Abrir menu principal
Tim Goss
Nascimento 28 de fevereiro de 1963 (56 anos)
Reino Unido
Cidadania Reino Unido
Alma mater Imperial College London
Ocupação engenheiro

Tim Goss (28 de fevereiro de 1963),[1] é um engenheiro britânico de carros de corrida, foi diretor técnico da equipe de Fórmula 1 McLaren[2] até abril de 2018.[3]

CarreiraEditar

Goss se formou no Imperial College London, onde também concluiu estudos de pós-graduação especializados em ignição de motores turboalimentados. Goss juntou-se então a Cosworth em 1986.[2]

Ele ingressou na McLaren em 1990,[2] transformando-se no coordenador na carga do projeto da instalação do motor.[1] Ele foi então nomeado engenheiro auxiliar de corrida para Mika Häkkinen, e depois tornou-se engenheiro chefe da equipe de testes. Depois de trabalhar como chefe da dinâmica do veículo, ele então trabalhou como engenheiro chefe de cadeia cinemática.[2] Em 2005, ele foi nomeado engenheiro chefe para o McLaren MP4-21 e liderou a equipe de engenharia de Adrian Newey que projetou o carro de 2006.[2] Após algumas corridas, logo ficou claro que não era tão competitivo quanto seu antecessor, o MP4-20, apesar de uma aparente melhora na confiabilidade. A McLaren não ganhou nenhuma corrida em toda a temporada, pela primeira vez desde 1996.

Goss foi nomeado diretor de engenharia em janeiro de 2011.[2] Em fevereiro de 2013, depois que a McLaren confirmou a saída de Paddy Lowe para a Mercedes eficaz para a temporada de 2014, Goss foi nomeado diretor técnico.[4]

Após um início de temporada considerado abaixo da expectativa, a equipe McLaren anunciou sua demissão no dia 26 de abril de 2018. Segundo nota oficial da equipe inglesa, citou que está "revisando suas operações técnicas como parte do programa para levar novamente a equipe ao êxito.".[3][5]

Referências

  1. a b «Tim Goss». GrandPrix.com. Consultado em 24 de janeiro de 2017 
  2. a b c d e f «Technical Director». McLaren. Consultado em 24 de janeiro de 2017 
  3. a b «McLaren rejeita crítica de ex-chefe da equipe». Motorsport.com. Consultado em 4 de julho de 2018 
  4. «Lowe set to join Mercedes after McLaren move». ESPN. Consultado em 24 de janeiro de 2017 
  5. «McLaren demite diretor-técnico após começo de ano abaixo das expectativas: "Queremos levar a equipe ao êxito"». Grande Prêmio. Consultado em 16 de maio de 2018 

Ligações externasEditar