Abrir menu principal

Trial (1955)

filme de 1955 dirigido por Mark Robson
Trial
No Brasil A Fúria dos Justos
 Estados Unidos
1955 •  p&b •  105 min 
Direção Mark Robson
Produção Charles Schnee
James E. Newcom
Roteiro Don Mankiewicz
Baseado em Trial, de Don Mankiewicz
Elenco Glenn Ford
Dorothy McGuire
Arthur Kennedy
Gênero drama
Música Daniele Amfitheatrof
Direção de fotografia Robert Surtees
Direção de arte Cedric Gibbons
Randall Duell
Efeitos especiais Warren Newcombe
Edição Albert Akst
Companhia(s) produtora(s) MGM
Distribuição MGM
Lançamento Estados Unidos 7 de outubro de 1955
Portugal 15 de maio de 1957
Idioma inglês
Página no IMDb (em inglês)

Trial (bra A Fúria dos Justos[1][2]) é um filme norte-americano de 1955, do gênero drama, dirigido por Mark Robson, com roteiro de Don Mankiewicz baseado em seu romance homônimo.

Notas de produçãoEditar

 
Nascido em 1896 em San Juan, Porto Rico, Juano Hernandez abandonou o boxe na década de 1920 em favor do circo, vaudeville e teatro, sucessivamente. Foi um dos primeiros atores negros a ter papéis importantes, tanto nos palcos quanto no cinema. Também escreveu para o rádio. Mais lembrado por Intruder in the Dust, em que interpretou uma vítima de linchamento. Faleceu em 1970 de hemorragia cerebral.[3]

Causou alvoroço na época do lançamento[4] o fato de que, pela primeira vez na história do cinema americano,[5] o juiz era interpretado por um ator negro, o porto-riquenho Juano Hernandez.

Segundo o autor de The MGM Story, a intensidade dramática do filme era tanta, que até os stills (pequenos cartazes publicitários) do filme eram excitantes.[5]

A Fúria dos Justos proporcionou a Arthur Kennedy a terceira de suas cinco indicações ao Oscar.

SinopseEditar

O advogado David Blake aceita defender Angel Chavez, jovem mexicano acusado de assassinar uma adolescente branca. Ele chega a aprovar a criação de uma sociedade para angariar fundos destinados a pagar as custas judiciais. Entretanto, acaba por descobrir que tudo não passa de um plano do promotor Barney Castle, que é comunista. Barney deseja usar David e Angel para criar um mártir e, com isso, fortalecer sua organização subversiva.

PremiaçõesEditar

ElencoEditar

Ator/Atriz Personagem
Glenn Ford David Blake
Dorothy McGuire Abbe Nyle
Arthur Kennedy Barney Castle
John Hodiak John J. Armstrong
Katy Jurado Consuela Chavez
Rafael Campos Angel Chavez
Catherine Neilson Lavadeira
Robert Middleton 'Fats' Sanders
John Hoyt Ralph Castillo
Paul Guilfoyle Cap Grant
Elisha Cook, Jr. Finn
Ann Lee Gail Wiltse'
Whit Bissell Sam Wiltse
Richard Gaines Dr. Johannes A. Schacter
Barry Kelley Jim Brackett

Referências

  1. «Atividades de Glenn Ford». Correio da Manhã (Rio de Janeiro), 1º caderno, p. 15. 13 de setembro de 1956. Consultado em 30 de janeiro de 2018 
  2. «A Fúria dos Justos». Brasil: CinePlayers. Consultado em 16 de setembro de 2019 
  3. KATZ, Ephraim, The Film Encyclopedia, sexta edição, Nova Iorque: HarperCollins, 2008 (em inglês)
  4. ERICKSON, Hal. «Trial (1955)». AllMovie. Consultado em 5 de fevereiro de 2015 
  5. a b EAMES, John Douglas, The MGM Story, Londres: Octopus Books, 1982 (em inglês)
  6. «28.º Oscar - 1956». CinePlayers. Consultado em 16 de setembro de 2019 
  7. «13.º Globo de Ouro - 1956». CinePlayers. Consultado em 16 de setembro de 2019 
  Este artigo sobre um filme estadunidense é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.