International Young Physicists' Tournament

O Torneio Internacional de Jovens Físicos (International Young Physicists' Tournament ou simplesmente IYPT) é um dos mais importantes torneios científicos jovens do planeta.

Trata-se de uma competição realizada anualmente em local itinerante. Em 2012, o torneio foi disputado em Bad Saulgau, Alemanha e, em 2013, será sediado pela cidade de Taipei, Taiwan.[1]

HistóriaEditar

O IYPT originou-se do YPT (Young Physicists' Tournament), competição idealizada pelo professor Evgeny Yunosov, da Faculdade de Física da Universidade de Moscou.[2] O primeiro YPT foi sediado em Moscou, União Soviética em 1979. No ano seguinte, o criador da competição publicou na então importante revista moscovita Kvant a estrutura do Physics Fight e o torneio tomou o formato conhecido atualmente. Em 1988, em comemoração à 10.ª edição do YPT, equipes de alguns países do leste-europeu foram convidadas para participar de Physics Fights na cerimônia de encerramento daquela edição do YPT. Organizado inteiramente em russo, tal embate é considerado até hoje o primeiro IYPT, acrescentando o caráter internacional a esta imponente competição. Devido ao caráter não-oficial da primeira edição do IYPT, até hoje diversos países como a URSS, a Bulgária e a Polônia consideram-se vencedores da primeira edição do torneio internacional, fato que talvez nunca possa ser comprovado oficialmente.

ProblemasEditar

Todos os anos o Comitê Organizador Internacional decide sobre 17 problemas a serem resolvidos. Os problemas são provenientes de várias disciplinas da física e podem ser interdisciplinares.

Os problemas não são tarefas que podem ser resolvidas rapidamente como em uma prova, eles demandam meses de preparação e pesquisa e podem ter várias resoluções de acordo com o caminho seguido pela equipe.

Sessões de competição: Physics FightsEditar

O grande diferencial do torneio é que, ao invés das provas tradicionais, são realizadas sessões denominadas Physics Fights (PFs). Os PFs são divididos em três ou quatro rodadas de acordo com o número de equipes envolvidas.

A cada rodada, as equipes se revezam entre os diferentes papéis apresentados a seguir:

  • Equipe Relatora - apresenta a essência da solução do problema, procurando atrair a atenção da audiência para as principais ideias, conceitos e teorias envolvidos e para as conclusões obtidas.
  • Equipe Oponente - critica o relator, apontando imprecisão no entendimento do problema e nas soluções apresentadas, bem como identificando os seus pontos positivos. Aponta erros cometidos ou aspectos importantes ausentes na solução apresentada, discutindo tais pontos com a equipe relatora.
  • Equipe Avaliadora - apresenta uma avaliação dos prós e contras do desempenho do relator e do oponente.
  • Equipe Observadora - nas sessões com quatro times, uma das equipes assume o papel de observadora, sem função ativa.

Cada rodada tem duração aproximada de 50 minutos. Após isto, há um intervalo para a próxima rodada e as equipes trocam de função.

Desenrolar de cada rodada de um PFEditar

Cada rodada de um PF consiste na apresentação e discussão de um dos problemas previamente propostos para o IYPT do ano corrente. Cabe ao presidente de sessão mediar o debate, seguindo os passos detalhados a seguir:

  • A equipe oponente desafia a equipe relatora a apresentar um determinado problema. A equipe relatora aceita ou rejeita o desafio sucessivamente, até que seja determinado o problema a ser apresentado. (2 minutos)
  • A equipe relatora prepara a sua apresentação da resolução do problema. (5 minutos)
  • A equipe relatora faz a sua apresentação. (12 minutos)
  • A equipe oponente questiona a equipe relatora. (2 minutos)
  • A equipe oponente prepara a sua apresentação sobre o trabalho do time relator. (3 minutos)
  • A equipe oponente faz a sua apresentação. (4 minutos)
  • As equipes relatora e oponente discutem com base nas apresentações realizadas. (10 minutos)
  • A equipe oponente apresenta as suas considerações finais. (1 minutos)
  • A equipe avaliadora questiona as equipes relatora e oponente. (3 minutos)
  • A equipe avaliadora prepara a sua apresentação sobre o trabalho dos times relator e oponente. (2 minutos)
  • A equipe avaliadora faz a sua apresentação. (4 minutos)
  • A equipe relatora apresenta as suas considerações finais. (2 minutos)
  • Os membros do júri questionam as equipes envolvidas. (5 minutos)
  • Os membros do júri apresentam as suas notas para cada uma das equipes envolvidas.

