Abrir menu principal
Tu Youyou Medalha Nobel
Tu Youyou em dezembro de 2015.
Nascimento 12 de dezembro de 1930 (88 anos)
Ningbo
Nacionalidade Chinesa
Cidadania República Popular da China
Etnia Han
Alma mater Universidade de Pequim
Ocupação química, farmacologista, inventora, professora universitária, farmacêutica
Prêmios Prêmio Lasker-DeBakey de Pesquisa Médico-Clínica (2011)

Nobel prize medal.svg Nobel de Fisiologia ou Medicina (2015), Prêmio Supremo Nacional de Ciência e Tecnologia (2016)

Campo(s) Farmacologia

Tu Youyou (em chinês: 屠呦呦; Ningbo, 12 de dezembro de 1930)[1][2] é uma farmacologista e educadora chinesa. Ela descobriu a artemisinina (também conhecida como qinghaosu ) e a diidroartemisinina , usada para tratar a malária , um avanço significativo na medicina tropical do século 20, salvando milhões de vidas no sul da China, sudeste da Ásia, África e América do Sul.

Por seu trabalho, Tu recebeu o Prêmio Lasker em 2011 em medicina clínica e o Prêmio Nobel de 2015 em Fisiologia ou Medicina em conjunto com William C. Campbell e Satoshi Ōmura . Foi a primeira ganhadora do Prêmio Nobel da China em fisiologia ou medicina e a primeira cidadã da República Popular da China a receber um Prêmio Nobel em qualquer categoria.Ela também foi a primeira chinesa a receber o Prêmio Lasker .

Tu Youyou nasceu, estudou e realizou sua pesquisa exclusivamente na China [3].

VidaEditar

Tu nasceu em Ningbo , Zhejiang, China, em 30 de dezembro de 1930. [4]

"Meu [primeiro] nome, Youyou , foi dado por meu pai, que o adaptou da sentença ' 呦 呦鹿鸣, 食野 之 蒿' [5] traduzido como 'Deer bleat “youyou” enquanto eles comem o selvagem Hao ' in o livro chinês de Odes . Como isso liga toda a minha vida com o qinghao provavelmente continuará sendo uma coincidência interessante para sempre." - Tu Youyou, quando foi entrevistada em 2011 depois de receber o Prêmio Lasker-DeBakey Clinical Medical Research de 2011 [6]

Ela freqüentou a Xiaoshi Middle School[7] no ensino básico e no primeiro ano do ensino médio, antes de se transferir para o Ningbo Middle School[8] em 1948. Uma infecção por tuberculose interrompeu seu ensino médio, mas inspirou-a a focar em pesquisas em medicina [9].

Youyou estudou de 1951 a 1955 na Faculdade de Farmácia da Universidade de Medicina de Pequim (Beijing Medical University, atual Peking University Health Science Center).[2] Desde então trabalha no Instituto de Matéria Médica da Academia Chinesa de Medicina Tradicional Chinesa,[10] onde é professora.[11]

Tu e o marido, Li Tingzhao (李廷 钊), engenheiro metalúrgico , moram em Pequim. Li era colega de turma de Tu na Xiaoshi Middle School. Eles têm duas filhas. O avô materno de Tu, Yao Yongbai ( 姚 咏 白 ), foi o primeiro Diretor da Administração do Tesouro Nacional após sua reforma. Seu tio, Yao Qingsan ( 姚庆 三 ), era economista e banqueiro.

ObraEditar

Tu continuou seu trabalho nos anos 60 e 70 durante a Revolução Cultural da China, quando os cientistas foram considerados uma das nove categorias negras[12] da sociedade, de acordo com a teoria maoísta [13] (ou possivelmente a da Gangue dos Quatro ).

EsquistossomoseEditar

Durante seus primeiros anos de pesquisa, Tu estudou Lobelia chinensis , uma medicina tradicional chinesa para curar a esquistossomose , causada por trematódeos que infectam o trato urinário ou os intestinos , que foi difundido na primeira metade do século XX no sul da China.

