O Tratado de Elvas foi um tratado de paz assinado, em 9 de agosto de 1382, no reinado de Fernando I de Portugal que pôs termo à terceira guerra fernandina entre Portugal e Castela.

O antipapa Clemente VII enviou uma embaixada presidida por Pedro de Luna, mais tarde antipapa Bento XIII, para encontrar uma solução para a crise. As negociações, iniciadas secretamente por causa dos ingleses, aliados dos portugueses, foram conduzidas por Pero Sarmento e Pero Fernandez de Vellasco por parte do Rei de Castela, e por Álvaro Peres de Castro e Gonçalo Vasques de Azevedo por parte do soberano português.

Uma das cláusulas era que a Infanta D. Beatriz casaria com o infante D. D. João

FonteEditar