Observações:

  • Durante cada rodada, apenas um integrante de cada equipe pode se pronunciar ao público. Os demais membros da equipe podem ajudá-lo tecnicamente ou com dicas durante os momentos de preparação.
  • Os tempos mencionados correspondem ao torneio internacional. Na etapa nacional, em geral, o tempo de apresentação do relator é de 10 minutos, o de discussão é de 6 minutos e o de apresentação do avaliador é de 3 minutos.
  • No PF Final do torneio internacional, as equipes podem escolher previamente o problema a ser apresentado, com prioridade ao time com maior pontuação na fase classificatória. Portanto, neste caso, é omitido o desafio do oponente ao relator.
  • Para o cálculo da pontuação obtida por cada equipe, considera-se a nota obtida como relator com peso 3, a nota como oponente com peso 2 e a nota como avaliador com peso 1.
  • O peso da nota como relator é reduzido de 0,2 para cada rejeição que exceda uma quantidade limite estabelecida previamente pela organização do torneio. Na etapa internacional, o limite de rejeições é de 3 problemas, enquanto que na etapa nacional o limite é, em geral, fixado em 10 problemas.

Torneio nacionalEditar

 Ver artigo principal: IYPT Brasil

De 2004 a 2007Editar

Na primeira fase da competição no Brasil, foram realizadas quatro edições do torneio nacional do IYPT, cada qual premiando as cinco melhores equipes com uma vaga no time que representa o Brasl na etapa internacional. Entre 2004 e 2006, o evento ocorreu em São Paulo e, em 2007, em São José do Rio Preto.

A programação padrão previa a cerimônia de abertura numa noite de sexta-feira, duas sessões de PFs no sábado e uma última sessão de PF no domingo. No mesmo dia, era realizada a cerimônia de encerramento, incluindo o anúncio das equipes premiadas.

Desde 2010Editar

O IYPT Brasil voltou a ser disputado em 2010, organizado pela B8 Projetos Educacionais, com apoio da Escola Politécnica da USP e da Universidade Paulista (UNIP). Neste primeiro evento depois da interrupção de dois anos, o formato se manteve com a fase eliminatória baseada em relatórios técnicos e com o torneio nacional disputado em sessões de três Physics Fights ao longo de um fim de semana.

Como novidade, os melhores times foram selecionados para a disputa de um Physics Fight Final. Além disso, desde 2010 o evento brasileiro é a única edição do IYPT no mundo com transmissão de Physics Fights ao vivo pela internet. A partir de 2011, o evento ainda passou a ser utilizado para a formação do Time Nacional, que representa o Brasil na fase internacional do IYPT.

A partir da edição de 2013, as equipes passaram a ter a opção de enviar um Relatório Preliminar ainda no fim do ano anterior em troca de uma bonificação na pontuação da Fase Classificatória.[3]

Torneio internacionalEditar

O modelo de disputa da etapa internacional é o mesmo da etapa nacional, porém todas as apresentações são feitas em inglês.

São realizadas cinco sessões de PFs classificatórios e as três melhores equipes disputam um PF Final. As equipes finalistas recebem a medalhas de ouro e os cinco times a seguir conquistam medalhas de prata. Finalmente, o Comitê Organizador determina o número de equipes que recebem a medalha de bronze, de modo que o número de países premiados não seja superior a 50% dos participantes.[4]

A etapa internacional é de grande visibilidade, atraindo a atenção de doutores, mestres, mídia especializada e empresas patrocinadoras.

