Abrir menu principal

O Turismo é um importante setor econômico no Reino da Tailândia. As de receitas do turismo contribuem diretamente para o Produto interno bruto (PIB) tailandês com 12 trilhões de baht, cerca de 16% em 2013.[1] Quando se inclui recibos de viagens e turismo indiretos, o total estimado é 19,3% (2,3 trilhões de baht) no PIB da Tailândia.[2]

A Autoridade de Turismo da Tailândia (TAT) usa o slogan "Terra dos Sorrisos" para promover a Tailândia internacionalmente. Em 2015, este slogan foi complementado por uma campanha chamada "Descubra a tailanidade".[3]

Visão geralEditar

O número de turistas cresceu de 336.000 visitantes estrangeiros em 1967 para mais de 29 milhões de visitantes internacionais que visitaram a Tailândia em 2015.[4][5] A duração média de estadia em 2007 foi de 9,19 dias, gerando um número estimado de 547 bilhões de baht, cerca de 11 mil milhões de euros.[6][7]

Em 2015, 6,7 milhões de turistas eram oriundos de países da ASEAN e o número deve crescer para 8,3 milhões em 2016, gerando 245 bilhões de baht.[8] Em 2014, 4,6 milhões de visitantes chineses viajaram para a Tailândia.[7][9] Em 2015, os turistas chineses foram 7,9 milhões ou 27% de todos os turistas internacionais.[8] A Tailândia depende muito de turistas chineses para atender sua meta de receita de turismo de 2,2 trilhões de baht em 2015 e 2,3 trilhões em 2016.[8]

Os turistas asiáticos visitam principalmente Bangkok e as atracções históricas, naturais e culturais na sua vizinhança. Turistas ocidentais não só visitam Bangkok e arredores, mas, além disso muitos viajam para as praias do sul e ilhas. O norte é o principal destino para caminhadas e viagens de aventura com seus diversos grupos étnicos minoritários e montanhas arborizadas. A região que hospeda o menor número de turistas é Isan, no nordeste. Para acomodar os visitantes estrangeiros, o governo tailandês estabeleceu um sistema policial de turismo separado com escritórios nas principais áreas turísticas e seu próprio número de telefone de emergência central.[10]

O turismo sexual também contribui para os números de turistas. Embora oficialmente ilegal, a prostituição na Tailândia é monitorada e regulada pelo governo para conter a propagação de doenças sexualmente transmissíveis e evitar excessos. Prostituição voltada para estrangeiros é acreditado para ser em torno de 20% da cena total de prostituição na Tailândia, e está concentrada em determinados distritos, como Pattaya, Patpong e Patong, bem como outros destinos turísticos.[11]

Referências

  1. «Government moves to head off tourist fears». Bangkok Post. 24 de agosto de 2015. Consultado em 24 de agosto de 2015 
  2. Turner, Rochelle (2015). Travel & Tourism, Economic Impact 2015, Thailand (PDF). London: World Travel & Tourism Council (WTTC). Consultado em 23 de agosto de 2016 
  3. «History». TATnews.org. Tourism Authority of Thailand (TAT). 2015. Consultado em 7 de maio de 2015 
  4. Tore, Ozgur (23 de dezembro de 2015). «Thailand greets 29 millionth visitor in 2015». FTN News. Consultado em 25 de dezembro de 2015 
  5. «Thailand hoping to attract wealthier travellers». The Nation. 25 de dezembro de 2015. Consultado em 25 de dezembro de 2015 
  6. Tourism Authority of Thailand Arquivado em 28 de setembro de 2007, no Wayback Machine.. .tat.or.th (6 May 2008). Retrieved on 16 September 2010.
  7. a b «International Tourist Arrivals to Thailand 2014 (by nationality)». Department of Tourism (Thailand). Consultado em 10 de março de 2015. Arquivado do original em 18 de março de 2015 
  8. a b c Chinmaneevong, Chadamas (3 de março de 2016). «TAT aims to attract rich Chinese tourists». Bangkok Post. Consultado em 3 de março de 2016 
  9. «Chinese tourists boost Thai economy but stir outrage». The Nation. 5 de julho de 2015. Consultado em 5 de julho de 2015 
  10. Tourist Police in Thailand Arquivado em 3 de julho de 2008 no Wayback Machine.. Amazing-Thailand.com. Retrieved on 16 September 2010.
  11. The International Encyclopedia of Sexuality: Thailand Arquivado em 29 de julho de 2008, no Wayback Machine.. .hu-berlin.de. Retrieved on 16 September 2010.