Abrir menu principal

Trastamiro Moniz de Ribadouro

Trastamiro Moniz de Ribadouro
Rico-homem/Senhor
Cônjuge Boa Gonçalves
Descendência Gonçalo Trastamires
Monio Trastamires
Ermesinda Trastamires
Elvira Trastamires
Emiso Trastamires
Dinastia Ribadouro
Nome completo
Trastamiro Moniz de Riba Douro
Nascimento Antes de 1081
Morte Antes de 1113
Pai Monio Viegas II de Ribadouro
Mãe Unisco Trastamires da Maia
Religião Catolicismo romano

Trastamiro Moniz de Ribadouro (antes de 1081 - antes de 1113) foi um nobre medieval do Condado Portucalense.

BiografiaEditar

Trastamiro era filho de Monio Viegas II de Ribadouro[1], irmão do então senhor de Ribadouro e chefe da família , Ermígio Viegas I de Ribadouro. A sua mãe, Unisco Trastamires, é de origem incerta.

De herança paterna, recebeu várias propriedades nas regiões de Paiva (Picotas, Sardoura), Benviver (Eiras, Ladoeiro, Meixide, Paços de Gaiolo), Baião (Agrelos), Sanfins (Ventosela), entre outras[2].

Trastamiro e os seus irmãos eram provavelmente padroeiros do Mosteiro de Pendorada, fundado pelo seu pai e pelo tio, e que se comprova por um documento de 1123 onde se refere que o padroado do mosteiro é dos descendentes de Monio Viegas e Ermigio Viegas[3]. Além disso parece surgir também, em 1092, como padroeiro do Mosteiro de Santo Tirso, como Trastemiro Nunes[4].

Em 1090, fez testamento, no qual doou ao cenóbio de Pendorada alguns dos seus bens em Vimieiro e Canelas (em Penafiel), e Pedorido (em Paiva), Moldes (Arouca) e em Riba de Ave[2]. Sabe-se que Trastamiro faleceu antes de 1113, pois nesse ano a sua esposa surge na documentação como viúva, e continuará a fazê-lo até 1120[4].

Casamento e descendênciaEditar

Da sua esposa, Boa Gonçalves[3][4][5], Egas teve a seguinte descendênciaː

Referências

BibliografiaEditar