Abrir menu principal

Torrozelo

localidade e antiga freguesia de Portugal
Portugal Torroselo 
  Freguesia portuguesa extinta  
Gentílico Torroselense
Localização
Concelho primitivo Seia
História
Extinção 28 de janeiro de 2013
Características geográficas
Área total 4,97 km²
Outras informações
Orago Nossa Senhora do Rosário

Torroselo é uma antiga freguesia portuguesa do concelho de Seia, na província da Beira Alta, região do Centro e sub-região da Serra da Estrela, com 4,97 km² de área e 481 habitantes (2011). A sua densidade populacional era 96,8 hab/km².

Foi extinta e agregada à freguesia de Folhadosa, criando a União das freguesias de Torrozelo e Folhadosa.

HistóriaEditar

Torroselo foi uma freguesia de Seia, diocese e distrito da Guarda. Durante centenas de anos, teve a categoria de vila e sede de concelho, funcionando a câmara da vila Torroselo.

Data de 1150 a primeira vez que esta localidade é mencionada num documento. Há também em arquivo uma carta de foral dada a Torroselo, nos fins do século XII, por D. João Teotónio, prior do mosteiro de Santo Cruz de Coimbra. Torroselo obteve foral outorgado por D. Manuel I em 15 de Maio do ano de 1514.

A partir do reinado de D. Manuel I, a freguesia de Torroselo passou a ter justiças próprias, pois já no século XIX a câmara de Torroselo era constituída por um juiz ordinário do civil, um vereador e um procurador.

PopulaçãoEditar

População da freguesia de Torrozelo [1]
1864 1878 1890 1900 1911 1920 1930 1940 1950 1960 1970 1981 1991 2001 2011
757 761 815 805 790 770 667 842 772 734 717 625 618 528 481

PatrimónioEditar

Torroselo foi uma freguesia que desfruta de vários centros históricos, como por exemplo a Fonte dos mouros, onde também existe um Pelourinho e o Cruzeiro inaugurado em 1941, tratando-se de um padrão comemorativo do centenário da Fundação e da Restauração de Portugal.

A actual igreja paroquial tem como orago Nossa Senhora do Rosário, com várias datas gravadas em granito desde a era de 1559, 1751 a 1850. Existem ainda algumas capelas, como a de S. João, situada no topo norte da povoação.
A capela de S. Bento é onde todos os anos se realiza a tradicional festa religiosa na 2ª Feira de Páscoa. A capela de Nossa Senhora de Fátima, erguida no bairro da Cruz-Alta, e outra ainda, particular, da casa dos Abranches, também dita casa ou solar de Torrozelo, que foi do Dr. José Maria da Costa Brandão, seu descendente. Esta casa foi fundada nos finais do século XV por Fernando Lourenço de Abranches, que depois de viúvo se ordenou, licenciou em Cânones e foi vigário-geral do bispado de Viseu e primeiro arcipreste e cónego da Sé de Viseu. Os seus descendentes, Abranches, senhores desta casa, mantiveram sempre na família o cargo de capitão-mor de Toroselo, bem assim como das restantes seis vilas da Universidade de Coimbra (Santa Marinha, Lagares, Vila Nova de Oliveirinha, Ervedal e Percelada). Torroselo teve cadeia, onde outrora, provavelmente, funcionaram os serviços municipais, depois a escola primária e já mais tarde a casa de ensaios da actual banda Torroselense estrela D'alva.

ColectividadesEditar

A Filarmónica de Torroselo foi fundada em Fevereiro de 1908 por um grupo, mais concretamente pelo relojoeiro, João Batista Domingos. O grupo Torroselense estrela D'alva, foi fundado em meados de 1924. Mais tarde este grupo também se designou por liga e grémio.Registam-se duas inaugurações muito marcantes em Torroselo: a luz eléctrica em 14 de Julho de 1935 e a casa paroquial em Agosto de 1965. Ao longo de muitos anos e ainda hoje eventualmente, Torroselo sempre se destacou com pessoas de bem e carácter social. Recordamos o Padre Luís Alves de Campos, o seu irmão Padre José Maria Alves de Campos, o Dr. José de Abranches Homem da Costa Brandão, fidalgo da Casa Real, deputado às Cortes pelo concelho de Seia (1879-1881), presidente da Câmara de Seia e senhor da antedita casa de Torrozelo, seu sobrinho materno e herdeiro da dita casa o Dr. José Maria de Albuquerque da Costa Brandão, que foi juiz na Relação de Coimbra, o Eng.† Alfredo Vaz Pinto, que desempenhou elevadas funções a nível nacional, como ministro de Estado. O capitão António Costa, foi militar em África e em Moçambique, participou na campanha contra gungunhana. Alberto Fontes, foi um dinâmico proprietário agrícola. Criou em Torroselo várias indústrias relacionadas com a agricultura, foi premiado na exposição agricula da Real Tapada da Ajuda com a medalha de ouro e honra nacional. O Coronel José Joaquim Mendes Leal, professor da escola do Exército, formado em direito, director do Instituto Superior do Comércio e Economia, tendo sido ainda governador civil da cidade da Guarda e Viseu, presidente da câmara dos deputados e do concelho de estado do rei D. Carlos I.

Outra importante pessoa foi Maria Joana Mendes Leal, muito ligada a várias organizações católicas, possuidora de uma vasta cultura e veia literária. Foi um notável conferencista e directora da revista Menina e Moça. Escreveu vários livros, como por exemplo S. João de Brito, o Santo Padre Cruz, Obra das Mães, etc. Foi presidente nacional da Obra de Protecção á Rapariga, tendo tido várias condecorações. O Eng.† José Mendes Leal formado em engenharia mecânica e professor catedrático no Instituto Superior Técnico. Francisco Mendes Póvoas, grande amigo de Torroselo, foi redactor principal do jornal Estrela D'alva, tendo sido um dos fundadores do grupo Torroselense Estrela D'alva e escrito várias obras de grande carácter cultural e humano.O coronel Joaquim Mendes Moreira Sacadura, durante a sua longa carreira militar, desempenhou várias funções, entre as quais, a de comandante da Escola Pratica de Artilharia em Vendas Novas, foi ainda, professor de matemática no Colégio Luís de Camões, em Coimbra. Outros nomes ficaram ligados a história e vida da freguesia de Torroselo.

Festas e RomariasEditar

  • São Bento - Segunda-feira de Páscoa
  • Festa das Papas - segundo Domingo de Maio
  • Santo António - segundo domingo de Junho

PatrimónioEditar

Antiga Junta de FreguesiaEditar

Rua João Freixo, 7 6270- 555 TORROSELO Telefone e Fax: 238 902 317 Horário: 5ª feira: 17h às 24h

Executivo Presidente: António Miguel Ferreira Sousa

CuriosidadeEditar

Em Torroselo foi filmado o primeiro filme de terror português Coisa Ruim em 2006.[2]

Referências

  Este artigo sobre freguesias portuguesas é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.