Torre de Lapela

(Redirecionado de Torre da Lapela)
Torre de Lapela
Torre de Lapela (6).jpg
Torre de Lapela, Portugal.
Mapa de Portugal - Distritos plain.png
Construção D. Afonso Henriques (Século XII)
Estilo gótico
Conservação
Homologação
(IGESPAR)
MN
(DL Despacho de 16 de Junho de 1910)
Aberto ao público Sim
Site IGESPAR71196

A Torre de Lapela, localiza-se junto ao rio Minho, na freguesia de Lapela, concelho de Monção, distrito de Viana do Castelo, em Portugal.

HistóriaEditar

É tudo o que resta do Castelo de Lapela, que estava situado a poucos quilómetros a jusante de Monção, castelo este que defendia o vau do Rio Minho.

O P. António Carvalho da Costa, Pinho Leal e José Augusto Vieira atribuem a sua fundação a Lourenço Gonçalvez de Abreu, um fidalgo muito principal, senhor do couto de Merufe, lugares de Sanfins, Lapela, Barbeita, Regalados e de outras terras do Alto Minho, pelo facto de este ter combatido na Batalha de Arcos de Valdevez ao lado de D. Afonso Henriques e de seu pai, Gonçalo Martins de Abreu, pensando-se que tenha sido encarregue por D. Afonso Henriques de erguer aquela fortificação, ficando a ser seu primeiro Alcaide-Mor.

A última campanha de obras conhecida data do reinado de D. Manuel, monarca que reforçou a estrutura e a entregou a Lopes Gomes de Abreu, senhor das fortificações do Alto Minho interior.

A partir daqui, a história deste castelo é a de uma progressiva destruição. Após a restauração da Independência portuguesa, em 1640, e até aos inícios do século XVIII, a reformulação da praça de Monção obrigou à integração de muita pedra. Junto ao rio, comunicando facilmente com a actual sede de concelho, nada mais fácil que desmantelar-se o velho castelo medieval de Lapela, em benefício de uma vizinha fortaleza moderna e apta a responder às exigências da guerra.

O restauro parcial da estrutura aconteceu em 1940, no contexto das comemorações nacionalistas do Estado Novo. A torre foi objecto de um restauro selectivo, de impacto cenográfico - como se comprova pela feitura de novas ameias - mas que descurou o estudo do local e da área envolvente.

Em 2016 foi reabilitada com a restauração da torre de menagem, a beneficiação do pavimento envolvente e a valorização dos canastros existentes. Abriu ao público em 27 de maio de 2016 como núcleo museológico da torre da Lapela.

CaracterísticasEditar

Em aparelho de pedra, apresenta planta quadrangular com cerca de 10 metros de lado e 35 metros de altura. As suas paredes têm três metros de espessura.

Tem uma única entrada na fachada Norte a cerca de 6 metros acima do solo encimada com o brasão das armas do Reino de Portugal.

Referências

Ligações externasEditar

 
O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Torre de Lapela


  Este artigo sobre Património de Portugal é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.