Abrir menu principal
Tratado de Malmo
Malmö recess
Malmöhusgardet 2013-1.jpg
A Guarda de Malmo em uniforme da época
Tipo de tratado Paz
Assinado 1524
Local Malmo
Signatários Gustavo Vasa rei da Suécia e Frederico I rei da Dinamarca e Noruega.
Partes Suécia e Dinamarca-Noruega
Os signatários do Tratado de Malmö em 1524 - Gustavo I da Suécia e Frederico I da Dinamarca.

O Tratado de Malmo foi assinado em 1 de setembro de 1524 na cidade dinamarquesa de Malmo entre a Suécia e a Dinamarca, por mediação da Cidade Livre de Lubeque. Por este entendimento foi oficialmente posto fim à Guerra de Libertação da Suécia.[1]

Os signatários do tratado foram o rei Gustavo Vasa da Suécia e o rei Frederico I do Reino da Dinamarca e Noruega. [2][3]

ConsequênciasEditar

O Tratado de Malmo sancionou a independência do Reino da Suécia e o fim da União de Calmar, constituída pela Dinamarca, Noruega e Suécia. Devido à delegação sueca não ter chegado a tempo, não ficou resolvida a questão das pretensões suecas sobre Blekinge, Gotlândia e Bohuslän.[4][1]

Referências

  1. a b Hadenius, Stig; Torbjörn Nilsson, Gunnar Åselius (1996). «Malmö recess». Sveriges historia (História da Suécia). Vad varje svensk bör veta (O que todos os suecos devem saber) (em sueco). Estocolmo: Bonnier Alba. p. 117. 447 páginas. ISBN 91-34-51784-7 
  2. Nina Ringbom. «Befrielsekriget 1521 - 1523» (em sueco). Historiesajten 
  3. Lars-Olof Larsson. «Malmö recess» (em sueco). Enciclopédia Nacional Sueca 
  4. Bo Gentili. «Malmö recess 1524» (em sueco). Malmö stad 

FontesEditar