Transformismo (política)

Charge da revista L'Asino representando a política do transformismo, em que o primeiro-ministro italiano Giovanni Giolitti aparece como um político de duas faces, fazendo promessas à direita e à esquerda.

Transformismo (em italiano: Trasformismo) refere-se ao método de se fazer uma coalizão de poder centrista flexível que isolava os extremos da esquerda e da direita na política italiana após a unificação do país e antes da ascensão de Benito Mussolini.

OrigemEditar

O processo foi iniciado por Agostino Depretis, primeiro-ministro italiano em 1883, que era membro da esquerda constitucional. Ele reformulou seu governo para incluir os conservadores de Marco Minghetti, com o objetivo de garantir um governo estável, que evitasse enfraquecer as instituições por mudanças extremas à esquerda ou à direita.[1]

O transformismo alimentou os debates de que o sistema parlamentar italiano era fraco e que, de fato, fracassara. Em última análise, tornou-se associado à corrupção e à oligarquia, sendo percebido como o sacrifício de princípios e políticas em prol de ganhos de curto prazo.

O sistema do transformismo criava uma enorme lacuna entre a Itália "legal" (parlamentar e política) e a Itália "real", onde os políticos se tornavam cada vez mais isolados. Este sistema não trouxe vantagens para a população em geral, pois o analfabetismo permaneceu generalizado e as políticas econômicas eram consideradas atrasadas, impedindo que as áreas carentes do país se desenvolvessem.

Referências

  1. Themelize.me. «La dittatura parlamentare di Giolitti». www.tesionline.it (em italiano). Consultado em 28 de agosto de 2018 

BibliografiaEditar

  • 2009. (in Italian) Nico Perrone, L’inventore del trasformismo. Liborio Romano, strumento di Cavour per la conquista di Napoli (The Inventor of Political Shifting. Liborio Romano, Cavour's Instrument for the Conquest of Naples), Soveria Mannelli, Rubbettino Editore ISBN 978-88-498-2496-4
  • FERNANDES, Renato César Ferreira. Oligarquia e Transformismo. UNICAMP. Campinas, 2011.