Abrir menu principal

Trem Desportivo Clube

Trem Desportivo Clube (conhecido apenas por Trem e cujo acrônimo é TDC) é um clube Multidesportivo brasileiro, destacando-se no futebol e sediada na cidade de Macapá.

Trem
TremDC.png
Nome Trem Desportivo Clube
Alcunhas Locomotiva
Pentacampeão do Copão da Amazônia
Rubro-negro amapaense
Mascote Maquinista
Principal rival Ypiranga
Fundação 1 de janeiro de 1947 (72 anos)
Estádio Zerão
Capacidade 13.680 pessoas
Localização Macapá, Brasil
Presidente Socorro Marinho
Treinador Sandro Macapá
Patrocinador Mirella
Armazém Brasil
Trigolino
Supermercados Santa Lúcia
Domestilar
Companhia Docas de Santana
Mercantil Bom Preço
Competição Campeonato Amapaense
Copa Verde
Website tremdesportivoclube.com
Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
Uniforme
titular
Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
Uniforme
alternativo
editar

HistóriaEditar

O clube foi fundado em 1 de janeiro de 1947, sendo seus principais fundadores os ferroviários Bellarmino Paraense de Barros, Benedito Malcher, os irmãos Osmar e Arthur Marinho, Walter e José Banhos, além de outros.

Tendo sua sede situada num dos mais importantes bairros de Macapá, o Trem Desportivo Clube já foi por cinco vezes campeão regional amapaense. Possui um invejável histórico no velho Copão da Amazônia. Foi pentacampeão de 1985 a 1989.

O diferenciado nome do clube nada mais é do que uma homenagem ao bairro onde foi fundado e a profissão exercida por seus fundadores, todos eles ferroviários. Este, por sua vez , recebeu o nome no início do século XIX. Naquela época, foram encontrados na Avenida Feliciano Coelho de Carvalho vestígios de alguns trilhos de trem, que possivelmente serviram como meio de transporte do material para a construção da cidade.

O Trem já foi por 5 vezes campeão amapaense e possui um ótimo histórico na antiga Torneio da Integração da Amazônia ou Copão da Amazônia, onde o time foi pentacampeão de 1985 a 1990. O Torneio Integração da Amazônia foi uma das antigas competições regionais disputadas no Brasil. Era composto por participantes dos estados do Acre, Amapá, Rondônia e Roraima. O Trem é o clube que mais vezes foi campeão entre todos os Estados com 5 títulos e em segundo lugar o Rio Branco-AC com 3.

No profissionalismo, o Trem passou a enfrentar diversas dificuldades. Afastado de 1994 a 1999, o clube ensaiou a possibilidade do seu retorno ao futebol profissional em 2001, mas preferiu esperar um pouco mais e continuou trabalhando no seu projeto de restauração do clube.

O clube nos dias de hojeEditar

Atualmente, o clube do Trem é o mais bem estruturado do estado do Amapá. Em um acordo com o governo do Estado, restaurou o seu ginásio poliesportivo, que além da quadra para a prática de esportes, possui dormitório para os atletas. A sede campestre também sofreu reformas e está em condições para uso. É nela que os jogadores de futebol do clube treinam, quando estão em atividade. No ano de 2011, a "Locomotiva" pretende inaugurar o seu estádio e assim se tornar o único clube do Amapá com estádio próprio.

No ano de 2007, o Trem conseguiu sagrar-se campeão estadual profissional, depois de mais de 20 anos sem levantar a taça e em 2010 tornou-se bi-campeão do campeonato profissional vencendo os dois turnos sob o comando da presidente Socorro Marinho e do técnico Roberto Foguetinho. Em 2011, a Locomotiva levantou mais um caneco tornando-se tricampeã do futebol profissional amapaense novamente com Socorro Marinho e com o técnico Fran Costa.

Socorro Marinho tem adotado uma política de valorização das categorias de base para que os jogadores formados no Trem sejam aproveitados no profissional, além de priorizar contratações de jogadores que residam no Estado do Amapá.

Histórico em competições oficiaisEditar

  • Torneio Integração da Amazônia: 2003 (vice-campeão).
  • Copa do Brasil:
  • 1993 (primeira fase: Trem 0 x 5 Remo-PA/ Remo-PA 2 x 0 Trem) - Colocação final: 31º colocado (32 clubes);
  • 2008 (primeira fase: Trem 0 x 0 Paraná/ Paraná 4 x 0 Trem) - Colocação final: 50º clocado (64 clubes);
  • 2011 (primeira fase: Trem 2 x 1 Náutico-PE/ Náutico-PE 6 x 0 Trem) Colocação final: 40º clocado (64 clubes);
  • 2012 (primeira fase: Trem 0 x 5 ABC). Colocação final: 63º colocado (64 clubes);
  • Campeonato Brasileiro Série C:
  • 2004 (primeira fase: Roraima 1 x 1 Trem/ Trem 0 x 0 Roraima - segunda fase: Trem 0 x 1 G. Coariense - AM/ G. Coariense - AM 3 x 2 Trem) - Colocação final: 31º colocado (60 clubes).
  • Campeonato Brasileiro Série D:
  • 2011 (primeira fase: Trem 2 x 1 Independente-PA/ Sampaio Corrêa-MA 5 x 0 Trem/ Trem 2 x 0 São Raimundo/ Comercial-PI 1 x 0 Trem/ Trem 1 x 1 Comercial/ São Raimundo-PA 2 x 2 Trem/ Trem 1 x 0 Sampaio Corrêa-MA/ Independente-PA 1 x 0 Trem) - Colocação final: 23º colocado (40 clubes)
  • 2012.

