Abrir menu principal

Clube Desportivo Trofense

(Redirecionado de Trofense)
Clube Desportivo Trofense
Nome abreviado Trofense, CDT
Sócios 12.000 Pessoas
Adeptos Trofenses
Cidade Trofa
Fundação 1930 (89 anos)
Presidente Franco Couto
Futebol
Início 1930
Estádio Estádio Clube Desportivo Trofense
(5.000 lugares todos sentados)
Presidente SDUQ Franco Couto
Director Shéu
Treinador Portugal Hélder Pereira
Liga Campeonato Nacional de Seniores, Série A
Posição 2007/08 1º Lugar
Patrocinador Trifritrofa, Município da Trofa, Kouruspot, TrofaTV, Publiduplo, JPC, Pedro Silva Eventos
Equipamento Kelme

O Clube Desportivo Trofense é um clube português, localizado na cidade da Trofa, distrito do Porto. O clube foi fundado em 1930 e o seu actual presidente é Franco Couto. Na época 2007-2008, ganhou a Liga de Honra, que lhe permitiu a subida à primeira liga portuguesa.

HistóriaEditar

A fundação do Clube Desportivo Trofense data de 1927. A actividade desportiva iniciou-se nos terrenos do actual Parque da Nossa Sr.ª das Dores, em 1927, tendo o recinto de jogos sido baptizado de “Campo da Capela

A partir de Março de 1929, este recinto começou a ser utilizado pelo recém criado “Sporting Club da Trofa” que ali disputou o seu primeiro desafio de futebol, frente ao Sporting Club Tirsense, vencendo este pelo resultado de 6-3. Os jogos oficiais estavam vetados ao “Sporting Club da Trofa” por este agrupamento não possuir parque de jogos. Porém, esta situação foi ultrapassada no ano de 1930 com a construção do Campo do Catulo, inaugurado no dia 12 de Outubro, e com a sua filiação à Associação Futebol do Porto, um mês antes, com denominação atual.

No dia 12 de Outubro de 1930 iniciou-se a 2ª fase da história do clube, com a inauguração do parque de jogos do Catulo. Na solene inauguração do campo, o Trofense teve como adversário o Fluvial Vilacondense, vencendo pelo “score” de 5-2 sob as ordens do treinador Júlio Cardoso. Ao final da época 30/31, a equipa conquistou o título de campeã do concelho de Santo Tirso, porém sem ascender no campeonato distrital da AFP, uma vez que não obteve a pontuação necessária no torneio inter-campeões concelhios.

Em 1933, a colectividade entra em declínio, com os jogadores e a massa associativa a desinteressarem-se pelo desporto. Os primeiros não aparecem aos treinos e os assistentes comparecem no campo em número reduzido. Nem as competições desportivas, traduzidas na sua maioria por vitórias, ajudaram a libertar a colectividade da crise que a minava. Em 1934, o Clube Desportivo Trofense conseguiu pela terceira vez vencer o campeonato do concelho.

Sem parque de jogos, por falta de pagamento de renda, sem massa associativa e sem atletas o Trofense suspende a prática desportiva a nível concelhio e promocionário, não inscrevendo a sua equipa nos campeonatos a partir da época de 35/36. Esta situação manteve-se por cerca de 15 anos, porém, neste tempo, a prática desportiva não deixou de prosseguir, graças a Américo Campos e um punhado de desportistas.

Em 1950, no dia 24 de Dezembro é inaugurado o actual parque de jogos; desde então, até à época 01/02, o Trofense tem vindo a disputar os campeonatos regularmente, cumprindo o calendário anual.

Diferendo "Varzim-Trofense"Editar

No Verão quente de 1993, a Trofa viveu tempos difíceis, tendo os populares revoltado-se contra a decisão do Conselho de Justiça da Federação Portuguesa de Futebol. Uma vez, que este havia determinado que o jogo Varzim x Trofense tinha de ser repetido. O jogo já se tinha realizado em Marco de Canaveses, por interdição do estádio do Varzim, após decisão do mesmo órgão da Federação, quando o Trofense havia vencido por 1 x 0.

Com a reprovação da proposta de alargamento da 2ª divisão B e a não restituição ao Varzim dos pontos perdidos pela desclassificação do Valpaços, o Varzim encontrava-se no final do campeonato num lugar de despromoção e assim iria jogar na próxima temporada na 3ª divisão. Mas, não se sabe o porquê e como, a 1ª secção do Conselho de Justiça deu provimento do recurso do Varzim e mandou repetir o jogo na Póvoa. É de referir que, neste jogo, que o Conselho de Justiça mandou repetir, o vencedor ficaria no mesmo escalão e o derrotado iria disputar a 3ª divisão. Após as manifestações na Trofa, Porto (Associação Futebol do Porto) e Lisboa (Federação Portuguesa de Futebol) o Conselho de Justiça dá como reprovado o recurso que o Clube Desportivo Trofense apresentou, considerando este último a repetição do jogo ilegal. Os sócios em assembleia geral decidem a não comparência do Trofense no jogo da Póvoa e assim disputar a 3ª divisão, série B na época seguinte. Na assembleia geral obtiveram-se os seguintes resultados: - votos entrados 612; Sim à 3ª divisão 429; Sim à 2ª divisão 183.