O Brasil no IYPTEditar

Resultados obtidosEditar

O Brasil participou do IYPT pela primeira vez em 2004, em Brisbane (Austrália), quando obteve a 15.ª colocação. No ano posterior, em Winterthur (Suíça), o país obteve a sua melhor classificação, ao terminar no 7.º lugar e receber a medalha de bronze. Nos dois anos seguintes, o time brasileiro ficou em 13.º e em 17.º, em edições disputadas na Eslováquia e na Coreia do Sul, respectivamente.

Após não ser representado na competição internacional durante alguns anos, o país retornou ao IYPT na edição de 2011, no Irã, onde terminou em 15.º. No torneio de 2012, mesmo com a quantidade recorde de 28 países participantes, o Brasil voltou a figurar no Top 10 do ranking mundial, conquistando a medalha de bronze.

 
Equipe Brasileira do IYPT 2004.
 
Equipe Brasileira do IYPT 2005.
 
Equipe Brasileira do IYPT 2006.
 
Equipe Brasileira do IYPT 2007.
Ano País Sede Classificação do Brasil Premiação Países Participantes País Vencedor
2004   Austrália 15 - 24   Polónia
2005   Suíça 7 Bronze 23   Alemanha
2006   Eslováquia 13 Bronze 24   Croácia
2007   Coreia do Sul 17 - 21   Austrália
2011   Irão 15 - 21   Coreia do Sul
2012   Alemanha 10 Bronze 28   Coreia do Sul
2013   Taiwan 7 Prata 26   Coreia do Sul
2014   Inglaterra 18 - 28   Singapura
2015   Tailândia 5 Prata 27   Singapura
2016   Rússia 14 Bronze 29   Singapura
2017   Singapura 8 Prata 30   Singapura
2018   China 5 Prata 32   Singapura
2019   Polónia 6 Prata 36   Singapura

Delegações brasileiras[5]Editar

2004 - Brisbane, Austrália:

  • Aron Heleodoro
  • Diogo Rodrigues Bercito
  • Emanuelle Roberta da Silva
  • Luiza Almeida Aoki
  • Victor de Andrade Lazarte
  • Líderes: Ronaldo Fogo e Rui Christofoletti

2005 - Winterthur, Suíça:

  • Daniel Nogueira Meirelles de Souza
  • Diogo Rodrigues Bercito
  • Emanuelle Roberta da Silva
  • Juliana Ogassavara
  • Marcelo Puppo Bigarella
  • Líderes: Ronaldo Fogo e Sérgio Motta

2006 - Bratislava, Eslováquia:

  • Daniel Fernando Pinto
  • Felipe Vignon de Castro Rios
  • Luciano Xavier Pereira
  • Marcos Cardoso Ramos
  • Pedro Lisbao
  • Líderes: Ronaldo Fogo e Sérgio Motta

2007 - Seul, Coreia do Sul:

  • Caio Costa Perona
  • Camilla Matias Morais
  • Diego Peres Alonso
  • Kenji Ahualle Horimoto
  • Luis Gustavo Costa Velani
  • Líderes: Ricardo Godoy e Wagih Rassi

2011 - Teerã, Irão:

  • Bárbara Cruvinel Santiago
  • Danilo Moreira Simões
  • Julliana dos Santos Frassei
  • Lucas Henrique Morais[6]
  • Mateus Braga de Carvalho
  • Líder: Victor Fujii Ando

2012 - Bad Saulgau, Alemanha:

  • Bárbara Cruvinel Santiago
  • Guilherme Ribeiro Moreira
  • Ibraim Rebouças
  • João Gabriel Faria e Miranda
  • Liara Guinsberg
  • Líderes: Thiago Serra e Rawlinson Ibiapina

2013 - Taipé, Taiwan:

  • Amanda Maria Marciano Leite Oliveira
  • Denise Sacramento Christovam
  • Gabriel Demetrius Bertoldo da Silva
  • Liara Guinsberg
  • Vitor Melo Rebelo

2014 - Shrewsbury, Inglaterra:

  • Beatriz Silveira de Arruda
  • Gabriel Demetrius Bertoldo da Silva
  • Giovani Hidalgo Ceotto
  • Leonardo Gushiken Yoshitake
  • Lucas Levy Alves de Moraes

