Abrir menu principal

Tuparetama é um município brasileiro do estado de Pernambuco. Administrativamente, o município é composto pelos distritos-sede e Santa Rita. Sua população estimada no ano de 2017 era de 8.169 habitantes, sendo o 12º município mais populoso da Microrregião do Pajeú.[6]

Município de Tuparetama
"Princesinha do Pajeú"
Bandeira de Tuparetama
Brasão de Tuparetama
Bandeira Brasão
Hino
Aniversário 11 de abril
Fundação 11 de abril de 1962 (57 anos)
Gentílico tuparetamense
Lema Paz, trabalho e progresso
Prefeito(a) Domingos Sávio da Costa Torres (PTB)
(2017 – 2020)
Localização
Localização de Tuparetama
Localização de Tuparetama em Pernambuco
Tuparetama está localizado em: Brasil
Tuparetama
Localização de Tuparetama no Brasil
07° 36' 07" S 37° 18' 39" O07° 36' 07" S 37° 18' 39" O
Unidade federativa Pernambuco
Região intermediária

Serra Talhada IBGE/2017[1]

Região imediata

Afogados da Ingazeira IBGE/2017[1]

Municípios limítrofes ao norte, São José do Egito, ao sul, Iguaracy, a leste, Estado da Paraíba e, a oeste, Ingazeira e Iguaracy.
Distância até a capital 272 km
Características geográficas
Área 185,541 km² [2]
População 8 169 hab. estatísticas IBGE/2017[3]
Densidade 44,03 hab./km²
Altitude 560 m
Clima semiárido BShw'
Fuso horário UTC−3
Indicadores
IDH-M 0,634 médio PNUD/2010 [4]
PIB R$ 51 332 mil IBGE/2012[5]
PIB per capita R$ 6 456 85 IBGE/2012[5]

Índice

ToponímiaEditar

A palavra Tuparetama é de origem tupi-guarani e, segundo Silveira Bueno, significa a pátria de Deus, o céu. De tupã: Deus; e retama: lugar natal, pátria.[7]

HistóriaEditar

A cidade se localiza no Alto Sertão do Pajeú, cortado pelo rio de mesmo nome. Começou chamando-se Bom Jesus, posteriormente Tupã, e finalmente Tuparetama.

Segundo a tradição oral, o povoado foi crescendo a partir da primeira feira livre, realizada em 1889. A capela dedicada a Bom Jesus foi construída em 1910, que deu nome ao povoado. Em 1938, foi elevada à categoria de vila, denominada Tupã, pertencente ao município de Tabira. Nesta época, era costume nomear cidades e povoados com nomes indígenas. Daí a troca do nome Bom Jesus por Tupã, que era a entidade divina dos índios tupis. Entretanto, em 1943, o nome foi alterado para Tuparetama ("terra de Deus"), por haver uma cidade no Estado de São Paulo com o nome de 'Tupã'. A emancipação política do município veio em 31 de dezembro de 1958, após a segunda tentativa, e nas primeiras eleições municipais, Severino Souto de Siqueira foi eleito 1º Prefeito de Tuparetama.

A cidade é tida como pacata e já foi muito arborizada. É apelidada de "Princesinha do Pajeú".

GeografiaEditar

Localiza-se a uma latitude 07º36'08" sul e a uma longitude 37º18'41" oeste, estando a uma altitude de 560 metros.

Possui uma área de 186 km² segundo o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística.

CulturaEditar

Havia muitos grupos culturais na cidade, que se destacavam mais fora do que dentro dela e que eram os responsáveis por levar o nome de Tuparetama para todo o Brasil. Um exemplo era a CDPT (Companhia de Danças Populares de Tuparetama). A cidade ainda conta com a Banda Paulo Rocha. O nome é uma homenagem ao Maestro e um dos maiores músicos da cidade.

Em outras épocas havia grupos de teatro, como os "Teóphilos".

Tuparetama já teve o São Pedro do pajeú, uma festa que chamava a atenção de quase todo o interior de Pernambuco, além de um Carnaval bem tradicional. As festas do padroeiro e de São Pedro ainda possui um público razoável, entretanto até 2012 existia o carnaval fora de época, o "Tupã Folia", porém desde 2013 as atividades entraram em hiato.

MídiaEditar

RádiosEditar

  • Rádio Comunitária Bom Jesus FM (87.9 MHz)
  • Rádio Comunitária Tupã FM (104.9 MHz)

Canais de TelevisãoEditar

  • TV Asa Branca (Retransmissora - Globo) - Canal - 09

Ligações externasEditar

Referências

  1. a b Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). «Base de dados por municípios das Regiões Geográficas Imediatas e Intermediárias do Brasil». Consultado em 17 de agosto de 2017. Cópia arquivada em 10 de agosto de 2017 
  2. IBGE (10 out. 2002). «Área territorial oficial». Resolução da Presidência do IBGE de n° 5 (R.PR-5/02). Consultado em 5 de dezembro de 2010 
  3. «Estimativa Populacional 2016». Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Agosto de 2016. Consultado em 6 de julho de 2017 
  4. «Ranking decrescente do IDH-M dos municípios do Brasil». Atlas do Desenvolvimento Humano. Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD). 2010. Consultado em 9 de setembro de 2013 
  5. a b «Produto Interno Bruto dos Municípios 2012». Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Consultado em 18 de dezembro de 2013 
  6. «IBGE Cidades». 2017. Consultado em 27 de fevereiro de 2018 
  7. NAVARRO, E. A. Método Moderno de Tupi Antigo. Terceira edição. São Paulo: Global, 2005. p. 103
  Este artigo sobre municípios do estado de Pernambuco é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.