Abrir menu principal

Turismo na Espanha

O turismo na Espanha é uma das principais bases da economia do país.[carece de fontes?] A variedade de costumes, cultura, gastronomia e o clima são os principais factores que contribuem para o sucesso nesta área.

Praia de las Canteras em Las Palmas de Gran Canaria.

Em décadas anteriores promovia-se quase exclusivamente o turismo de sol e praia, para o qual contribuía (e contribui) um clima bastante quente, mais temperado e soalheiro do que o de outros países europeus. As temperaturas no verão podem variar entre os 20°C e os 40°C ou mais e muitas regiões têm mais de 300 dias de sol por ano, com verões geralmente secos.

Muitas localidades costeiras, especialmente o Levante, encontram-se repletas de hotéis, restaurantes e enormes apartamentos junto às praias, e um dos melhores lugares da Espanha. O principal país inversor neste segmento é o Reino Unido, que trouxe mais de 13,6 milhões de turistas em 2012, seguidos por Alemanha, França e Itália.

A cidade mais visitada da Espanha é a de Barcelona (a 10ª mais visitada do mundo) com mais de 8 milhões de turistas ao ano, seguidas por Madrid, Valencia, Sevilla, San Sebastián e Málaga.[carece de fontes?]

A Espanha reduziu o número de turistas em 58,7 milhões em 2007 para 52,7 em 2010. Recuperou-se em 58 milhões de pessoas em 2012. Em 2013, foi um ano histórico para o país europeu: mais de 60,4 milhões de turistas estrangeiros pisaram o solo espanhol; tornando-se o terceiro país mais visitado do mundo (em 2012, posto da China), superado por França e Estados Unidos da América. [1]

Em novembro de 2017 a Espanha ultrapassou o número de turistas estrangeiros relativamente ao ano anterior, tendo, assim, terminado o ano com cerca de 80 milhões de turistas estrangeiros.[2]

Referências