2015 - Nakhon Ratchasima, Tailândia:

  • Diego Pinheiro de Moura
  • Felipe Gomes de Melo D’Elia
  • Matheus Henrique de Almeida Camacho
  • Thiago Ferreira Kalife
  • Thiago Ross-White Bergamaschi

2016 - Ecaterimburgo, Rússia

  • Lucas Prado Vilanova
  • Matheus Henrique de Almeida Camacho
  • Pedro Henrique de Sousa Lopes
  • Victor Hugo Miranda Pinto
  • Vitor Daisuke Tamae

2017 - Singapura

  • Matheus Laureano Nunes Barbosa
  • Roberto Mitsuaki Saito
  • Thomas Ross-White Bergamaschi
  • Tiago Mambrim Flora
  • Vitor Daisuke Tamae

2018 - Pequim, China

  • Bruno Caixeta Piazza
  • Gabriel Guerra Trigo
  • Guilhermo Cutrim Costa
  • Victor Cortez Crocia Barros
  • Vinicius de Alcântara Névoa

2019 - Varsóvia, Polónia[7]

  • Eduardo Slikta
  • Enzo Barbosa
  • Luã Santos
  • Vinicius Andreossi
  • Vinicius de Alcântara Névoa

CampeõesEditar

Primeiros colocados por ediçãoEditar

# Ano Sede
1º Colocado 2º Colocado 3º Colocado 4º Colocado
1 1988
Detalhes
 
Moscou
Resultado Desconhecido
Erro de citação: Elemento de fecho </ref> em falta para o elemento <ref>
2 1989
Detalhes
 
