Abrir menu principal
Disambig grey.svg Nota: Não confundir com o seu filho Tito Aurélio Fulvo, o Jovem.
Tito Aurélio Fulvo
Cônsul do Império Romano
Consulado 85 d.C.

Tito Aurélio Fulvo (em latim: Titus Aurelius Fulvus), dito o Velho (em latim: Major) para diferenciá-lo de seu filho, foi um general romano aliado do então pretendente ao trono romano Vespasiano no ano dos quatro imperadores e depois cônsul por duas vezes. Foi avô por parte de pai do imperador Antonino Pio.

Índice

HistóriaEditar

Tito Aurélio Fulvo nasceu em Nemauso, na Gália Narbonense, e ganhou experiência como legado da Legio III Gallica no oriente servindo sob o general Córbulo. Quando a legião foi transferida para a Mésia, em fevereiro de 69, Fulvo liderou-a numa vitória sobre 9 000 cavaleiros roxolanos na margem romana do Danúbio[1].

Foi neste período que Fulvo conseguiu convencer os exércitos ilírios a apoiarem Vespasiano e, como recompensa, foi convocado para a corte dele em Alexandria durante o período crítico entre a morte de Vitélio, em dezembro, e a partida de Vespasiano para Roma entre agosto e setembro do ano seguinte. Fulvo também foi cônsul sufecto nos primeiros anos do reinado de Vespasiano (não se sabe em que ano)[2] e foi promovido à classe patrícia (mesmo tendo nascido numa província)[3].

Como aliado de Vespasiano e de seus filhos, Fulvo também ocupou diversas posições importantes, mas apenas três são atestadas incontestavelmente: o governo da província da Hispânia Citerior[4], um segundo consulado em 85 (tendo Domiciano como colega)[5] e prefeito urbano. Lembrando que Fulvo era parte do "nexo hispano-narbonense" que emergiu no final do século I, o historiador Brian W. Jones observa que "Fulvo, como um consular sênior com ampla experiência, teria sido um membro indispensável da corte de Domiciano"[3].

Ver tambémEditar

Referências

  1. Brian W. Jones, The Emperor Domitian, (London: Routlege, 1993), pp. 51f
  2. Paul Gallivan, "The Fasti for A. D. 70-96", Classical Quarterly, 31 (1981), pp. 199f
  3. a b Jones, Emperor Domitian, p. 52
  4. Werner Eck, "Jahres- und Provinzialfasten der senatorischen Statthalter von 69/70 bis 138/139", Chiron, 13 (1983), p. 196
  5. Gallivan, "The Fasti", p. 190

Ligações externasEditar