Transilvânia do Norte

Transilvânia do Norte (em romeno: Transilvania de Nord, em húngaro: Észak-Erdély) foi a região do Reino da Romênia que durante a Segunda Guerra Mundial, como consequência do acordo territorial conhecido como Segunda Arbitragem de Viena, tornou-se parte do Reino da Hungria. Com uma área de 43 104 km2 (16 643 milhas quadradas),[4] sua população era em grande parte composta tanto por romenos como de húngaros. Após a Segunda Guerra Mundial, os Tratados de paz de Paris retornaram a Transilvânia do Norte para a Romênia.

A Magyar Szent Koronához
visszacsatolt keleti és erdélyi terület
[1]

Transilvânia do Norte

Território da Hungria

Flag of Romania.svg
1940 — 1944 
Flag of Romania.svg
Bandeira
 
Escudo
Bandeira Escudo
Hungary in 1941 with territories annexed in 1938-1941.png
Atualmente parte de  Romênia

Forma de governo Militar, mais tarde administração civil

Período histórico Segunda Guerra Mundial
• 30 de agosto de 1940  Segunda Arbitragem de Viena
• 5–13 de setembro de 1940  Ocupação
• 11 de setembro de 1940[2]  Administração militar
• 8 de outubro de 1940[3]  Anexação
• 26 de novembro de 1940[2]  Administração civil
• 26 de agosto a 25 de outubro de 1944  Batalha pela Transilvânia
• 10 de fevereiro de 1947  Tratado de paz de Paris

Referências

  • Este artigo foi inicialmente traduzido, total ou parcialmente, do artigo da Wikipédia em inglês, cujo título é «Northern Transylvania».