Moscou
 
Alemanha Ocidental
 
Bulgária
 
União Soviética
 
Holanda
3 1990
Detalhes
 
Moscou
 
União Soviética
 
Letônia
 
Holanda
 
Hungria
4 1991
Detalhes
 
Moscou
 
Hungria
 
União Soviética
 
Polônia
 
Holanda
5 1992
Detalhes
 
Protvino
 
Bielorrússia
 
Tchecoslováquia
 
Holanda
 
Rússia
6 1993
Detalhes
 
Protvino
 
Geórgia
 
Ucrânia
 
Hungria
 
República Tcheca
7 1994
Detalhes
 
Groningen
 
República Tcheca
 
Rússia
 
Geórgia
 
Bielorrússia
8 1995
Detalhes
 
Spała
 
Alemanha
 
República Tcheca
 
Hungria
 
Bielorrússia
9 1996
Detalhes
 
Tskqaltubo
 
República Tcheca
 
Geórgia
 
Alemanha
 
Rússia
10 1997
Detalhes
 
Cheb
 
República Tcheca
 
Hungria
 
Bielorrússia
 
Rússia
11 1998
Detalhes
 
Donaueschingen
 
República Tcheca
 
Alemanha
 
Polônia
 
Bielorrússia
12 1999
Detalhes
 
Viena
 
Alemanha
 
Geórgia
 
Áustria
 
Ucrânia
13 2000
Detalhes
 
Budapeste
 
Polônia
 
Alemanha
 
Rússia
 
Eslováquia
14 2001
Detalhes
 
Espoo
 
Eslováquia
 
Austrália
 
Alemanha
 
Áustria
15 2002
Detalhes
 
Odessa
 
Polônia
 
Bielorrússia
 
Alemanha
 
Eslováquia
16 2003
Detalhes
 
Uppsala
 
Alemanha
 
Coreia do Sul
 
Polônia
 
Eslováquia
17 2004
Detalhes
 
Brisbane
 
Polônia
 
Alemanha
 
Eslováquia
 
Rússia
18 2005
Detalhes
 
Winterthur
 
Alemanha
 
Bielorrússia
 
Estados Unidos
 
Austrália
19 2006
Detalhes
 
Bratislava
 
Croácia
 
Alemanha
 
Coreia do Sul
 
Austrália
20 2007
Detalhes
 
Seul
 
Austrália
 
Coreia do Sul
 
Nova Zelândia
 
Estados Unidos
21 2008
Detalhes
 
Trogir
 
Alemanha
 
Nova Zelândia
 
Croácia
 
Áustria
22 2009
Detalhes
 
Tianjin
 
Coreia do Sul
 
Austrália
 
Nova Zelândia
 
Singapura
23 2010
Detalhes
 
Viena
 
Singapura
 
Austrália
 
Nova Zelândia
 
Coreia do Sul
24 2011
Detalhes
 
Teerã
 
Coreia do Sul
 
Áustria
 
Alemanha
 
Taiwan
25 2012
Detalhes
 
Bad Saulgau
 
Coreia do Sul
 
Irã
 
Singapura
 
Bielorrússia
26 2013
Detalhes
 
Taiwan
 
Singapura
 
Coreia do Sul
 
Suíça
 
Polônia
27 2014
Detalhes
 
Shrewsbury
 
Singapura
 
Eslováquia
 
Polônia
 
China
28 2015
Detalhes
 
Nakhon Ratchasima
 
Singapura
 
Polônia
 
China
 
Eslováquia
29 2016
Detalhes
 
Yekaterimburgo
 
Singapura
 
Alemanha
 
Suíça
 
Taiwan
30 2017
Detalhes
 
Singapura
 
Singapura
 
Polônia
 
China
 
Hungria
31 2018  
Pequim
 
Singapura
 
Alemanha
 
China
 
Coreia do Sul
32 2019  
Varsóvia
 
Singapura
 
Alemanha
 
Suíça
 
China

Sedes e Vencedores do IYPTEditar

Ano País Sede Cidade Sede Medalha de Ouro Medalha de Prata
1 1988   União Soviética   Moscou ?? ??
2 1989   União Soviética   Moscou  Alemanha Ocidental e  Bulgária ??
3 1990   União Soviética   Moscou   União Soviética ??
4 1991   União Soviética   Moscou   Hungria ??
5 1992  Rússia   Protvino  Bielorrússia e  Tchecoslováquia   Países Baixos e   Rússia
6 1993   Rússia   Protvino   Geórgia   Ucrânia e   Hungria
7 1994   Países Baixos   Groningen   Chéquia e   Rússia   Geórgia
8 1995   Polónia Spała   Alemanha   Chéquia e   Hungria
9 1996   Geórgia   Tskqaltubo   Chéquia   Alemanha e   Georgia-2
10 1997   Chéquia   Cheb   Hungria e   Chéquia   Bielorrússia
11 1998   Alemanha   Donaueschingen   Chéquia   Alemanha e   Polónia
12 1999   Áustria   Viena   Alemanha   Geórgia e   Áustria
13 2000   Hungria   Budapeste   Polónia   Alemanha e   Rússia
14 2001   Finlândia   Espoo   Eslováquia   Austrália e   Alemanha
15 2002   Ucrânia   Odessa   Polónia   Bielorrússia e   Alemanha
16 2003   Suécia   Uppsala   Alemanha   Coreia do Sul e   Polónia
17 2004   Austrália   Brisbane   Polónia   Alemanha e   Eslováquia
18 2005   Suíça   Winterthur   Alemanha   Bielorrússia e   Estados Unidos
19 2006   Eslováquia   Bratislava   Croácia   Coreia do Sul e   Alemanha
20 2007   Coreia do Sul   Seul   Austrália   Coreia do Sul e   Nova Zelândia
21 2008   Croácia   Trogir   Alemanha   Croácia e   Nova Zelândia
22 2009   China   Tianjin   Coreia do Sul   Áustria e   Nova Zelândia
23 2010   Áustria   Viena   Singapura,   Áustria,   Nova Zelândia e   Coreia do Sul   Alemanha,   Taipé Chinesa,   Irão,   Austrália,   Eslováquia
24 2011   Irão   Teerã   Coreia do Sul,   Áustria,   Alemanha   Taipé Chinesa,   Irão,   Eslováquia,   Singapura
25 2012   Alemanha   Bad Saulgau   Coreia do Sul,   Irão,   Singapura   Bielorrússia,   Alemanha,   Taipé Chinesa,  Suíça,   Áustria
26 2013   Taipé Chinesa   Taipei   Singapura,   Coreia do Sul,   Suíça   Polónia,   Nova Zelândia,   Eslováquia,   Suécia,   Brasil
27 2014   Inglaterra   Shrewsbury   Singapura,   Eslováquia,   Polónia,   China   Coreia do Sul,   Nova Zelândia,   Taipé Chinesa,   Rússia,   Alemanha
28 2015   Tailândia   Nakhon Ratchasima   Singapura,   Polónia,   China   Eslováquia,   Brasil,   Bulgária,   Rússia,   Coreia do Sul
29 2016   Rússia   Ekaterinburg   Singapura,   Alemanha,   Suíça ,   Taipé Chinesa   Coreia do Sul,   Eslováquia,   Nova Zelândia,   China,   Hungria
30 2017   Singapura   Singapura   Singapura,   Polónia,   China,   Hungria   Nova Zelândia,   Alemanha,   Taipé Chinesa,   Brasil,   Chéquia
31 2018   China   Pequim   Singapura,   China,   Alemanha,   Coreia do Sul   Brasil,   Suécia,   Eslováquia,   Polónia,   Ucrânia
32 2019   Polónia   Varsóvia   Singapura,   Alemanha,   Suíça ,   China   Coreia do Sul,   Brasil,   Ucrânia,   Nova Zelândia,   Suécia


