Abrir menu principal
Bira do Pindaré
Deputado estadual pelo Maranhão
Período 1º de fevereiro de 2011
a 1 de fevereiro de 2019
Deputado federal pelo Maranhão
Período 1 de fevereiro de 2019
a atualidade
Dados pessoais
Nascimento 1 de novembro de 1968 (51 anos)[1]
Pindaré-Mirim, MA
Partido PT (1990–2013)
PSB (desde 2013)
Profissão Advogado

Ubirajara do Pindaré Almeida Sousa, mais conhecido como Bira do Pindaré (Pindaré-Mirim, 1º de novembro), é um político brasileiro filiado ao PSB.[2] Bira é advogado, bancário e professor.

Trajetória PolíticaEditar

Bira começou sua jornada política na pastoral da juventude da Igreja católica, e ao lado de outros onze jovens, fundou o primeiro grupo de jovens da comunidade católica do Vinhais. Depois organizou os jovens na paróquia e finalmente na diocese, com a ajuda do Padre Vilson Basso, que hoje é bispo de Caxias. Na UFMA, no anos de 1988 e 1989, rearticulou a pastoral universitária, e ingressou plenamente engajado no movimento estudantil, onde teve a oportunidade de ser dirigente do diretório central dos estudantes - DCE.

Depois já na Caixa Econômica Federal, foi convidado a fazer parte do movimento de oposição bancaria, tornou-se dirigente sindical bancário, vindo adiante a presidir esse, que é hoje um dos mais importantes sindicatos do Maranhão, o Sindicato dos Bancários. Com a eleição do Presidente Lula do PT, partido ao qual é filiado há mais de 24 anos, foi designado para exercer o cargo de Delegado Regional do Trabalho, ali pôde conhecer de perto a triste realidade e do povo do Maranhão, o trabalho escravo. Lutou contra a escravidão contemporânea uma bandeira que marcou profundamente a sua vida, e finalmente em 2006, a experiência que teve mais inusitada, foi candidato a Senador. Enfrentou dois grandes nomes da política maranhense, dois ex-governadores, numa eleição que só tinha uma vaga em disputa, mesmo sem apoio de Presidente, governador, ou prefeitos, sem poder econômico, conquistou uma marca emblemática de mais de meio milhão de votos e venceu na cidade de São Luís, com 172 mil votos, seus dois adversários.

Em 2008, apoiou a candidatura de Flávio Dino (PCdoB) a Prefeito de São Luís. Em 2010 foi candidato a deputado estadual sendo eleito com 23.054 votos. Durante a campanha andou mais de 250 km pelos rincões do Maranhão.

EleiçõesEditar

  • Em outubro de 1996, disputou as eleições pela primeira vez, foi candidato a vereador da cidade de São Luís, pelo PT.
  • Em outubro de 2000 foi novamente candidato a ocupar uma cadeira na Câmara Munipal da capital.
  • Em outubro de 2006 foi candidato ao Senado Federal e enfrentando os ex-governadores João Castelo (PSDB) e Epitácio Cafeteira (PTB), obteve a expressiva votação de mais de 500 mil votos.
  • Em outubro de 2010, Bira venceu seu primeiro pleito, foi eleito deputado estadual e exerceu seu mandato na Assembleia Legislativa até 2019.
  • Em outubro de 2018 ele foi eleito deputado federal pelo Maranhão pelo PSB.

Vida PessoalEditar

Filho de Maria Helena e Antonio Sousa, ela de Buriti Bravo e ele já falecido, de Pedreiras. Bira nasceu na Rua do Sorriso em Pindaré Mirim, dentro de uma bacia pelas mãos da parteira dona Zizi. Foi batizado na Igreja de São Pedro com um nome indígena, escolhido por seu pai em homenagem ao Rio Pindaré, que segundo José de Alencar significa: Grande guerreiro. Casou-se e é pai de duas filhas.

Aos seis anos de idade, Bira migrou com seus familiares para a capital do estado, São Luís. Morou nos bairros do João Paulo, no Caratatiua, na Vila Palmeira, no Bairro de Fátima, e no Vinhais, onde até hoje eu reside. Sempre estudou em escolas públicas, fez o primário na escola Duque de Caxias, no bairro do João Paulo, o ginásio no antigo CEMA, quando nem televisão tinha; o ensino médio na antiga escola técnica federal, hoje IFMA, e sua graduação em Direito na Universidade Federal do Maranhão (UFMA).

Bira do Pindaré é grande fã de música. Ouve desde Legião Urbana a Chico Buarque, aprecia música popular brasileira (MPB), Gilberto Gil e Ana Carolina. Também admira a música maranhense, ouvinte fiel da Rádio Universidade FM (106,9), não deixa de escutar Rosa Reis, César Teixeira, Zeca Baleiro, Josias Sobrinho, Joãozinho Ribeiro, e as belas toadas de bumba-meu-boi.

Seu esporte favorito é o futebol. Bira é torcedor do Sampaio Corrêa e acompanha a "bolívia querida" nos estádios e nas rádios na ilha. Ganhou repercussão o fato de o mesmo combater a oligarquia Sarney no Maranhão, mesmo sendo do PT, que pertence a base aliada da governadora Roseana Sarney. Em outubro de 2013, por não concordar mais com o estado de coisas, em que o Maranhão vive, resolveu se filiar a um partido de oposição à governadora.

Referências

  1. «Divulgação de Candidaturas e Contas Eleitorais». divulgacandcontas.tse.jus.br. Consultado em 28 de maio de 2017 
  2. «Assembleia Legislativa do Estado do Maranhão». al.ma.gov.br. Consultado em 11 de fevereiro de 2011 
  Este artigo sobre um político é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.