Abrir menu principal

Transportes Campo Grande

Broom icon.svg
As referências deste artigo necessitam de formatação (desde julho de 2015). Por favor, utilize fontes apropriadas contendo referência ao título, autor, data e fonte de publicação do trabalho para que o artigo permaneça verificável no futuro.
Question book-4.svg
Esta página ou secção cita fontes confiáveis e independentes, mas que não cobrem todo o conteúdo, o que compromete a verificabilidade (desde julho de 2015). Por favor, insira mais referências no texto. Material sem fontes poderá ser removido.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
Transportes Campo Grande (D 53500)
TCG logo.jpg
Privada
Fundação 1960
Sede Av. Santa Cruz 7825, Senador Camará RJ - 2404 1808
Empregados Aprox.700
Produtos Transporte urbano de Passageiro

Transportes Campo Grande é uma empresa brasileira de transporte coletivo urbano sediada no Rio de Janeiro, ligando, principalmente, os bairros de Bangu, Padre Miguel e Realengo ao Centro da Cidade.

Apesar do nome Campo Grande, a empresa tem seu foco atuante nos entornos de Bangu.

HistóriaEditar

Relatos antigos revelam que inicialmente a TCG atuava como lotação e possuía outro nome. Com a reformulação de 1962, a empresa tornou-se Viação Campo Grande.

Foi em meados dos anos 1960 que houve um acordo entre a então (Viação) Campo Grande e a Transportes Oriental para que a empresa assumisse a concessão de duas linhas para o Centro.

Nos anos 80, a empresa expandiu-se ao incorporar-se à Viação Santa Sofia, passando a se chamar Transportes Campo Grande.

A última forma nos anos 1980 deixou o domínio setorial assim: A Viação Santa Sofia ficou com as áreas de Santa Cruz a Campo Grande e a TCG com as áreas de Senador Camará à Vila Militar.

Entretanto, o subúrbio da Zona Norte, Grande Méier e Grande Tijuca não teve qualquer afinidade à operação da TCG, com isso houve uma cisão que teve como resultado, a criação da Viação Penha Rio em 1999. Recentemente, houve pela 1ª vez, um ranking elaborado pela SMTR com o objetivo de apontar as melhores e piores empresas de ônibus no município do Rio, e a Penha Rio foi considerada a melhor empresa, ou pelo menos com menor n° de reclamações.

De acordo com ranking elaborado pela Secretaria Municipal de Transportes, divulgado em 10 de março de 2010[carece de fontes?], a Campo Grande é considerada a quarta pior empresa de ônibus do município, com 30,24 pontos, acima do ponto de corte de 13,69 pontos.

No 23 de março de 2010 a Transportes Campo Grande repassou a operação de uma linha para a Auto Viação Bangu devido à várias reclamações sobre sua má operação na linha. Neste período ela se encontrava com problemas de má conservação de sua frota e irregularidades na operação de suas linhas, razão pela qual ficou entre as piores empresas do Rio juntamente com a Breda Rio e a Oeste em pesquisa realizada pela prefeitura do Rio na época. Ainda neste ano a Transportes Campo Grande passou a atuar dentro do Consórcio Santa Cruz.

Em maio de 2010, era apontada como a segunda empresa com maior número de violações ao Direito do Consumidor.[1]


Referências