Tumansky R-21

O Tumansky R-21 foi um turbojato soviético da década de 1960. O projeto foi cancelado.

R-21
Informações básicas
Tipo Turbojato
Fabricante Tumansky
Origem  União Soviética
Projetado por Nikolai Georgievich Metskhvarishvili
Primeiro teste 1960 (61 anos)
Maiores aplicações Mikoyan-Gurevich Ye-8
Estado Cancelado
Especificações
Diâmetro (motor) 987 mm
Peso 1.250 kg
Empuxo 10.361 lbf (46.1 kN)
Desenvolvido de Tumansky R-11

Projeto e desenvolvimentoEditar

O Tumansky R-21 foi desenvolvido na fábrica de Tushino (parte da OKB-300), liderado por Nikolai Georgievich Metskhvarishvili, como um turbojato com pós-combustão de fluxo axial de dois eixos. Foi baseado no motor Tumansky R-11 com a intenção de aumentar o empuxo e o fluxo de ar, utilizando um novo compressor de seis estágios com um diâmetro maior e pás diferentes de seu antecessor, além de uma nova câmara de pós-combustão e um bocal de exaustão variável. A maior razão de pressão e temperatura da turbina requereram novos componentes, fabricados de ligas avançadas.[1] Muitas aeronaves soviéticas da época iriam utilizar o R-21, incluindo o Sukhoi T-58, Sukhoi T-6 e o Mikoyan-Gurevich Ye-8. No dia 11 de Setembro de 1962 um R-21, instalado em um Ye-8, explodiu um voo após uma falha no compressor; o piloto de testes Georgy Mosolov sobreviveu e ejetou a Mach 1.78, mas nunca se recuperou completamente.[2] Após, o programa do Ye-8 foi cancelado junto com o desenvolvimento do R-21 em favor dos caças maiores como o Mikoyan-Gurevich MiG-23, que requeria motores mais potentes.

VariantesEditar

  • R-21F-300 – única versão produzida.

Referências

  1. «Ye-8» (em russo) 
  2. «Interview with Georgy Mosolov in Air & Space magazine» (em inglês). Consultado em 4 de dezembro de 2017. Arquivado do original em 28 de maio de 2012 

Ver TambémEditar


  Este artigo sobre aviação é um esboço relacionado ao Projeto Aviação. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.