Tratado de Alcoutim

O Tratado de Alcoutim, referido à época como as Pazes de Alcoutim, foi celebrado em 31 de Março de 1371, em Alcoutim, entre os reis D. Fernando (1367-1383) e D. Henrique II de Castela.

Pelas suas cláusulas, o soberano de Portugal comprometia-se a manter boas relações com o rei de França.

Para além da paz, estipulava o casamento do rei português com D. Leonor de Castela filha do rei castelhano.[1]

O tratado foi confirmado no mesmo ano em Toro, onde o juraram os reis, os nobres e os prelados de Castela.

No ano seguinte foi celebrado um novo acordo, o Tratado de Tui (1372), que modificava as condições propostas em Alcoutim. Nomeadamente, desobrigando o referido compromisso de casamento e estabelecia-se de novo a fronteira anterior ao Tratado de Alcoutim.[2]

Ver tambémEditar

Referências

Ligações externasEditar

  Este artigo sobre história ou um(a) historiador(a) é um esboço relacionado ao projeto História. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.