Fonte: http://www.bolanaarea.com

Craques da LocomotivaEditar

* Alguns deles: Aristeu Lemos Barbosa (Perivaldo), Mário Sérgio, Roberto Foguetinho, Vítor Jaime, Jaime Mota Sawmir, Miranda (O trator), Maneca, João Oliveira, Nerivaldo, Valter Vieira, Dida, Diego Ratinho, Demir, Lessandro, Max Jarí, Rubran, Paulo Bata e tantos outros que fizeram a Locomotiva brilhar.

Os CampeõesEditar

  • Campeão do Copão da Amazônia 1988: Vítor Jaime, Neirivaldo, Dida, Fábio, Valter Vieira, Maneca, Sabino, Ananísio, Mário Sérgio, Miranda, Swamir, Viana Neto. Técnico: Temica.
  • Campeão Amapaense 2007: Diego Ratinho, Zé Carlos, Lessandro, Demir, Marclécio, Patrick, Waldiney, Pretão, João Paulo, Miro, Filho, Cametá, Edikleber, Leandrinho, Paulinho, Jeférson, Jean e Marquinhos. Presidente Emanuel e Técnico Vítor Jaime.
  • Campeão Amapaense 2010: Max Jari, Rubran, Paulo Batata, Lessandro, Pretão, Remerson, Rô, Aranha, Miro, Paulinho Mclaren, Armando, Tocantis, Renan, Serginho, Jorge, Cléber, Pin, Pixote e Betinho. Presidente Socorro Marinho e Técnico Roberto Foguetinho.
  • Campeão Amapaense 2011: Diego Ratinho, Max Jari, Rubran, Paulo Batata, Diogo Piraca, Diego Maclarem, Betinho, Evandro, Américo, Tonhão, Souza, Leandrinho, Leandro Mineiro, Romeu, Del Curuçá, Tales, Geovani, Ronaldão. Presidente Socorro Marinho e Técnico Fran Costa.
  • Torneio Vargas Neto 1951[1]

Jogos históricosEditar

  • Amapazão 2004: Trem 4 x 0 Cristal/ Trem 7 x 2 Santos.
  • Amapazão 2005: Trem 5 x 2 São José.
  • Amapazão 2006: Trem 3 x 0 Ypiranga.
  • Amapazão 2007: Trem 6 x 1 Santos/ Trem 3 x 1 São José (Trem campeão do 1º turno).
  • Amapazão 2008: Trem 6 x 0 Macapá/ Trem 7 x 2 Santos.
  • Amapazão 2009: Trem 5 x 0 Santos.
  • Amapazão 2010: Trem 4 x 1 São Paulo.
  • Amapazão 2011: Trem 4 x 3 Ypiranga (Nos pênaltis. Trem campeão do 2º turno)/ Trem 4 x 2 Santos (Nos pênaltis. Trem conquista o Estadual de 2011).
  • Copa do Brasil 2011, jogo de ida, o Trem Desportivo Clube venceu o Náutico (PE), série B, pelo placar de 2 a 1, com gols de Lessandro e Ari no Estádio Glicério de Souza Marques.
  • Campeonato Brasileiro da Série D 2011, o Trem venceu o Independente Tucuruí (Campeão Paraense), pelo placar de 2 a 1, com gols de Mocajuba e Max Jari, no Estádio Glicério de Souza Marques.
  • Campeonato Brasileiro da Série D 2011, o Trem venceu o São Raimundo-PA, pelo placar de 2 a 0, com dois gols de Max Jari, no Estádio Glicério de Souza Marques.

TítulosEditar

RegionaisEditar

EstaduaisEditar

Outras conquistasEditar

Categorias de baseEditar

  • Campeonato Amapaense:
  • No Sub-20 - campeão (2003, 2005,2006 , 2016 , 2018 e 2019) e vice-campeão (2007, 2011 , 2015 e 2017).
  • No Sub-18 - campeão (2008) e vice-campeão (2009 e 2010).
  • No Sub-15 - campeão (2009).
  • No sub-13 - vice campeão (2011)
  • O Trem Desportivo Clube tem se apresentado nos últimos anos como o clube que tem a categoria de base mais forte do Estado do Amapá. De 2003 a 2011 a Locomotiva, no sub-18 e no sub-20, esteve presente em 8 finais e sagrou-se campeã 4 vezes.

Outras modalidadesEditar

  • Handebol masculino

- Campeonato Amapaense (2010): Vice-campeão (6 clubes).

  • Handebol feminino

- Copa Norte-Nordeste (2011): 3º colocado (8 clubes). Local:Belém - PA

Ranking da CBFEditar

Ranking atualizado em 05 de dezembro de 2018

  • Posição: 143º
  • Pontuação: 357 pontos

Ranking criado pela Confederação Brasileira de Futebol que pontua todos os times do Brasil.[2]

Referências

  1. a b «Campeão invicto». Belém. O Liberal: p. 4. 19 de junho de 1951. Consultado em 6 de fevereiro de 2019 
  2. «Ranking da CBF 2019: Palmeiras lidera lista; Cruzeiro é segundo». Confederação Brasileira de Futebol. Consultado em 25 de agosto de 2019 

Ligações externasEditar

Ver tambémEditar