Toribio de Benavente Motolinia

Toribio de Benavente, O.F.M. (Benavente, 1482 - Cidade do México, 1568), também conhecido como Motolinía, foi um missionário franciscano que fou um dos famosos Doze Apóstolos do México e chegou à Nova Espanha em maio de 1524.[1] Seus escritos publicados são uma fonte chave para a história e etnografia dos náuatles do México central, no período imediatamente após a conquista, bem como para os desafios da evangelização cristã. Ele é provavelmente mais conhecido por seus ataques ao defensor dominicano dos direitos dos povos indígenas, Bartolomé de las Casas, que criticava a conquista espanhola. Motolinia apoiava a subjugação dos índios, que via como "selvagens", e fez tudo o que pôde para aviltar Las Casas, que tentou proteger os direitos naturais e a plena humanidade dos indígenas.[2]

Toribio de Benavente Motolinia
Nascimento 1482
Benavente
Morte 1568 (85–86 anos)
Cidade do México
Cidadania Espanha
Etnia espanhóis
Ocupação historiador, presbítero regular, missionário
Religião Igreja Católica
Assinatura
Motolinia Toribio de Benavente Firma.JPG

Referências

  1. Veja Thomas, Prólogo, capítulo 4, onde ele nomeia (i) os clérigos (incluindo um frade franciscano) que estiveram presentes com Hernán Cortés em 1522; (ii) os três irmãos leigos franciscanos flamengos que saíram em 1523 (dois dos quais morreram prematuramente); e (iii) os "Doze" (10 padres franciscanos e dois irmãos leigos franciscanos) que vieram para a Nova Espanha em 1524
  2. Elizabeth Andros Foster, "Introduction" to Motolinia's History of the Indians of New Spain, Greenwood Press 1973.

BibliografiaEditar

  • Thomas, Hugh (2011). The Golden Age: The Spanish Empire of Charles V. Londres: Penguin Books 
  Este artigo sobre uma pessoa é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.