Abrir menu principal

União da Jihad Islâmica (UJI;em árabe: اتحاد الجهاد الإسلامي Ittiḥad al-Jihad al-Islāmī), inicialmente conhecida como Grupo da Jihad Islâmica (GJI),[1] é uma organização militante islâmica que tem realizado ataques terroristas no Uzbequistão e tentativas de ataques na Alemanha.[2] O grupo, desde então, está focado no combate as forças paquistanesas nas Áreas Tribais e as forças da OTAN e afegãs no Afeganistão. [3]

HistóriaEditar

A União da Jihad Islâmica foi fundada em março de 2002 como um grupo dissidente do Movimento Islâmico do Uzbequistão nas Áreas Tribais do Paquistão. [4] A organização fez tentativas de ataques no Uzbequistão em 2004 e no início de 2005. Em seguida, alterou o seu nome, Grupo da Jihad Islâmica, para União da Jihad Islâmica. Após este período, tornou-se mais próxima do núcleo da al-Qaeda. [4] Desde a sua reorientação, o foco da organização mudou e passou a planejar ataques terroristas no Paquistão e na Europa Ocidental, especialmente na Alemanha. [4] Mir Ali, no Waziristão do Norte, é a base da organização onde recrutas ocidentais são treinados para ataques no Ocidente. [4]

Referências

  1. O que é a União da Jihad Islâmica? Público.pt
  2. DPA news agency (kjb) (19 de setembro de 2008), Germany Arrests Two Suspected of Failed Terror Plot, Deutsche Welle, cópia arquivada em 24 de Outubro de 2012 
  3. «Islamic Jihad Union details its involvement in Taliban's Azm offensive». Long War Journal. 25 de Julho de 2015 
  4. a b c d Sandee, Ronald (14 de outubro de 2008). «The Islamic Jihad Union (IJU)» (PDF). NEFA Foundation. Arquivado do original (PDF) em 24 de agosto de 2012