Tribunal Revolucionário

Sala dos Passos Perdidos e a entrada do Tribunal Revolucionário francês em 1793, segundo pintura de Louis Léopold Boilly.

O Tribunal Revolucionário (ou não-oficialmente Tribunal Popular[1]) foi uma corte que foi instituída em Paris pela Convenção Nacional durante a Revolução Francesa para os julgamentos de políticos infratores. Se tornou um dos mais potentes motores do Terror.[1]

Ícone de esboço Este artigo sobre História ou um(a) historiador(a) é um esboço relacionado ao Projeto História. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.

Para ser mais objetivo, o Tribunal Revolucionário era encarregado de de prender e julgar os traidores da Revolução.

  1. a b David Andress (ed.), The Oxford Handbook of the French Revolution, Oxford University Press, 2015, p. 447.