Destaca-se em todo este processo os violentos confrontos dos populares com Guarda Nacional Republicana, sendo o ponto alto destes confrontos uma assembleia geral do Clube na qual se decidia a comparência ou não ao jogo da Póvoa, no quartel dos Bombeiros Voluntários de Trofa[1]

FutebolEditar

CronologiaEditar

  • 1927 - Jovens trofenses começam a jogar futebol no "Campo da Capela";
  • 1929 - Criação do "Sporting Club da Trofa";
  • Setembro de 1930 - Filiação do Clube Desportivo Trofense;
  • 12 de Outubro de 1930 - Inauguração do Campo do Catulo;
  • 1930/31 - Campeão do concelho de Santo Tirso;
  • 1935/36 - Encerramento das actividades da colectividade;
  • 10 de Outubro de 1950 - Alvará de novo parque desportivo pelo Ministério da Educação;
  • 24 de Dezembro de 1950 - Ressurgimento do clube com inauguração do actual porque desportivo;
  • 25 de Janeiro de 1951 - Aprovação de estatutos pela assembleia-geral da colectividade;
  • 1965/66 - Trofense campeão da 3.ª Divisão distrital, ascendendo à 2.ª Divisão Distrital;
  • 1977/78 - Trofense campeão da 2.ª Divisão distrital, ascendendo à 1.ª Divisão Distrital;
  • 1983/84 - Trofense sobe à 3.ª Divisão Nacional;
  • 1985/86 - Trofense sobe à 2.ª Divisão Nacional;
  • 1987 - Trofense considerado pessoa colectiva de utilidade publica por decreto-lei 460/77 do Diário da República de 23 de Setembro;
  • 1990/91 - Trofense desce à 3.ª Divisão Nacional;
  • 1992/93 - Trofense campeão Nacional da 3ª Divisão;
  • 1993/94 - Trofense desce à 3.ª Divisão, atacado pelo sistema, graças ao "Caso Varzim";
  • 1996/97 - Trofense sobe à 2.ª Divisão B Zona Norte
  • 1997/98 - Trofense consegue terceiro lugar na 2.ª Divisão B Zona Norte;
  • 2000/01 - Trofense desce à 3.ª Divisão Nacional;
  • 2002/03 - Trofense regressa à 2.ª Divisão Nacional;
  • 2005/06 - Trofense garante Subida à Liga de Honra;
  • 2006/07 - Trofense obtém o 11º lugar na liga de Honra;
  • 2007/08 - Trofense campeão Nacional da Liga de Honra e conquista lugar entre os grandes do futebol português.

ClassificaçõesEditar

I II II B III AF Pontos Jornadas V E D G.M. G.S. Diff.
2008-2009 ... ... ... ... ... ... ... ... ...
2007-2008 1 52 pts 30 13 13 4 35 22 +13
2006-2007 11 36 pts 30 9 9 12 27 26 +1
2005-2006 1 52 pts 26 15 7 4 45 22 +23
2004-2005 15 49 pts 38 13 10 15 46 48 -2
2003-2004 5 55 pts 36 15 10 11 51 46 +5
2002-2003 2 70 pts 34 20 10 4 58 32 +26
2001-2002 ... ... ... ... ... ... ... ... ...
2000-2001 18 41 pts 38 10 11 17 35 53 -18
1999-2000 10 44 pts 34 12 8 14 47 53 -6
1998-1999 4 62 pts 34 17 11 6 49 33 +16

HistóricoEditar

Competições Nº Presenças Títulos
1ª Liga 1 (Garantiu o acesso em 04/05/2008) -
2ª Liga 2 1
2ª Divisão B 13 -
3ª Divisão 9 1
Taça de Portugal 25 -
Taça da Liga 1 -

CuriosidadesEditar

2ª Liga / Liga de HonraEditar

Classificação Posição Temporada
Melhor (2007/2008)
Pior 11º (2006/2007)

Taça de PortugalEditar

Classificação Eliminatória Temporada
Melhor 4ºs de Final com o Sporting (1991/1992)

Taça da LigaEditar

Classificação Eliminatória Temporada
Melhor 2ª Eliminatória (2007/2008)

