Abrir menu principal

USS Arizona (BB-39)

Encouraçado
(Redirecionado de USS Arizona)
USS Arizona
Arizona (BB39) Port Bow, Underway - NARA - 5900075 - 1930.jpg
Carreira  Estados Unidos
Operador Marinha dos Estados Unidos
Fabricante Estaleiro Naval do Brooklyn
Custo US$ 16 milhões
Homônimo Arizona
Data de encomenda 4 de março de 1913
Batimento de quilha 16 de março de 1914
Lançamento 19 de junho de 1915
Comissionamento 17 de outubro de 1916
Descomissionamento 29 de dezembro de 1941
Número de registo BB-39
Estado Naufragado
Fatalidade Afundado em Pearl Harbor em
7 de dezembro de 1941
Características gerais
Tipo de navio Couraçado
Classe Pennsylvania
Deslocamento 32 430 t (1915)
38 260 t (1931)
Maquinário 4 turbinas a vapor
12 caldeiras
Comprimento 185,3 m
Boca 29,6 m
Calado 8,9 m
Propulsão 4 hélices
- 29 365 hp (21 900 kW)
Velocidade 21 nós (39 km/h)
Autonomia 8 000 milhas náuticas a 10 nós
(15 000 km a 19 km/h)
Armamento 1915:
12 canhões de 360 mm
22 canhões de 130 mm
4 canhões antiaéreos de 76 mm
2 tubos de torpedo de 533 mm


1931:
12 canhões de 360 mm
20 canhões de 130 mm
8 metralhadoras de 13 mm
Blindagem Cinturão: 203 a 340 mm
Anteparas: 203 a 330 mm
Barbetas: 330 mm
Torres de artilharia: 457 mm
Convés: 127 mm
Torre de comando: 356 a 406 mm
Tripulação 1087 (1915)
1358 (1931)

O USS Arizona foi um encouraçado da Marinha dos Estados Unidos, da classe Pennsylvania.[1] Foi o terceiro navio a homenagear o 48º estado da União. Construído em 1916, entrou em ação na Primeira Guerra Mundial e novamente na Segunda, em 1941, quando foi bombardeado pelos japoneses. O Ataque a Pearl Harbor, onde o navio estava ancorado, foi uma dos fatores que levaram os Estados Unidos à guerra.

NaufrágioEditar

 
Memorial construído sobre os destroços da embarcação. É possível ver que o óleo armazenado nos tanques do navio continua fluindo até a superfície.

Foi afundado por aviões militares japoneses, durante o ataque japonês a Pearl Harbor, onde 1 177 homens morreram quando uma bomba penetrou no paiol de munição localizado nas torres de artilharia de proa. Alguns corpos foram recuperados, porém os restos de 900 tripulantes jamais foram recuperados, jazendo sob o mar.

No local onde o navio afundou foi construído um memorial em honra a sua tripulação e até hoje o óleo do motor do navio sobe para a superfície..[2]

Seu navio irmão, o USS Pennsylvania (BB-38), lutou até o fim da guerra e depois foi utilizado como alvo de testes nucleares no Atol de Bikini.

BibliografiaEditar

  • Gardiner, Robert; Gray, Randal (1985). Conway's All the World's Fighting Ships: 1906–1921. London: Conway Maritime Press. ISBN 0-87021-907-3 
  • Hone, Thomas C.; Trent Hone (2006). Battle Line: The United States Navy 1919–1939. Annapolis, Maryland: Naval Institute Press. ISBN 1-59114-378-0. OCLC 62324475 
  • Jones, Jerry W. (1998). U.S. Battleship Operations in World War I. Annapolis, Maryland: Naval Institute Press. ISBN 1-55750-411-3. OCLC 37935228 
  • Madsen, Daniel (2003). Resurrection: Salvaging the Battle Fleet at Pearl Harbor. Annapolis, Maryland: Naval Institute Press. ISBN 1-55750-488-1 
  • Raymer, Edward C. (1996). Descent Into Darkness: Pearl Harbor, 1941: A Navy Diver's Memoir. Novato, California: Presidio Press. ISBN 0-89141-589-0 
  • Wallin, Homer N. (1968). Pearl Harbor: Why, How, Fleet Salvage and Final Appraisal. Washington, D.C: Department of the Navy. ISBN 0-89875-565-4. OCLC 51673398 

Referências

  1. «USS Arizona (BB-39), 1916-1941» (em inglês). Naval History & Heritage Command. Consultado em 16 de dezembro de 2012 
  2. «USS Arizona (BB-39), Memorial at Pearl Harbor, Hawaii» (em inglês). Naval History & Heritage Command. Consultado em 16 de dezembro de 2012 
O Commons possui imagens e outros ficheiros sobre USS Arizona (BB-39)
  Este artigo sobre tópicos navais é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.