Por paísEditar

País Campeão Vice Terceiro Quarto
  Alemanha 6 (1989, 1995, 1999, 2003, 2005 e 2008) 4 (1998, 2000, 2004 e 2006) 4 (1996, 2001, 2002 e 2011) -
  Chéquia 1 4 (1994, 1996, 1997 e 1998) 2 (1992 e 1995) - 1 (1993)
  Singapura 4 (2010, 2013, 2014 e 2015) - 1 (2012) 1 (2009)
  Coreia do Sul 3 (2009, 2011 e 2012) 3 (2003, 2007 e 2013) 1 (2006) 1 (2010)
  Polónia 3 (2000, 2002 e 2004) 1 (2015) 4 (1991, 1998, 2003 e 2014) 1 (2013)
  Austrália 1 (2007) 3 (2001, 2009 e 2010) - 2 (2005 e 2006)
  Rússia 2 1 (1990) 2 (1991 e 1994) 2 (1989 e 2000) 4 (1992, 1996, 1997 e 2004)
  Bielorrússia 1 (1992) 2 (2002 e 2005) 1 (1997) 4 (1994, 1995, 1998 e 2012)
  Geórgia 1 (1993) 2 (1996 e 1999) 1 (1994) -
  Hungria 1 (1991) 1 (1997) 2 (1993 e 1995) 1 (1990)
  Eslováquia 1 (2001) 1 (2014) 1 (2004) 3 (2000, 2002 e 2003)
  Croácia 1 (2006) - 1 (2008) -
  Nova Zelândia - 1 (2008) 3 (2007, 2009 e 2010) -
  Áustria - 1 (2011) 1 (1999) 2 (2001 e 2008)
  Ucrânia - 1 (1993) - 1 (1999)
  Irão - 1 (2012) - -
  Letônia - 1 (1990) - -
  Bulgária - 1 (1989) - -
  Países Baixos - - 2 (1990 e 1992) 2 (1989 e 1991)
  China - - 1 (2015) 1 (2014)
  Estados Unidos - - 1 (2005) 1 (2007)
  Suíça - - 1 (2013) -
  Brasil - - - 1 (2015)
  Taiwan - - - 1 (2011)
1. Os resultados como Tchecoslováquia estão sendo incluídos.
2. Os resultados como União Soviética estão sendo incluídos.

Por ContinenteEditar

Confederação Títulos Vices 3º lugar 4º lugar
Europa 19 (1989, 1990, 1991, 1992, 1993, 1994, 1995, 1996, 1997, 1998, 1999, 2000, 2001, 2002, 2003, 2004, 2005, 2006 e 2008)
Ásia 6 (2009, 2010, 2011, 2012, 2013 e 2014)
Oceania 1 (2007)
América - - 1 (2005) 2 (2007 e 2015)
África - - - -


Referências


Ligações externasEditar