Unidade Móvel de Propósitos Especiais

OMÓN (em russo: ОМОН, Отряд мобильный особого назначения; Otryad Mobil'ny Osóbogo Naznachéniya, Unidade Móvel de Propósitos Especiais) é o nome genérico para o sistema de Unidades Especiais da Guarda Nacional de Rússia, e anteriormente do Ministério de Interior (MVD) da União Soviética. A OMON continuou existindo na Bielorrússia após o colapso da União Soviética. Especializam-se em maior medida em tarefas das unidades anti-motins.

Soldados da OMON na praça Vermelha de Moscovo.

Há uma unidade do OMON em todos os óblast (regiões administrativas) da Rússia, bem como nas grandes cidades (por exemplo, há uma unidade de OMON na polícia da cidade de Moscovo, e uma diferente na polícia do Óblast de Moscovo). O lema é "Não conhecemos a piedade e não pedimos nenhuma".[1]

HistóriaEditar

A origem da OMON remonta-se ao ano 1979, quando se organiza o primeiro grupo na preparação dos Jogos Olímpicos de Moscovo de 1980, para se assegurar que não tivesse ataques terroristas como o ocorrido nos Jogos Olímpicos de Munique de 1972, na Alemanha. Em consequência, a Unidade foi utilizada em emergências tais como detenções de alto risco, crise com reféns, bem como em resposta a atos terroristas.

O sistema OMON é o sucessor deste grupo, e foi fundado em 1987, com as as grandes intervenções do SOBR (Unidade Especial de Reação Rápida) contra perigosos criminosos, e do Vítyaz contra o terrorismo, pertencentes ao MVD. As unidades OMON, em princípio, foram utilizadas como anti-distúrbios, em prevenção de manifestações e vandalismo, bem como para situações de emergência. Mais adiante se amplia o campo de operações policiais, incluindo a patrulha de ruas, bem como operações de tipo militar ou paramilitar.

ReferênciasEditar

Referências

Enlaces externosEditar