Na procura de potenciais fármacos contra a malária, Tu e seu grupo de trabalho analisaram em convênio com o governo chinês e com base na medicina tradicional chinesa numerosas plantas medicinais tradicionais. Em 1971 foi isolado o composto ativo a partir da artemisia annua,[10] apresentado em 1972. Em 1973 ela sintetizou o derivado mais potente dihydroartemisinina.[14] Trabalhos posteriores foram voltados à utilização de artemisinina e seus derivados em outras doenças.[10] Pela descoberta da artemisinina, uma terapia para a malária, que salvou milhões de pessoas no mundo, especialmente nos países em desenvolvimento[14][15] recebeu o Prêmio Lasker-DeBakey de Pesquisa Médico-Clínica de 2011.[14] Recebeu o Laureados com o Nobel de Fisiologia ou Medicina de 2015, juntamente com William Cecil Campbell e Satoshi Ōmura. Como motivo são apontadas suas pesquisas na terapia da malária.[16]


Carreira posteriorEditar

Ela foi promovida a Pesquisadora ( 研究员 , a mais alta posição de pesquisador na China continental equivalente à posição acadêmica de professora titular ) em 1980, logo após a reforma econômica chinesa ter começado em 1978. Em 2001 ela foi promovida a conselheira acadêmica para doutorandos. Atualmente ela é a Cientista Chefe da Academia. [17]

Desde 2007, seu escritório está em um antigo prédio de apartamentos no distrito de Dongcheng, Pequim .

Até 2011, Tu Youyou foi obscurecida há décadas e é descrita como "quase completamente esquecida pelas pessoas".

Tu é considerada a “Professor of Three Noes” - nenhum diploma de pós-graduação (não havia pós-graduação na China), nenhum estudo ou experiência de pesquisa no exterior, e não é membro de nenhuma academia nacional chinesa, ie Academia Chinesa de Ciências e Academia Chinesa de Engenharia. Tu é agora considerada uma figura representativa da primeira geração de trabalhadores médicos chineses desde o estabelecimento da República Popular da China em 1949.


Condecorações selecionadasEditar

BibliografiaEditar

Referências

  1. «Biografia» (em chinês). Consultado em 5 de outubro de 2015. Arquivado do original em 6 de setembro de 2011 
  2. a b Ushma S. Neill: From branch to bedside: Youyou Tu is awarded the 2011 Lasker~DeBakey Clinical Medical Research Award for discovering artemisinin as a treatment for malaria. In: J Clin Invest. 2011, doi:10.1172/JCI60887.
  3. Miller, Louis H.; Su, Xinzhuan (16 de setembro de 2011). «Artemisinin: Discovery from the Chinese Herbal Garden». Cell. 146 (6): 855–858. ISSN 0092-8674. PMC PMCPMC3414217  Verifique |pmc= (ajuda). PMID 21907397. doi:10.1016/j.cell.2011.08.024 
  4. «另一个"两弹一星":拯救5亿人的"中国神药"_资讯_凤凰新媒体». news.ifeng.com. Consultado em 9 de março de 2019 
  5. «Classic of Poetry». Wikipedia (em inglês). 27 de janeiro de 2019 
  6. Neill, Ushma S. (3 de outubro de 2011). «From branch to bedside: Youyou Tu is awarded the 2011 Lasker~DeBakey Clinical Medical Research Award for discovering artemisinin as a treatment for malaria». The Journal of Clinical Investigation (em inglês). 121 (10): 3768–3773. ISSN 0021-9738. doi:10.1172/JCI60887 
  7. «Xiaoshi Middle School». Wikipedia (em inglês). 10 de fevereiro de 2019 
  8. «Ningbo Middle School». Wikipedia (em inglês). 10 de novembro de 2017 
  9. «The Nobel Prize in Physiology or Medicine 2015». NobelPrize.org (em inglês). Consultado em 9 de março de 2019 
  10. a b c Tu Youyou: The discovery of artemisinin (qinghaosu) and gifts from Chinese medicine. In: Nature Medicine. Volume 17, Número 10, Outubro de 2011, p. XIX. (baixar)
  11. Rolf Bökemeier: Ein Kraut wirkt Wunder. In: Geo. Nr. 6, 2006. (Em alemão)
  12. «Stinking Old Ninth». Wikipedia (em inglês). 18 de novembro de 2016 
  13. «Maoism». Wikipedia (em inglês). 8 de março de 2019 
  14. a b c d Lasker Foundation: Lasker Clinical Medical Research Award – Tu Youyou, acessado em 5 de outubro de 2015.
  15. Texto original: For the discovery of artemisinin, a drug therapy for malaria that has saved millions of lives across the globe, especially in the developing world.
  16. Nobelprize.org: The Nobel Prize in Physiology or Medicine 2015, acessado em 5 de outubro de 2015.
  17. «屠呦呦-中国中医科学院中药研究所». web.archive.org. 6 de setembro de 2011. Consultado em 9 de março de 2019 
  18. Fulong Liao: Discovery of Artemisinin (Qinghaosu). In: Molecules. 14, 2009, p. 5362-5366, doi:10.3390/molecules14125362.

Ligações externasEditar