Plantel 2009/2010Editar

TransferênciasEditar

Actualizado a 31 de Julho de 2008

Saídas
  Jogador Clube de destino
Mercado de Verão
    Maia Desconhecido
    Fernando Dinis Beira-Mar
    Ribeiro Desconhecido
    Leonardo Desconhecido
    Mário Jorge Desconhecido
    Nuno Pinto Boavista
    Gora Tall Gondomar (Emprestado)
    Paulo Sousa Desconhecido
    Kika Freamunde (Emprestado)
    Rui Borges II Moreirense
    Kazeem Sp. Braga
    Pesca Desconhecido
    Paulo Sérgio Desconhecido
    André Barreto Wisła Kraków
    Theo Desconhecido
    Cedric Moukouri Marítimo
    Zé Miguel Desconhecido
    Cascavel Freamunde (Emprestado)
    Idalécio Louletano
    Rios União da Madeira (Emprestado)
    Vítor Hugo União da Madeira (Emprestado)
Entradas
  Jogador Clube anterior
Mercado de Verão
    Rodrigo Carvalho   Náutico
    Miguel Ângelo Portimonense
    Areias Belenenses
    Lipatin Nacional
    Delfim Naval
    David Caiado Sporting CP
    Tiago Pinto Sporting CP (E)
    Mércio D. Aves
    Hélder Barbosa FC Porto (E)
    Zé Carlos APOEL
    Paulinho Vit.Setubal
    Sidney Al Wahdah

Quadro dos PresidentesEditar

  •   Manuel da Costa Azevedo: 1930 - 1949
  •   Américo Campos: 1950 - 1956
  •   Ilídio Baptista Alves Carneiro: 1957
  •   Engº. Afonso Dias Padrão: 1958 - 1959
  •   David da Silva Monteiro: 1960 - 1961
  •   Sílvio Teles Almeida: 1962
  •   Serafim de Sousa Dinis: 1963
  •   Eduardo Silva Campos: 1964 - 1966
  •   António José Leitão: 1967 - 1968
  •   António Duarte da Costa Pereira: 1974
  •   Eugénio Fernandes Gomes: 1975 - 1977
  •   Manuel da Silva Pontes: 1978
  •   Delbarque da Costa Dias: 1979 - 1980
  •   Jorge Almeida Azevedo: 1981
  •   Márcio Pinto Ribeiro: 1982
  •   Luís Manuel Silva e Sá: 1983
  •   Júlio de Azevedo Oliveira: 1984
  •   Joaquim Rodrigues Oliveira: 1985 - 1986
  •   Carlos Alberto Ramos da Rocha: 1987
  •   Luís Manuel Silva e Sá: 1988
  •   Serafim dos Santos Tedim: 1989 - 1992
  •   João de Castro Gomes: 1994
  •   Valeriano Santos Guedes: 1995
  •   José Manuel Lima da Costa (Leitão): 1996 - 2005
  •   Rui Manuel Martins Azevedo Silva: 2006 - 20..

PalmarésEditar

  • Campeão do Concelho de Santo Tirso - 1930/31
  • Campeão da 3ª Divisão AF Porto - 1965/66
  • Campeão da 2ª Divisão Distrital - 1977/78
  • Campeão da 3ª Divisão Nacional - 2003/04 – 92/93
  • Vice-Campeão da 2ª Divisão Nacional - 2005/06
  • Campeão da Liga de Honra - 2007/08

Referências

  1. "Trofa vive hora de revolta" (A Bola; 07/08/93); "A repetição do Varzim- Trofense, Que verdade desportiva??" (A Bola; 08/08/93); "Trofa prestes a explodir, indefinição do C.J. aumenta polémica" (Diário de Notícias; 27/08/93); "Pleno do C.J. confirma repetição do jogo Varzim – Trofense, Trofenses ameaçam <<partir tudo>> população já cortou estradas" (Jornal de Notícias;31/08/93); "Trofa reagiu mal à decisão do Pleno, <<Intifada na Trofa>>"(Jornal de Notícias; 01/09/93); "Carga da GNR provoca repúdio" (Diário de Notícias; 27/08/93); "Motim na Trofa: gás, pedras, pneus em chamas, balas de borracha" ([[Público (jornal)|]];05/09/93); "Sampaio Nora, membro do C.J. reconhece: <<A 1ª secção do C.J. cometeu um erro de direito mas o recurso do Pleno era Inadmissível>>" (Record; 07/09/93); "Votação na Trofa: tendência para o <<sim>> à 3ª divisão nacional" (Jornal de Notícias; 08/09/93) "Trofenses enterram machados de guerra" (Jornal de Notícias; 09/09/93);

Ligações externasEditar