Turíbio de Astorga

São Turíbio de Astorga (em castelhano: Santo Toribio de Astorga; fl. 446, m. 460) foi um arquidiácono de Tui e um dos primeiros bispos de Astorga. Turíbio era um zeloso mantenedor da disciplina eclesiástica e defensor do cristianismo niceno contra a heresia galega do priscilianismo,[1] pelo qual recebeu uma carta de apoio de Leão, o Grande, que ainda sobrevive.[2]

Turíbio de Astorga
Nascimento 402
Astorga
Morte 460 (58 anos)
Astorga
Cidadania Roma Antiga
Ocupação presbítero
Religião Igreja Católica

Turíbio realizou um sínodo local em 446. Após sua morte em Astorga, em 460, ele foi reverenciado como um santo. Segundo a tradição, suas relíquias, juntamente com um pedaço do lignum crucis, foram transferidas para o Mosteiro de Liébana em meados do século VIII.[3] Seu dia de festa é 16 de abril na Igreja Católica Romana. Ele geralmente é retratado com uma mitra e não deve ser confundido com Turíbio de Liébana.

Referências

  1. Alonso del Val, José Maria (2000). «Santo Toribio, Obispo» (em espanhol). El Diario Montanes. Consultado em 15 de fevereiro de 2009 
  2. Pope Leo I (1881). «Epistula 15: Ad Turibium Asturiensem episcopum de priscillianistarum erronibus». In: J.-P. Migne. Patrologiae cursus completus. Garnier Frères. Col: Series Latina (em latim). 54. [S.l.: s.n.] pp. 693–695 
  3. «Official website of the monastery of Santo Toribio de Liébana» (em espanhol). Consultado em 31 de dezembro de 2008 

BibliografiaEditar

Ligações externasEditar

 
O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Turíbio de Astorga