Wolsey não quis, porém, apoiar o rei no seu pedido de anular o casamento com a Catarina de Aragão, e viu-se numa situação diplomática e política complexa, já que nem o Papa nem os parentes de Catarina concordavam com o divórcio.

Com essa postura, o Cardeal desagradou ao rei, que o fez inimigo da sua amante, que mais tarde seria a rainha, Ana Bolena, e todo o seu poder e adornos foram destruídos. Wolsey permaneceu arcebispo de Iorque, mas em Yorkshire foi acusado de traição, sendo assim chamado de volta a Londres ... morreu no caminho.

Encontra-se sepultado na Abadia de Leicester, Leicester, Leicestershire na Inglaterra.[1]

Referências

Ligações externasEditar

  Este artigo sobre uma pessoa é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.