Three Fugitives

filme de 1989 dirigido por Francis Veber
Three Fugitives
Os Três Fugitivos[1] (PRT)
Os Três Fugitivos[2] (BRA)
 Estados Unidos
1989 •  cor •  96 min 
Direção Francis Veber
Produção Lauren Shuler Donner
Roteiro Francis Veber
Baseado em Les Fugitifs
Elenco Nick Nolte
Martin Short
James Earl Jones
Sarah Doroff
Gênero comédia de ação
Música David McHugh
Cinematografia Haskell Wexler
Edição Bruce Green
Companhia(s) produtora(s) Touchstone Pictures
Silver Screen Partners IV
Distribuição Buena Vista Pictures
Lançamento Estados Unidos 27 de janeiro de 1989
Idioma inglês
Receita US$40,586,886[3]

Three Fugitives, em português Os Três Fugitivos, é um filme de comédia de ação produzido nos Estados Unidos, escrito e dirigido por Francis Veber e lançado em 1989,[4] estrelado por Nick Nolte e Martin Short, e com Sarah Rowland Doroff, James Earl Jones e Alan Ruck em papéis secundários.[5] É um remake de Les Fugitifs, uma comédia francesa de 1986 estrelada por Gérard Depardieu e Pierre Richard também dirigido por Veber.

O filme foi popular nas bilheterias, arrecadando mais de US$40 milhões,[3] apesar de receber uma recepção negativa geral dos críticos de cinema.

SinopseEditar

Lucas esteve na prisão por assalto à mão armada. No dia em que é libertado, ele é feito refém por Ned Perry, um criminoso incompetente e novato que rouba um banco (para conseguir dinheiro para o tratamento de mutismo seletivo de sua filha doente, Meg) no momento em que Lucas simplesmente está lá.

O detetive Dugan supõe que eles devam estar juntos e começa a rastreá-los. Várias perseguições, um tiro acidental, tratamento de um veterinário louco que pensa que ele é um cachorro e outras situações cômicas seguem, o tempo todo Lucas tentando abandonar seu companheiro idiota e provar sua própria inocência.

Enquanto evitam a lei, os dois formam uma parceria improvável para ajudar a curar a silenciosa Meg e fazer sua fuga. Eles resgatam Meg da casa de repouso em que ela está (com Perry quase arruinando o caso todo com sua falta de jeito) e fogem para o Canadá, fingindo ser um casal com uma filha.

Mais tarde, Perry entra em um banco canadense para trocar de moeda e se vê refém de outro ladrão de bancos, da mesma maneira que originalmente sequestrou Lucas. Por causa desse desenvolvimento inesperado, Lucas não precisa se despedir de Meg, com quem ele formou um vínculo.

ElencoEditar

RecepçãoEditar

O filme recebeu críticas negativas dos críticos. Rotten Tomatoes atribui ao filme uma pontuação de 14% com base em 14 resenhas em maio de 2016.[6]

Referências

  Este artigo sobre um filme estadunidense é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.
  A Wikipédia tem o