Um país em cada lado

Um país em cada lado ou um país em cada margem (chinês tradicional: 一邊一國, chinês simplificado: 一边一国; pinyin: yī biān yī guó) é um conceito originado por Chen Shui-bian, ex-presidente da República da China (Taiwan) sobre o estatuto político de Taiwan.[1][2] Ele enfatizava que a República Popular da China e a República da China (vulgarmente conhecida como "Taiwan") são dois países diferentes, (ou seja, "uma China e um Taiwan"), ao contrário de duas entidades políticas separadas dentro do mesmo país, a "China".[3] Esta é a posição dos partidários da coligação Pan-Verde.[4]

Ver tambémEditar

Referências

  1. «Atitudes de Taiwan estão a "agravar seriamente" tensão entre duas margens». RTP Notícias. 14 de novembro de 2004 
  2. «China rejeita proposta de Powell para novo diálogo com Taiwan». UOL. 27 de outubro de 2004 
  3. «Diplomaticos aclararan declaracion de 'Un Pais en Cada Lado'» (em espanhol). Embajada de la República de China en Paraguay. 4 de setembro de 2002. Cópia arquivada em WebArchive  Verifique data em: |arquivodata= (ajuda)
  4. «Taiwan: 55,3% apoyan concepto de 'un país en cada lado del estrecho' (encuesta)» (em espanhol). Ministry of Foreign Affairs, Republic of China. 31 de outubro de 2003. Cópia arquivada em WebArchive  Verifique data em: |arquivodata= (ajuda)