Abrir menu principal
Townsend Bell
Townsend Bell - 2015 500 Festival Parade - Stierch.jpg
Bell antes do da Indy 500 de 2015.
Informações pessoais
Nome completo Townsend Bell
Nacionalidade Estados Unidos Norte-americano
Nascimento 19 de abril de 1975 (44 anos)
Registros na IndyCar Series
Temporadas 2004-2006, 2008-2016
Equipes 5 (Panther, Vision Racing, Dreyer & Reinbold,
KV Racing, Sam Schmidt)
Corridas 26
Vitórias 0
Pódios 0
Pole positions 0
Primeira corrida Estados Unidos GP do Kansas, 2004
Última corrida Estados Unidos 500 Milhas de Indianápolis de 2016
Registros na Champ Car
Temporadas 2001-2002
Equipes 1 (Patrick Racing)
Corridas 11
Vitórias 0
Pódios 0
Pole positions 0
Primeira corrida Alemanha GP de Lausitzring, 2001
Última corrida Estados Unidos GP de Cleveland, 2002

Townsend Bell (São Francisco, 19 de abril de 1975) é um piloto estadunidense de corridas automobilísticas.

Índice

CarreiraEditar

Bell despontou relativamente tarde para o automobilismo: foi em 1999, aos 24 anos, quando correu na Barber Dodge Pro Series.

Entre 2000 e 2001, competiu na Indy Lights, conquistando o título da categoria neste último ano, e ainda teve sua primeira chance na CART (mais tarde, Champ Car), pilotando o carro #19. Sua estreia aconteceu no GP de Lausitzring, primeira prova da CART na Europa e que ficou marcado pelo violento acidente que causou amputamento das pernas do italiano Alessandro Zanardi. Seu primeiro ponto veio na corrida seguinte, em Rockingham.

Foi o suficiente para a Patrick efetivá-lo como titular em 2002, no lugar do brasileiro Roberto Pupo Moreno. Na etapa de Portland, chegou em quarto lugar, seu melhor resultado na categoria. A desclassificação no GP de Toronto foi o estopim para sua demissão, ocorrida após o GP de Cleveland, onde abandonou depois de bater com o brasileiro Bruno Junqueira. Seu lugar foi ocupado pelo espanhol Oriol Servià até o final da temporada.

Fórmula 3000Editar

Em 2003, Bell, sem chances na CART, decide competir na Fórmula 3000 pela equipe Arden International. Tendo como companheiro de escuderia o sueco Björn Wirdheim (campeão naquele ano), o americano fechou sua única temporada na F-3000 em nono lugar, com um terceiro lugar no GP da Hungria como melhor resultado.

No mesmo ano, fez testes com BAR e Jaguar na Fórmula 1, mas não foi bem-sucedido. Estes foram os primeiros (e únicos) contatos do norte-americano com carros da principal categoria do automobilismo.

IRLEditar

 
Bell durante as 500 Milhas de Indianápolis de 2006. Naquela edição, competiu pela Vision Racing.

Após a passagem pela Fórmula 3000, Bell volta ao seu país para disputar a IndyCar Series (na época, IRL), pela equipe Panther, entrando no lugar de Mark Taylor, que estava lesionado após sofrer um acidente nas 500 Milhas de Indianápolis, corrida a qual Bell esteve presente em sete oportunidades. Fez ainda outra corrida (GP de Michigan) pela mesma Panther em 2005.

A partir de 2006, fez raras participações em outras corridas, uma vez que sua prioridade era a participação na Indy 500 (representando as equipes Vision Racing, Dreyer & Reinbold, KV Racing e Sam Schmidt), onde teve como melhor resultado um quarto lugar na edição de 2009, pela KV.

Em 2013, aos 38 anos, voltaria à Panther para tentar disputar sua sétima Indy 500. Classificado em vigésimo-segundo lugar, terminou em vigésimo-sétimo na prova vencida pelo brasileiro Tony Kanaan.

ALMSEditar

Em 2012, Bell correu na American Le Mans Series com um Lotus Evora GTE inscrito pela Alex Job Racing. Além de seguir com sua carreira de piloto, ele também é comentarista esportivo da NBC com Wally Dallenbach, Jr. e Leigh Diffey.

Vida pessoalEditar

Atualmente, Townsend Bell encontra-se casado com a atriz Heather Campbell.

Ligações externasEditar

  Este artigo sobre um(a) automobilista, integrado ao Projeto Automobilismo, é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.